O que são criptoativos e quais são suas grandes inovações?

o que são criptoativos

Muito tem se falado em criptomoedas e bitcoin nos últimos anos, mas há também um outro termo importante nesse contexto, trata-se do criptoativo.

Embora não seja sinônimo das demais expressões, todos estão relacionados. E se você deseja investir nas moedas digitais ou mesmo aceitá-las em sua empresa, é essencial entender melhor o que elas são e as suas diferenças.

Para saber o que são criptoativos e quais são suas grandes inovações continue lendo este artigo e confira as principais informações a respeito do tema nos tópicos a seguir.


O que são criptoativos?

É possível conceituar criptoativos como ativos virtuais que, por consequência, estão presentes apenas em registros digitais. Por isso, suas operações acontecem e são armazenadas exclusivamente online.

Além disso, são protegidos por criptografia, o que os tornam extremamente seguros. Também pode-se dizer que os criptoativos consistem na representação digital de valores transacionados que são executados no mundo virtual.

Já a Receita Federal, além de defini-los como uma representação digital de valor denominada em sua própria unidade de conta, explica que o seu preço pode ser expresso em moeda soberana local ou estrangeira.

Os criptoativos podem ser usado como forma de investimento, visto que eles não são lastreados em nenhuma moeda oficial, alguns investidores tem parte de seu capital em criptoativos, como uma reserva de valor. Eles também podem ser utilizados como instrumento de transferência de valores ou mesmo acesso a serviços. Embora não seja o único, a criptomoeda é um dos criptoativos mais conhecidos.


O que é uma criptomoeda?

Em um primeiro momento pode haver confusão e achar que criptoativos e criptomoedas são a mesma coisa. Porém, isso não é verdade. Isso porque a criptomoeda é um tipo de criptoativo, no entanto, o contrário não acontece.

A criptomoeda é apenas uma de suas categorias. Existem outros, como os tokens, que também fazem uso da tecnologia blockchain.

Vale dizer que os tokens, mesmo sendo um registro de um ativo em formato digital, pode não ter valor comercial, como o registro do nome de um cliente. Mas em outros casos, como os investimentos imobiliários, podem ter.

Quanto às criptomoedas, são criptoativos que servem para realizar pagamentos e outras transações financeiras de modo online. Além disso, elas só existem no mundo virtual e também por isso podem ser usados em qualquer lugar do mundo.

A segurança que oferecem é um dos seus diferenciais. E isso é possível porque não se tem como identificar entre quais pessoas as transações são realizadas, já que as operações não deixam vestígios facilmente rastreáveis. Todavia, todas as transações deixam registros, mesmo que não sejam ligados diretamente a um indivíduo.

Existem vários tipos de criptomoedas. O bitcoin é a mais famosa, mas há várias outras, como é o caso da Nano, Litecoin, Ethereum e Monero.


O criptoativo mais conhecido: Bitcoin

As criptomoedas ganharam fama internacional com o bitcoin, criado em 2009. Elas trabalham de maneira semelhante e se diferenciam de outras moedas, como é o caso do dólar ou do real.

Com o bitcoin, empresas e pessoas podem comprar e vender produtos e serviços pelo meio online. O objetivo dessa criptomoeda era possibilitar as operações pela internet, sem intermediários, como os bancos.

Assim uma pessoa pode enviar valores financeiros para outra de maneira direta. Além de mais rápidas, essas transações podem ser mais baratas e até mais simples mesmo que os envolvidos estejam em países diferentes.

Quando isso acontece, hoje em dia, por meios convencionais, a operação pode ser bastante burocrática. E já que as criptomoedas fazem uso de criptografia, quem participa de transação com o uso de bitcoin ou outras moedas digitais permanece anônimo.

A Tesla, empresa de Elon Musk, em março de 2021 anunciou que passaria a aceitar bitcoins como forma de pagamento de seus carros, mas apenas dois meses depois, voltou atrás com sua decisão, por conta do impacto ambiental que é gerado na produção dos bitcois.


Como os criptoativos são inovadores?

No mundo das finanças e da troca de informações pela internet, os criptoativos são um dos recursos mais inovadores. Isso se dá por uma série de razões. Primeiro, trata-se de uma moeda digital.

Como visto, criptomoedas têm potencial para mudar completamente a maneira como as pessoas realizam transações financeiras. Segundo, os criptoativos funcionam porque fazem uso da tecnologia blockchain, que consistem em bases de registros e dados.

Eles são distribuídos e compartilhados com o objetivo de formar um índice global contendo todas as transações de um determinado mercado. Por isso, é também chamado de protocolo da confiança.

O blockchain é a lógica de funcionamento que existe por trás de todos os criptoativos, mesmo aqueles que não são criptomoedas. O fato de não serem atrelados a nenhum país é mais uma das inovações.

Ela permite uma comunicação muito mais dinâmica mesmo entre pessoas que estejam geograficamente distantes. Os criptoativos são ainda sinônimo de sustentabilidade, uma vez que dispensam o uso de moeda papel, que é feito a partir de recursos naturais.

O mesmo pode ser dito das suas tintas, que provocam impacto ambiental quando são produzidas. Isso se deve ao uso de diferentes produtos químicos na sua produção, sendo que os seus resíduos são tóxicos e podem causar danos quando mal descartados.

Além disso, o papel-moeda, por ser tingido, é de difícil reciclagem. Sem falar nas moedas, fabricadas de metais nobres, sendo que a sua extração oferece uma série de riscos aos trabalhadores e ao meio ambiente.


Conclusão

Já que os criptoativos estão se tornando cada vez mais conhecidos em todo o mundo, quem deseja participar das inovações que acontecem devem estar bem informados e preparados, sejam pessoas sejam empresas.

As corporações podem participar dessa inovação aceitando transações com esses ativos ou, caso essa medida seja muito radical, podem começar digitalizando seus processo financeiros.

Essa é apenas uma forma de inovar e para investir em ideias que sejam realmente revolucionárias é preciso usar ferramentas apropriadas, como o AEVO Innovate, o software de Gestão da Inovação da AEVO. Conheça todas suas funcionalidades e comece a implementar um programa de inovação na sua empresa.

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *