Avaliação de performance: o que é e como aplicar

A avaliação de performance é um método de mensuração dos resultados das ações implementadas por um colaborador.

Acompanhar os resultados da equipe, dar feedbacks de modo consistente e transformar as sugestões em melhorias para o negócio são algumas contribuições da avaliação de performance para a condução de uma empresa.

Essa ferramenta, que é básica para uma gestão de pessoas eficiente, pode ser implementada com alguns passos simples, e mudar completamente o relacionamento entre os líderes e colaboradores de uma organização.

Entenda o conceito de avaliação de performance e como aplicar a sua empresa neste artigo. Siga a leitura.

O que é avaliação de performance?

A avaliação de performance é um método de mensuração dos resultados das ações implementadas por um colaborador. Ela tem uma ligação com a avaliação de desempenho, e é importante diferenciar as duas. Enquanto o desempenho corresponde à execução das atividades, a performance descreve os impactos gerados por elas.

Podemos descrever a avaliação de performance como um conceito mais amplo, já que além de considerar o desempenho e apontar os erros ou acertos do colaborador, ela também olha para o que ele pode fazer a partir de agora, corrigindo as falhas ou aperfeiçoando os resultados positivos.

Ela é empregada por gestores e profissionais de Recursos Humanos, levando em consideração tanto as habilidades práticas dos indivíduos quanto aspectos como motivação, engajamento e adequação à equipe atual.

Uma alta performance surge quando os dois campos se alinham, por isso a avaliação de performance deve ter em mente a importância de ambos.

Além da análise individual, também existe a avaliação de performance coletiva, que observa os resultados gerados por uma equipe, ou até mesmo por toda a organização, e busca formas de atingir patamares mais elevados.

A análise coletiva é fundamental, pois um colaborador pode ter bom desempenho, cumprindo suas tarefas, e ainda assim ter baixa performance, caso os fatores ao seu redor não estejam alinhados ou a gestão da equipe não crie as condições para transformar ações em resultados.

Perceba que essa ferramenta é útil em duas frentes – ela permite que a empresa direcione seus colaboradores de modo mais preciso, ao mesmo tempo em que informa os profissionais sobre como a organização vê o seu trabalho e o que espera deles, evitando deixá-los no escuro.

Como fazer a avaliação de performance

Essa ferramenta deve ser construída com base em três pilares: o que está dando certo, o que precisa de melhorias e quais serão as ações prioritárias até a avaliação de performance seguinte.

Tais ações podem ser ajustes na execução de um processo, realização de treinamentos, desenvolvimento de projetos, e assim por diante. Caso a performance de um colaborador já esteja acima do esperado, elas podem trazer novos desafios para que ele se torne cada vez mais qualificado.

Tempo

Não há uma resposta perfeita quanto ao tempo entre duas avaliações, e as práticas mais comuns são ciclos de 30, 60 ou 90 dias.

A maturidade da empresa e dos profissionais tem um peso importante nessa decisão, pois organizações mais jovens e colaboradores menos experientes costumam exigir ciclos mais curtos para ajustar os ponteiros.

Metas

A performance deve ser avaliada com base num padrão considerado ideal. Ele pode ser o mesmo para todos os profissionais que exercem uma função, ou variar com base na sua experiência e nos resultados anteriores.

O fundamental é ter critérios bem definidos, para que todos saibam o que é esperado deles e reconheçam o caráter objetivo da decisão. A performance ideal de cada colaborador deve estar alinhada às metas globais da empresa, equilibrando o sucesso individual e coletivo.

Planejamento

Para fazer uma avaliação eficiente, não basta elogiar ou questionar os resultados de um colaborador. É preciso definir um método assertivo, planejar a entrega dos feedbacks e estruturar as ações que serão implementadas em seguida.

Essa última etapa pode ser feita após a entrega da avaliação, escutando o colaborador, mas é interessante que a gestão sempre tenha alguma ideia sobre os próximos passos.

Cada sessão pode terminar com um contrato de metas, que descreve os próximos objetivos do profissional, seus prazos, possíveis recompensas em caso de sucesso e a importância dessas ações para a equipe ou a organização como um todo.

Visão global

A avaliação de performance pode ocorrer em múltiplas direções, e traz mais benefícios quando cada profissional é avaliado por seus gestores, pares e subordinados.

Nesse sistema, é ainda mais importante que os critérios sejam bem definidos para evitar que afinidades e conflitos interfiram no julgamento.

Conheça bem a equipe

A avaliação de performance tem ainda mais poder quando se encaixa numa gestão de competências. Essa estratégia permite posicionar cada colaborador em tarefas que vão oferecer o máximo de seu potencial, beneficiando todo o processo.

Também é útil analisar os objetivos de cada um, pois se a empresa oferece condições para que eles sejam conquistados, as pessoas se mostram mais produtivas e engajadas nas suas atividades.

Por fim, conhecer a equipe de modo profissional e pessoal é uma forma simples de entender e corrigir variações de performance que estejam sendo causadas por fatores externos ao trabalho.

Principais métricas e sistemas de performance

Definir métricas objetivas é um desafio para muitas organizações, mas existem sistemas que demonstram muito sucesso no cumprimento dessa tarefa.

Em resumo, as formas de avaliar a performance envolvem métricas de frequência, produtividade, pontualidade e qualidade das entregas. Os resultados obtidos ao mensurar esses quesitos vão apontar quando o colaborador está abaixo, de acordo ou superando as expectativas da empresa.

Eles podem ser usados para direcionar modelos como os OKRs, que indicam as ações mais importantes para cada colaborador com base nos objetivos gerais da empresa, ou a Matriz Nine Box, que avalia os profissionais de acordo com seu desempenho atual e potencial futuro, possibilitando análises preditivas sobre o futuro de cada um.

Conclusão

Manter uma comunicação aberta com a sua equipe é fundamental para que as avaliações sejam bem aceitas e gerem mudanças produtivas na organização, além de dar espaço para que os próprios funcionários colaborem nas decisões sobre os próximos passos.

Fazer isso se torna mais fácil com a ajuda de uma plataforma como o AEVO Innovate.

Essa ferramenta possibilita a troca ágil e organizada de informações entre a equipe, gestão de projetos de inovação, gestão de métricas e da estratégia da sua empresa, além de um processo de melhoria contínua para aperfeiçoar cada vez mais os seus resultados.

Descubra o que mais a AEVO pode fazer pela sua empresa!

aevo-innovate-blog

Deixar uma resposta

Assine nossa newsletter

Fique sempre atualizado com nossos conteúdos sobre o universo da Inovação.


    Eu li e concordo com a Política de Privacidade.