Gestão de projetos: 8 dicas para engajar seus funcionários

São diversos os fatores que podem influenciar a gestão de projetos. Entre os principais, podemos destacar os recursos humanos pois, quando os funcionários estão engajados, é muito mais fácil alcançar os resultados desejados.

Mas, para isso, é importante conhecer as melhores práticas, que vão desde a liderança pelo exemplo até o uso de modernos softwares de gestão. Ao aplicá-las, além de incentivar as equipes, conseguirá realizar os projetos de forma bem-sucedida.

Pensando nisso, criamos este post especialmente para você que deseja engajar seus talentos na gestão de projetos. Continue lendo e fique por dentro das melhores dicas do assunto. Boa leitura!

1. Estimule a criatividade da equipe

A ideia de conduzir pessoas com base em regras invioláveis não funciona mais, a velha frase “obedece quem tem juízo” perdeu sua eficácia. Quando se constrói um ambiente assim, rígido, é impossível estimular a criatividade e o alto desempenho.

Para desenvolver a criatividade do time de funcionários, é interessante construir um ambiente de trabalho mais descontraído. Para isso, você pode incentivar bate-papos com a liderança, o famoso happy hour ou boas conversas na hora do café — são coisas simples!

Também é possível contar com a ajuda de algumas ferramentas, como a caixa de sugestões ou as reuniões de brainstorming. Quando bem conduzidas, essas práticas podem engajar os colaboradores na busca por soluções para os problemas diários.

2. Crie metas inteligentes

Atualmente, ainda existem muitos gestores que não sabem criar metas ou mesmo não se preocupam com o assunto. Esse é um erro que pode custar muito caro para todo o time. Com boas metas é possível alinhar os colaboradores, conduzindo-os para o sucesso.

Uma meta eficaz deve ser estabelecida obedecendo cinco princípios, ela deve ser: específica, mensurável, relevante, alcançável e temporal (com tempo bem definido). Esse é o padrão conhecido internacionalmente como SMART.

Além disso, é crucial saber como disseminar essa meta internamente, gerar feedbacks de melhoria e cobrar por resultados. O gestor do projeto deve assumir essa responsabilidade, mantendo seus subordinados sempre informados acerca dos resultados.

3. Use a tecnologia a seu favor

Hoje é impossível não levar em consideração a contribuição da tecnologia para elevar o desempenho dos trabalhadores. Com um bom sistema de gestão, é possível gerenciar melhor todo o fluxo de trabalho e os talentos envolvidos com o projeto.

Por isso é indicado que utilize um software de gestão de projetos realmente eficaz, auxiliando-o em cada atividade-chave que será executada. Bons softwares ajudam a planejar as atividades, controlar sua execução e acompanhar os indicadores de desempenho.

Com isso obterá melhores resultados, minimizando os erros operacionais e otimizando a produtividade da equipe. Além disso, conseguirá entregar seu projeto nas condições combinadas, por mais complexo que ele seja.

4. Invista na comunicação interna

A comunicação é um importante elemento para o cumprimento das atividades. Quando isso é deixado de lado, é muito provável que o número de erros e problemas internos cresçam drasticamente — interferindo negativamente na gestão de projetos.

Para ter uma boa comunicação, primeiro, é essencial que envolva todo o topo da empresa nesse assunto. Fale com a liderança sobre a importância do diálogo interno, estimule-os a abraçar essa ideia e se comunicar melhor com cada um dos seus liderados.

Depois é elementar contar com as ferramentas certas, tais como: intranet, redes sociais corporativas, aplicativos mobile e softwares especializados. Avalie qual melhor atende as necessidades do projeto e combina com o seu público-interno.

5. Invista em treinamentos

Quando um colaborador está treinado, é possível que ele realize suas atividades diárias com mais maestria. Isso porque bons treinamentos contribuem para desenvolver o conjunto dos conhecimentos, habilidades e atitudes necessários em cada profissional.

Para escolher o melhor treinamento, é preciso realizar uma avaliação de desempenho em 360 graus. Busque identificar, com base na opinião das pessoas mais próximas do funcionário (clientes, subordinados, colegas de trabalho), quais competências precisam ser aprimoradas.

Atualmente, existem diversas modalidades de treinamento. É possível treinar sua equipe dentro ou fora da empresa, de forma presencial ou a distância. Avalie qual modalidade melhor se adequa ao orçamento da firma e perfil da equipe, depois implemente-a sem medo.

6. Ofereça feedbacks contínuos

O feedback é um retorno de informação. Consiste, basicamente, em informar as pessoas sobre o seu desempenho na empresa. Desse modo, é possível motivar comportamentos mais adequados no futuro e tornar o funcionário mais produtivo.

Para oferecer um bom feedback é importante que reflita sobre tudo o que será dito, evite o excesso de rodeios, escolha local adequado e equilibre as críticas e elogios. Além disso, é crucial que saiba ouvir e entender o ponto de vista do outro.

É um grande equívoco deixar de dar feedback ou demorar demais para fazer isso. Quando isso acontece, você está castigando sua equipe com a indiferença e privando-a do crescimento.

7. Recompense pelos resultados alcançados

Também é importante reconhecer e recompensar os talentos de acordo com os resultados apresentados. Quando isso é feito, cria-se uma sensação de meritocracia, o fazer por merecer. Não há nada melhor para engajar os trabalhadores.

É comum imaginar-se que a única recompensa desejada pelos talentos é o dinheiro, mas isso não é verdade. Que tal um dia de folga remunerado ou uma vaga exclusiva na garagem da empresa? São ótimos exemplos de recompensas não-financeiras.

Para definir a melhor recompensa, é importante que: equilibre as financeiras e não-financeiras, esteja de acordo com a complexidade e responsabilidade de cada tarefa, seja desejada pelo funcionário e de acordo com o orçamento disponível.

Existem inclusive softwares de inovação que estimulam e premiam aqueles colaboradores que mais contribuem para o sucesso de um projeto ou da empresa como um todo.

8. Invista na liderança pelo exemplo

Não adianta estabelecer metas e cobrar resultados, se a própria liderança da companhia não é exemplar. Liderar pelo exemplo é um princípio básico para qualquer gestor que queira extrair o máximo de desempenho dos seus subordinados.

Então é importante que o próprio líder coloque as mãos na massa, assuma responsabilidades, tome cuidado com o que diz, respeite seus superiores e saiba ouvir seus subordinados.

Isso vai contagiar o time de funcionários e, com o tempo, fará parte da cultura organizacional.

Não há uma receita pronta para engajar um time na gestão de projetos, tudo vai depender de diversas variáveis. Entretanto, ao aplicar essas dicas, certamente conseguirá provocar um impacto positivo em sua empresa, estimulando todos os funcionários.

Agora que está por dentro do assunto e aprendeu ainda mais como engajar os colaboradores e otimizar sua gestão de projetos, aproveite para continuar aprendendo. Baixe nosso e-book: Guia definitivo de gestão de projetos de sucesso.

Posts Relacionados
Consertar, modificar e criar produtos com as mãos, isso é ser um maker. A Cultura
Conheça mais sobre o design value thinking, framework que irá mudar o mindset da sua
Levando em consideração o fato de que o BIM está longe de ser auto-explicativo, é

Deixe uma resposta