9 dicas para cobrar a equipe de projetos sem perder a motivação

Ser gestor de projetos não é uma tarefa fácil, não é mesmo? O papel de organizar, administrar as atividades e fazer cobranças é complexo e demanda habilidade com gerenciamento e relações de trabalho. Sabemos bem que você sofre muita pressão, pois os seus superiores e clientes exigem qualidade e eficiência.

Mas, ser rígido demais com o time e fazer um controle excessivo para a entrega de resultados, pode gerar atritos e antipatia entre os profissionais. É preciso encontrar formas produtivas de cobrar a equipe de projetos e manter um bom relacionamento corporativo.

Quer conhecer algumas dessas estratégias? Continue a leitura e saiba mais!

Como realizar as cobranças em projetos?

Cobrar a equipe de projetos é um desafio: os colaboradores facilmente podem encarar isso como hostilidade, rigidez ou até mesmo implicância. Na verdade, o problema não é fazer exigências, mas sim, a forma como elas são feitas. Pressão demais pode gerar desgaste e atritos entre os colegas.

Um bom gestor sabe aplicar estratégias para criar um clima propício para a produção, oferecendo apoio, feedbacks, instruções sólidas e recordando os prazos. Além disso, ele procura, também, eliminar dificuldades. Seja um problema com logística, um conflito interpessoal ou qualquer outra questão pertinente.

Como cobrar forma efetiva e manter uma boa relação de trabalho?

Manter um bom relacionamento com o time é fundamental para ter sucesso no projeto. Isso não significa abrir mão da cobrança de resultados. O importante é aplicar as estratégias certas, de forma que o controle não seja motivo para conflito. Veja abaixo as nossas dicas para obter o bom rendimento da equipe.

1. Desenvolva um bom planejamento

Quando a equipe está bem planejada, organizada e com um bom cronograma, as atividades são realizadas de forma mais tranquila. Todos já têm uma noção dos prazos, reuniões e eventos ligados ao projeto.

Isso facilita que os colaboradores se programem para desenvolver as tarefas. Mesmo assim, é fundamental reforçar — eventualmente — o planejamento para evitar esquecimentos, atrasos e trabalhos de última hora.

2. Conheça sua equipe

Para manter um bom relacionamento com o grupo, é importante conhecer seus colaboradores. Cada um deles têm suas qualidades, defeitos, particularidades e forma de agir. Alguns podem pensar que a diversidade dificulta as atividades coletivas, mas ela é a maior potência de todo o trabalho.

Cada um pode contribuir de uma forma com a realização das tarefas. Respeitar e saber lidar com essa variedade promove mais harmonia na corporação, além de possibilitar que o profissional se sinta bem recebido, acolhido e valorizado. Isso estimula o trabalhador a se engajar e a cooperar mais.

3. Invista em transparência

Se o profissional não entende onde há problemas, ele fica totalmente dependente da visão dos gestores. Isso inibe a proatividade e o potencial de construir soluções do colaborador. Por isso, é importante esclarecer para o time como andam os resultados e as dificuldades que estão ocorrendo.

Isso permite que os trabalhadores fiquem conscientes do estado da empresa e que possam contribuir com melhorias. Muitas vezes, alguém pode ter ótimas ideias, que realmente podem ajudar a desenvolver soluções.

4. Promova diálogo

Falamos de transmitir adequadamente a informação, mas outra parte necessária é saber ouvir — é um ponto crucial para manter bons relacionamentos com o time. Muitas vezes, você tem um planejamento aparentemente perfeito, mas alguém pode ver um pequeno furo ou ter uma sugestão que pode tornar todo o processo ainda melhor.

As trocas com a equipe são momentos preciosos de aprendizagem. Ofereça espaço para o seu colaborador participar e tenha um mundo de ideias novas para ajudá-lo, profissionais mais empolgados e que percebem o quanto são importantes para o projeto.

5. Forneça feedbacks

O feedback permite melhorar a qualidade do projeto e aperfeiçoar a performance do time. Quando você fornece um retorno, você demonstra preocupação com a tarefa e valorização do esforço do colaborador. Uma avaliação bem realizada leva à construção de um vínculo saudável e uma relação de trabalho benéfica para ambas as partes.

Com feedbacks positivos, o profissional tem reconhecimento, o que traz satisfação e motivação. Já as críticas construtivas impulsionam o aperfeiçoamento do trabalho e a aprendizagem com a experiência — desde que os apontamentos sejam feitos de forma cuidadosa e respeitosa. 

6. Mostre os benefícios do bom desempenho

Quando você mostra o quanto vai ser benéfico para todos se eles desenvolverem um bom projeto e entregarem as tarefas nos prazos, você motiva o time. Isso faz com que os próprios envolvidos nas atividades desenvolvam um monitoramento de si mesmos.

Não estamos dizendo que você não deva exigir do time. Mas essa estratégia, junto a uma cobrança internalizada, fortalece o senso de responsabilidade dos participantes do processo. Se você é capaz de demonstrar boas motivações para o trabalho e que a imagem de cada um como profissional está em jogo, o próprio colaborador desenvolverá um esquema de controle de si mesmo.

7. Promova desafios

Quando você desafia o time, você aposta no potencial dele. Essa postura mostra que você tem metas e vai cobrar resultados, mas que você acredita que a equipe é capaz de dar conta.

Além disso, se desenvolver na carreira é uma preocupação constante para os membros da corporação. Portanto, agir dessa forma com eles pode ser um bom incentivo. É fundamental também se colocar disponível para oferecer apoio e orientação ao propor desafios.

8. Defina metas e critérios

Se a equipe sabe o que você espera dela, é muito mais fácil desenvolver as tarefas. Por isso, procure indicar quais são os critérios que você vai avaliar no projeto e as suas expectativas para os resultados.

Da mesma forma, é fundamental ter metas preestabelecidas, pois elas orientam todo o trabalho. Defina objetivos palpáveis e a cada passo que o time der, procure parabenizá-lo pelo esforço. Assim você incentiva o engajamento e a dedicação máxima da equipe ao empreendimento.

9. Invista em ferramentas de comunicação

A tecnologia oferece diversos recursos para potencializar o gerenciamento na empresa. Os softwares para gestão de projetos, como por exemplo o AEVO Project, permitem acompanhar a execução de tarefas para cada membro do grupo de trabalho, facilitando o monitoramento. Eles também possibilitam acompanhar os projetos com gráficos, indicadores de desempenho e timelines.

Isso otimiza a notificação dos atrasos e das falhas, o desenvolvimento de estratégias para a resolução dos problemas, o cumprimento do cronograma e a avaliação da qualidade. O recurso também permite fazer uma análise crítica de todo o procedimento. Com isso, você pode estudar melhor o trabalho e definir que aspectos devem ser mais cobrados da equipe.

Ter uma boa relação com o time é fundamental para desenvolver bem um projeto. Cobrar é importante, mas é preciso utilizar outras estratégias em conjunto para atingir bons resultados. Promover uma cultura de diálogo, deixar os planos claros, oferecer feedbacks são algumas medidas fundamentais para ter sucesso.

É necessário também conhecer os colaboradores, investir nos feedbacks e nas ferramentas de comunicação para otimizar o processo. Com todas essas estratégias você consegue promover um clima saudável entre os colegas de trabalho e fazer cobranças de forma a gerar um impacto positivo.

E então, gostou das dicas para cobrar a equipe sem perder a boa relação com o time? Conheça o AEVO Project, nosso software de gestão de projetos, e faça um gerenciamento efetivo!

Posts Relacionados
Todos insistem em dizer que sabem o que estão fazendo, por amar a própria ideia.
Não é novidade para ninguém que a gestão de projetos se tornou essencial para a
Com o cenário empresarial cada vez mais competitivo, é necessário inovar para se destacar. Buscar

Deixe uma resposta