Brainstorming: como fazer uma reunião eficaz de ideias?

Brainstorming

Ideias viáveis e inovadoras são uma demanda corrente em empresas de qualquer segmento. Por isso, a reunião de brainstorming é uma prática já conhecida de muitas organizações.

Mas como é possível tornar o brainstorming um processo mais eficaz, sem comprometer a geração de ideias?

Confira, a seguir, algumas dicas de como tornar o seu brainstorm mais eficaz.

Para que serve o brainstorm?

Muitas vezes, o processo de identificar soluções para um problema ou inovações para uma empresa é descentralizado e desorganizado. O brainstorming surge para fazer com que os grupos de diferentes áreas da empresa se reúnam e cocriem soluções em um curto espaço de tempo.

As reuniões de brainstorm são espaços e oportunidades para que as ideias se renovem, para que surjam novas formas de abordar problemas e inovar nos processos e nos resultados obtidos pelas organizações.

Seja para o desenvolvimento de um novo produto, otimizar a produtividade de um processo ou para uma nova campanha de marketing, a técnica de brainstorming permite que ideias possam ser sugeridas sem um julgamento apressado. Geralmente, parte-se do princípio de atrasar o julgamento em razão de um volume maior e melhor de ideias com potencial inovador.

Boas práticas para uma reunião com brainstorming eficaz

Apesar de ser uma reunião bastante livre, algumas diretrizes podem ajudar a sua reunião de brainstorming a produzir melhores resultados. Listamos as principais a seguir:

1- Evite ou atrase o julgamento

O princípio do brainstorming se baseia em atrasar o julgamento, permitindo uma quantidade e qualidade maior de ideias geradas. Quando julgamos imediatamente uma ideia como ruim, muitas vezes não permitimos que uma solução que possa parecer “maluca” inicialmente seja avaliada por outras perspectivas e seja transformada em algo viável.

Por outro lado, pode parecer tentador parar a “tempestade de ideias” quando se ouve uma contribuição que parece ter o fit perfeito para a necessidade de sua empresa. No entanto, não caia nesta tentação! Interromper o fluxo pode fazer com que a ideia realmente perfeita não seja criada e fazer com que a inovação desejada não emerja.

2- Envolva pessoas diversas e incentive a colaboração

Uma boa prática é montar uma equipe multidisciplinar para participar da reunião de brainstorm. Os diferentes pensamentos provenientes da diversidade de seu time contribuem para que se alcance soluções inovadoras e completas para o desafio em questão.

É preciso, acima de tudo, compreender o que a metodologia pretende trazer. Ela deve ser 100% colaborativa, ideias poderão ser combinadas, adaptadas, transformadas e, mesmo, desmembradas em outras a fim de se cocriar a melhor solução para o seu problema.

3- Concentre-se em gerar ideias e não em como implementá-las

Planejar a implantação das ideias é uma etapa posterior e fora da técnica de brainstorming. Para que seja eficaz, a reunião deve ter foco na criatividade das pessoas envolvidas.

Nessas reuniões, a quantidade está diretamente relacionada à qualidade: quanto mais ideias forem geradas, maiores as chances de se criar uma solução que realmente seja inovadora e funcional. 

4- Defina claramente um objetivo para a reunião 

Claro que a liberdade deve estar voltada para a sugestão de ideias, mas tudo funcionará melhor com um foco definido e conhecido por todos os participantes.

Estruturar e comunicar um bom briefing é vital para que haja um direcionamento correto para as ideias e uma compreensão homogênea sobre os objetivos da reunião de brainstorming.

O foco ou tema da reunião deve estar bem delimitado e transparente para todos os participantes. Recomenda-se resumir todo o problema a ser discutido em uma pergunta simples e objetiva. Dessa forma, o problema é comunicado de maneira clara e as respostas já podem ser lançadas com base no processo de brainstorm.

O tema de partida da reunião de brainstorming, ao contrário desse primeiro momento de concepção de ideias, precisa vir de um planejamento melhor estruturado. Do contrário, será muito difícil passar para a parte de analisar e estudar as ideias propostas.

5- Estabeleça um tempo limite para a sessão

A metodologia de brainstorming é indicada para sessões curtas a fim de resolver problemas que necessitem de uma resolução para que o desenvolvimento de um projeto possa ter continuidade.

Para isso, é muito importante estabelecer um tempo limite. Assim, o processo se torna focado e a urgência em gerar o maior volume de ideias possível cresce.

6- Tenha um facilitador

Para o bom andamento da reunião, é importante haver uma figura neutra, que agirá como facilitador para o momento do brainstorm. Relembrar os princípios da técnica e ajudar o grupo a manter o foco são tarefas necessárias e que garantem a eficiência da coleta de ideias.

Além disso, é papel desse facilitador fazer com que essa experiência seja tranquila e estimular a participação de todos em um ambiente agradável.

Com a reunião de brainstorming finalizada e as ideias devidamente registradas, é hora de filtrá-las. Os critérios nesse segundo momento ainda não precisam ser tão fortes e profundos. Trata-se mais de uma pré-seleção, visando cortar o excesso de ideias ou pontos redundantes.

O caminho do brainstorm até a implantação das ideias aprovadas

Tão importante quanto a técnica do brainstorming é um bom suporte analítico para que as ideias criativas e aderentes a seu projeto sejam selecionadas, analisadas e tomem uma forma mais definitiva, de acordo com a cultura e os objetivos da empresa.

Aliado ao brainstorm, é relevante que se aborde a continuidade da ação com um programa de ideias. Dessa forma, alimenta-se o funil de inovação da empresa e as ideias não são perdidas simplesmente no processo do brainstorming em si.

Para isso, ter um processo estruturado para priorizar, selecionar e aprovar as ideias geradas e garantir que elas realmente sigam o curso traçado é fundamental para garantir a dinâmica do processo e manter seus funcionários estimulados a participarem de outras reuniões e programas de ideias, ao perceberem que a empresa realmente está agindo e valorizando a sua colaboração.

Criar uma perspectiva que permita que a empresa possa lidar com a geração de ideias de forma eficaz exige aprendizado e constância. Unir técnicas que possam gerar uma grande quantidade de ideias torna o fluxo de ideias mais constante, porém sem perder sua eficiência.

Quais suas técnicas preferidas de brainstorm? Como sua gestão de ideias e seu funil de inovação são empregados com a técnica? Deixe sua mensagem nos comentários!

Posts Relacionados
Você acompanha o blog da AEVO? Se sim, provavelmente já aprendeu algumas coisas bem importantes
Você já ouviu o termo "lean startup" (ou sua tradução para o português, "startup enxuta")?
Você certamente já viu uma caixa de sugestões, já usou, ou já aplicou em sua

Um comentário em “Brainstorming: como fazer uma reunião eficaz de ideias?

Deixe uma resposta