Como estimular inovação na empresas: 6 dicas práticas

como-estimular-inovacao

Estimular inovação é fundamental para o crescimento de qualquer organização.  Para que ela seja implementada com sucesso, é importante entender quais passos precisam ser dados ao longo do processo.

Neste artigo, você verá algumas dicas práticas para estimular inovação em uma empresa, mesmo quando estiver atuando em setores tradicionais.


Por que a inovação nas empresas é tão importante?

Enquanto o tempo caminha rapidamente, o mercado acompanha seu passo nas transformações. Se uma organização quiser garantir sua relevância nesse ambiente competitivo que evolui constantemente, ela também terá que se manter atualizada.

Estimular inovação nos processos, produtos e serviços é imprescindível quando o assunto é gerar resultados para um negócio, e isso inclui atrair clientes cada vez mais exigentes, aumentar a receita e continuar se destacando à medida em que o mundo corporativo progride.


Como implementar inovação nas empresas tradicionais?

Algumas empresas, especialmente as mais antigas, têm como característica uma postura mais tradicional para conduzir os negócios.

Geralmente, elas construíram sua cultura organizacional ao longo de muitos anos e já tem um modelo bem estabelecido. Seus diretores e grande parte dos colaboradores trabalham com uma ideia: é assim que nós fazemos as coisas por aqui.

Esse é um fator que oferece vantagens no mercado, pois reforça uma imagem de solidez e profissionalismo que conquista a confiança de seu público externo.

Por outro lado, ainda é preciso acompanhar as transformações no mercado para conquistar clientes que estão cada dia mais conectados, informados e que valorizam a evolução na qualidade nos produtos e serviços.

Por conta desse movimento, que não para de se intensificar, não temos como fugir da inovação; ela é realmente essencial, mas também é preciso ter em mente que não dá para tornar uma empresa inovadora de uma hora para outra.

Estimular inovação é um processo que envolve estudo e planejamento prévio, especialmente numa empresa que já tem uma cultura organizacional firme e segue padrões conservadores.

A transição deve ser feita aos poucos, sendo apresentada aos funcionários de forma gradativa, de modo que todos possam digerir cada novidade e não fiquem desconfortáveis no processo.


Por onde começar?

Primeiramente, a empresa tradicional deve estar disposta a flexibilizar sua cultura organizacional, pois, para poder competir no mercado inovador, sua estrutura terá de ser inevitavelmente alterada. Essas mudanças irão ocorrer na forma como ela se organiza, toma decisões e promove novas ideias.

Para mudar essa cultura gradativamente, um programa de inovação é uma ótima iniciativa. Ele possibilita que surjam boas ideias dentro e fora da organização e que elas sejam implementadas em produtos, serviços e processos.

Antes de implantar o programa de inovação, é preciso preparar o território. A empresa deve trabalhar o assunto internamente, promovendo a capacitação de seus colaboradores, que são o combustível do programa de inovação. Isso pode ser feito através de eventos, cursos e palestras que irão falar de inovação, explicar sua importância e ajudar a engajar os colaboradores.

Entre as diferentes maneiras de fazer essa capacitação está o AEVO Boost, o canal de cursos sobre inovação da AEVO. O curso de Introdução à Inovação Corporativa, por exemplo, é ideal para empresas que desejam inserir a sua equipe nesse universo.

Com essa formação, os colaboradores estarão prontos para colocar a inovação em prática. Um próximo passo para essas empresas é criar equipes dedicadas à estimular inovação.

É importante ter um time que ajude a apoiar e encorajar o compartilhamento de ideias, além de guiar a sua transformação em projetos. A formação dessa equipe pode ser feita com membros de diferentes setores da organização, possuindo uma visão completa sobre o negócio.


Confira 6 dicas práticas para inovar em sua empresa


1. Crie um ambiente confiável

Para promover a colaboração dos seus funcionários, a empresa precisa fazer com que eles se sintam confortáveis em ampliar sua voz. Isso significa que ela deve assumir uma postura receptiva às diversas ideias e discussões sobre qualquer questão relevante.

Um erro grave de empresas que passam a estimular inovação é virar as costas para determinadas ideias, ouvindo apenas diretores e gestores.

Todas as ideias e opiniões devem ser recebidas com respeito e também reconhecidas, afinal, você não vai querer silenciar os funcionários que sabem como fazer algo ser melhor.

A criatividade e a inovação ganham força quando as pessoas confiam umas nas outras e em sua organização.


2. Adote Metodologias Ágeis

Se uma empresa deseja estimular inovação, automaticamente ela deve nadar contra a corrente dos métodos tradicionais de gerenciamento, onde predomina a burocracia, papeladas, rigidez no planejamento e foco nos processos; e se há algo que age contra isso, são as metodologias ágeis.

Ao adotá-las, os processos são automatizados e o foco irá se voltar para as pessoas e a interação entre elas, valorizando a sua capacidade de adaptação às mudanças, caso algo saia do planejado.

E já que a cultura de inovação pede uma gestão mais colaborativa, isso também é algo que as agile irão entregar.


3. Mantenha um bom clima organizacional

O sentimento dos colaboradores em relação ao local de trabalho tem influência direta na sua produtividade, engajamento, motivação e criatividade. Pessoas satisfeitas se comunicam melhor, tem mais energia e se sentem mais à vontade para expressar suas ideias e contribuir com a organização.

O clima organizacional reflete na forma como as pessoas se comportam diante das demandas, tanto para o lado positivo como para o negativo. Por isso, ao investir ativamente na melhora do clima organizacional, visando o bem-estar de todos, a empresa só tem a ganhar, especialmente se ela busca ideias para estimular inovação.


4. Tenha um departamento pessoal ativo

Colaboradores engajados são a chave-mestra para que uma empresa seja bem sucedida em seus resultados, mas garantir esse engajamento é tanto uma necessidade quanto um desafio na gestão de inovação.

Para isso acontecer, o departamento pessoal precisa sempre trabalhar para implementar técnicas de gestão com o objetivo de estimular os funcionários a serem mais participativos e dispostos a obter melhores resultados junto com a empresa.


5. Incentive o Intraempreendedorismo

Precisando de meios para atualizar seus processos internos, desenvolver produtos e novas soluções? Saiba que fontes de ideias incríveis e inovadoras podem estar mais perto do que se imagina.

Dentro de uma organização podem haver grandes talentos empreendedores, com a mente fervilhando de ideias que podem ser aproveitadas lá mesmo.

Empreender em uma empresa que já existe é o significado de intraempreendedorismo. Através do seu incentivo, os colaboradores com potencial para impulsionar as inovações no ambiente interno são identificados e valorizados. Por consequência, eles se sentem mais motivados a continuar agindo em prol da inovação na empresa.

E não há nada como um programa de ideias para fazer o intraempreendedorismo acontecer de forma efetiva.

Com o objetivo de obter melhorias nos processos, produtos e serviços da empresa, o Programa de Ideias estimula a participação dos colaboradores, direciona as propostas de forma estruturada, permite acompanhar as ideias, organizar o que for sugerido e oferecer recompensas aos participantes.

Baixe gratuitamente o nosso Canvas do Intraempreendedorismo


6. Não economize no feedback

A cultura de inovação é alimentada pela criatividade dos colaboradores. Para estimulá-los nesse sentido, é fundamental que eles sejam reconhecidos e saibam da importância de suas ideias para que a organização atinja bons resultados.

Esse reconhecimento pode começar com uma comunicação eficiente. É importante que a gestão não apenas se mostre aberta para ouvir as ideias que eles têm a compartilhar, como também ofereça feedbacks construtivos e validadores.

O feedback é uma ferramenta poderosa para estimular inovação dentro de uma organização, pois através dele, os colaboradores conseguem perceber mais claramente a valorização do seu esforço, a importância do seu trabalho e os pontos onde precisam melhorar.


Conclusão

A inovação em uma empresa deve começar o quanto antes para que ela acompanhe as exigências e transformações do mercado atual. No entanto, desenvolver a inovação em uma empresa não é tarefa simples e requer planejamento e muita paciência para que não haja um choque nos colaboradores, os quais são os protagonistas nesse processo.

Promover a capacitação através de cursos na área é um passo fundamental, assim como implementar um programa de ideias, utilizando uma plataforma como o AEVO Innovate, que foi criada e aprimorada para favorecer essa iniciativa!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *