BNDES Mais Inovação: o que é, benefícios e condições

O BNDES Mais Inovação é um programa criado pelo Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social com o intuito de impulsionar e incentivar a inovação nas empresas brasileiras. Seu principal objetivo é oferecer apoio financeiro para projetos que visam o desenvolvimento de novos produtos, processos ou serviços, bem como a modernização e a melhoria da gestão nas organizações.

Com a era digital e tecnológica consolidada, as empresas que almejam se manter à frente do mercado e liderar seus nichos, devem estar preparadas para inovar constantemente.

Nesse cenário, programas como o BNDES Mais Inovação emergem como incentivos cruciais para impulsionar as empresas rumo à liderança da inovação.

O programa do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) oferece um apoio financeiro que se revela como catalisador para o progresso das empresas e da economia brasileira.

Por meio de seus mecanismos e benefícios, ele abre portas para a transformação digital e impulsiona o desenvolvimento de negócios que pensam em moldar o futuro.

Conheça em detalhes do programa BNDES Mais Inovação, saiba seus objetivos, condições e como esta iniciativa se tornou um dos principais pilares para impulsionar a inovação nas empresas brasileiras. Siga a leitura.

O que é o BNDES Mais Inovação?

O BNDES Mais Inovação é um programa criado pelo Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social com o intuito de impulsionar e incentivar a inovação nas empresas brasileiras.

Seu principal objetivo é oferecer apoio financeiro para projetos que visam o desenvolvimento de novos produtos, processos ou serviços, bem como a modernização e a melhoria da gestão nas organizações.

Esse programa busca fortalecer a capacidade de inovação das empresas, fornecendo recursos financeiros para investimentos em pesquisa, desenvolvimento e implementação de novas tecnologias.

Além disso, o BNDES Mais Inovação ajuda a fomentar a competitividade empresarial, estimular o crescimento econômico e contribuir para a geração de empregos qualificados no país.

Ele se destina a empresas de todos os portes e setores que tenham projetos inovadores e com potencial de impacto no mercado.

Por meio do Mais Inovação, o BNDES oferece condições facilitadas de financiamento para alavancar o desenvolvimento de projetos que promovam a modernização das empresas brasileiras.

Leia mais:
Inovagro: o que é, quem pode solicitar e benefícios

Lei do Bem: entenda o que é e quais os benefícios

Projetos incluídos no BNDES Mais Inovação

O BNDES Mais Inovação contempla uma gama diversificada de investimentos e gastos que visam promover a inovação nos mais variados setores e segmentos da economia brasileira.

Os recursos podem ser direcionados para:

  • Investimentos em pesquisa, desenvolvimento e inovação (PD&I) que estejam em consonância com a nova política industrial e suas missões, conforme estabelecido pelo Conselho Nacional de Desenvolvimento Industrial (CNDI);
  • Projetos de PD&I em conformidade com políticas ambientais nacionais, como a Política Nacional do Meio Ambiente (PNMA), Política Nacional sobre Mudança do Clima (PNMC), Política Nacional de Resíduos Sólidos (PNRS), Política Nacional de Recursos Hídricos (PNRH) e Política Nacional de Pagamento por Serviços Ambientais (PNPSA);
  • Plantas industriais com processos inovadores ou não existentes no país, direcionadas à produção de bens ou insumos ainda não fabricados no Brasil ou com produção incipiente, impulsionando o desenvolvimento e a produção local de novos produtos;
  • Difusão tecnológica, envolvendo a contratação de serviços tecnológicos, aquisição de máquinas e equipamentos inovadores, bem como a aquisição de bens de informática e automação que estejam em conformidade com a Lei de Informática, com tecnologia nacional e cumpram o Processo Produtivo Básico, de acordo com a Portaria MCT nº 950, de 12.12.2006;
  • Transformação do ambiente digital, contemplando a modernização de processos de produção, desenvolvimento de produtos/negócios e implementação de planos de digitalização, sensorização, aquisição de software para tratamento de dados e métodos analíticos de tratamento de dados mais avançados;
  • Construção e expansão de parques tecnológicos, incubadoras e aceleradoras, impulsionando ambientes propícios à inovação e ao desenvolvimento de novos empreendimentos.

Subprogramas do BNDES Mais Inovação

O BNDES Mais Inovação se desdobra em três categorias, cada uma com foco em objetivos específicos:

Investimento em inovação

Esse subprograma oferece crédito para os investimentos em projetos detalhados no último tópico, abrangendo uma gama diversificada de áreas voltadas para inovação.

O financiamento é viabilizado a partir de R$ 20 milhões e pode ser contratado diretamente com o BNDES ou por intermédio de agentes financeiros credenciados.

Vale ressaltar que não é necessário destinar esse montante exclusivamente para inovação, e ela pode compor uma parte do investimento total.

Aquisição de bens inovadores

Destinado especificamente para investimentos em equipamentos com tecnologias inovadoras; bens de informática com tecnologia nacional e que cumpram o Processo Produtivo Básico (PPB); e contratação de serviços tecnológicos.

Este subprograma oferece crédito a partir de R$ 20 milhões, a ser contratado diretamente com o BNDES.

Assim como no primeiro caso, não é necessário que o valor total seja integralmente direcionado para inovação, que pode compor uma fatia do investimento.

Os projetos nas categorias de Investimento em Inovação e Aquisição de Bens Inovadores possuem um limite total de crédito que vai até R$ 500 milhões por cliente a cada ano.

Difusão tecnológica

Essa opção também oferece crédito para investimentos em difusão tecnológica, mas disponibiliza um financiamento total de até R$ 20 milhões por cliente dentro de um ano.

As contratações são realizadas por meio de agentes financeiros credenciados, com um limite adicional de até R$ 5 milhões por projeto.

  • Aquisição de serviços tecnológicos;
  • Aquisição de máquinas e equipamentos com características inovadoras;
  • Aquisição de bens de informática e automação, abarcados pela Lei de Informática, que possuam tecnologia nacional e cumpram PPB.

Quem pode ser beneficiado pelo BNDES Mais Inovação?

O programa BNDES Mais Inovação é acessível para pessoas jurídicas de direito privado, sediadas no país, e para pessoas jurídicas de direito público, com exceção da União.

Na prática, ele abrange empresas de variados portes, desde pequenos negócios até grandes instituições, contanto que os projetos se encaixem nas categorias e valores listados.

Condições de financiamento

As condições variam de acordo com a categoria do financiamento, dentro dos três subprogramas.

Investimento em Inovação

Custos e Taxas de Juros: investimentos em PD&I alinhados ao CNDI ou às políticas ambientais nacionais e investimentos em Parques Tecnológicos – Taxa Referencial (TR) + a partir de 2.2% ao ano.

Difusão tecnológica: Taxa Referencial + a partir de 2.7% ao ano.

Plantas Pioneiras: até 70% de Taxa Referencial e no mínimo 30% de Taxa de Longo Prazo (TLP) + a partir de 2,2% ao ano de TR e 1,1% ao ano de TLP.

Digitalização: até 50% de Taxa Referencial e pelo menos 50% de Taxa de Longo Prazo + a partir de 2,7% ao ano de TR e 1,1% de TLP.

As taxas são referentes ao apoio direto, e podem variar caso o Mais Inovação seja solicitado em outra instituição financeira para além do próprio BNDES.

Financiamento: até 100% do valor dos itens passíveis de financiamento.

Prazo: investimento em PD&I alinhados ao CNDI e políticas ambientais nacionais; Parques tecnológicos e Plantas pioneiras: até 16 anos, com carência de até 4 anos.

Difusão tecnológica e Digitalização: até 10 anos, com carência de até 2 anos.

Garantias: apoio direto via BNDES – garantias reais e/ou pessoais definidas na análise da operação, incluindo opções como hipoteca, penhor, propriedade fiduciária, recebíveis, fiança ou aval.

Apoio indireto via instituições credenciadas: negociadas entre a instituição financeira e o cliente.

Aquisição de Bens Inovadores

Custos e taxa de juros: aquisição de máquinas e equipamentos, aquisição de bens de informática e automação ou contratação de serviços tecnológicos são financiados com taxa referencial (TR) + 2,7% ao ano.

Financiamento: até 100% do valor dos itens.

Prazo: limitado a 120 meses, incluindo até 24 meses de carência.

Garantias: opções padrão do BNDES estão incluídas. Admite-se garantia sobre os bens a serem adquiridos (embarcações, aeronaves, etc.). Para outras garantias, é necessária análise pelo BNDES.

Difusão Tecnológica

Custos e taxas de juros: o custo base pode ser a Taxa Referencial (TR) ou uma Taxa Fixa baseada em TR.

Adicional de 1,25% ao ano para as micro, pequenas e médias empresas (faturamento até R$ 90 milhões) ou 2,5% ao ano para as médias II e grandes empresas.

Taxa adicional de 5% da instituição financeira parceira do BNDES, lembrando que nessa modalidade o apoio é sempre indireto.

Participação do BNDES: até 100% do valor dos itens passíveis de financiamento.

Valor Máximo de Financiamento: por cliente – R$ 20 milhões a cada 12 meses, considerada a data da homologação da operação. Por operação: R$ 5 milhões para apoio a serviços tecnológicos.

Prazo: limitado a 120 meses, incluindo até 24 meses de carência.

Garantias: negociadas entre a instituição financeira credenciada e o beneficiário do financiamento, seguindo as normas do Conselho Monetário Nacional.

Opção de complementar a garantia com o Fundo Garantidor do Investimento (BNDES FGI).

Como solicitar o Mais Inovação?

Para os projetos do Mais Inovação que podem obter financiamento através de apoio direto com o BNDES (Investimento em Inovação e Aquisição de Bens Inovadores), o primeiro passo é garantir que você possui habilitação junto ao banco. Isso pode ser feito no Portal do Cliente da instituição.

Em seguida, basta acessar o mesmo Portal do Cliente e protocolar o seu pedido de financiamento, na área de Solicitações de Financiamento. Essa área também indica toda a documentação necessária para que o projeto seja aprovado.

Caso prefira, você também pode entrar em contato com uma instituição financeira credenciada de sua preferência e enviar a solicitação na modalidade indireta.

Para os projetos de Difusão tecnológica, o apoio é indireto e negociado com as instituições financeiras. 

Cada instituição irá informar a documentação necessária, analisar a possibilidade de concessão do crédito e negociar as garantias. O pedido é então repassado ao BNDES, que faz a liberação dos recursos.

Como usar os recursos de forma eficiente?

O BNDES Mais Inovação pode ser um recurso crucial para impulsionar projetos inovadores dentro das empresas. No entanto, tão importante quanto obter esse financiamento é a habilidade para usá-lo com eficácia.

A gestão da inovação desempenha um papel essencial nesse processo. Ela envolve uma série de etapas interligadas que visam orientar, coordenar e controlar as atividades voltadas para a inovação dentro de uma organização.

Estruturar a gestão da inovação pode contribuir tanto na elaboração de projetos inovadores que atendam aos critérios do programa quanto na maximização dos resultados obtidos a partir dos recursos.

Isso começa com a elaboração de propostas consistentes e atraentes, seguindo os critérios estabelecidos pelo programa para estar alinhado com os objetivos traçados e os requisitos exigidos.

Uma solução integrada e acessível a todos os membros da organização, como o AEVO, pode centralizar ideias e facilitar o desenvolvimento de projetos de inovação; e P&D.

Além disso, a AEVO auxilia na implementação de uma cultura de inovação e na definição de estratégias para alocar os recursos de forma a elevar o seu impacto nos negócios.

A plataforma ainda oferece ferramentas para o acompanhamento do progresso dos projetos, permitindo uma visão integrada e facilitando a tomada de decisões ágeis.

Com instrumentos para avaliar o progresso, identificar possíveis desvios e implementar ajustes quando necessário, você garante que os recursos sejam direcionados para áreas que gerem mais valor para a organização.

A capacidade para tomar decisões embasadas em dados e informações será fundamental para minimizar os riscos e aumentar as chances de sucesso dos projetos.

Conclusão

O BNDES Mais Inovação oferece uma oportunidade singular para empresas que buscam alavancar seus esforços de inovação.

Com uma gama diversificada de subprogramas, esse financiamento é uma porta de entrada para projetos ambiciosos de Pesquisa, Desenvolvimento & Inovação (PD&I), transformando ideias em realidade tangível.

A busca pela inovação não se limita à obtenção de recursos financeiros, e requer também uma cultura organizacional propícia à geração de ideias disruptivas.

A colaboração de todos os membros de uma empresa é essencial nessa jornada.

Um Programa de Ideias pode ser o catalisador para desencadear a criatividade coletiva, encorajando a participação de cada indivíduo na construção de soluções inovadoras.

A capacidade de ouvir, analisar e implementar ideias provenientes de todos os níveis organizacionais é um diferencial para a transformação de uma empresa em um centro contínuo de inovação.

Para as organizações que desejam se tornar referências nesse campo, a solução da AEVO é completa.

AEVO é uma One-Stop Shop de Gestão da Inovação e Estratégia, que conta com expertise – através de sua consultoria de inovação – e tecnologia – por meio da sua plataforma de gestão da inovação -, capaz de gerenciar todas as etapas num Programa de Ideias e Inovação.

Fale com um dos nossos especialistas e descubra como a AEVO pode auxiliar a gestão da inovação na sua empresa.

Livia Nonato

Formada em Jornalismo pela Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF), atua na área de marketing, content e SEO há quatro anos, tendo como principal foco a otimização para mecanismos de busca, gestão e crescimento dos canais de aquisição orgânico, performance e growth. Experiência e conhecimento em SEO para empresas B2B e produtos complexos. Atualmente, é analista de SEO na AEVO e aborda temáticas de inovação e tecnologia como redatora do blog AEVO.

Livia Nonato

Livia Nonato

Formada em Jornalismo pela Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF), atua na área de marketing, content e SEO há quatro anos, tendo como principal foco a otimização para mecanismos de busca, gestão e crescimento dos canais de aquisição orgânico, performance e growth. Experiência e conhecimento em SEO para empresas B2B e produtos complexos. Atualmente, é analista de SEO na AEVO e aborda temáticas de inovação e tecnologia como redatora do blog AEVO.

Compartilhe o post

Facebook
LinkedIn
Twitter
WhatsApp
Email

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Sidebar versão 2 para o copy AEVO One-Stop Shop de Inovação

Assine nossa newsletter

Fique sempre atualizado com nossos conteúdos sobre o universo da Inovação.