É possível escolher os projetos certos para a sua empresa?

Sim, é possível escolher os projetos certos e transformá-los em um sucesso. E isso não tem nada com aumentar a carga horária de trabalho e passar cada vez mais tempo se privando do convívio familiar ou do lazer. O principal ponto para melhorar as escolhas é entender que, assim como há os projetos certos aos quais se dedicar, também há os clientes certos para quem esses projetos vão ser realizados. Há diversas formas de você reconhecê-los — projetos e clientes — e acertar na escolha.

É exatamente sobre isso que vamos falar hoje: como você pode ser mais seletivo ao escolher os projetos aos quais a empresa deve se dedicar e como se destacar na gestão deles. Acompanhe:

Escolha os projetos que você é capaz de executar bem

Certo, isso pode ter soado óbvio. Mas, na prática, não é bem o que alguns gerentes usam como critério de seleção, o que os deixa constantemente às voltas com atrasos, falta de recursos e insatisfação da gestão estratégica e dos clientes.

Além de dar preferência para os projetos nos quais você se encaixa perfeitamente, vale a pena considerar outros critérios para escolher, como:

  • A visibilidade que ele proporcionará;
  • O quanto de recurso há disponível;
  • O tempo máximo para execução.

Claro que a realidade operacional da maior parte das empresas costuma ficar longe da ideal: os projetos são muito enxutos e é necessário fazer um bom trabalho em pouco tempo — muitas vezes, com pouquíssimos recursos. Em certas circunstâncias, não há talento que resista: a coisa acaba atrasando ou se inviabilizando.

Outro grande fator a ser levado em conta é a visibilidade que o projeto vai proporcionar. Se uma determinada ação envolve funcionários de altos cargos corporativos, eles vão prestar atenção na qualidade do seu trabalho. E isso é para o bem ou para o mal. Portanto, evite — a todo custo — falhar em um projeto desse tipo, pois a sua reputação pode ficar abalada.

Por outro lado, se for capaz de colocá-lo para funcionar satisfatoriamente, você será lembrado na alta hierarquia da empresa como alguém confiável e proativo.

Alinhe as expectativas de todos os envolvidos

Não há cenário pior do que se encarregar de um projeto do qual o seu chefe espera uma coisa e o seu cliente, outra. Ou pior: sofrer para comunicar à sua equipe uma meta ou objetivo que você mesmo sabe que é praticamente inatingível.

Na hora de escolher um projeto, busque identificar se todas as partes envolvidas na execução estão cientes do que será feito. Também é importante considerar as expectativas do cliente em relação ao que ele está contratando.

Vamos falar mais a respeito da relação dos clientes com o projeto, mas, por enquanto, saiba que a capacidade de extrair de todos ao seu redor o que esperam de cada projeto é fundamental.

Se você tem o hábito de criar falsas expectativas nas pessoas, acabe com isso de uma vez por todas! Muitas vezes usamos esse recurso para nos proteger, já que a possibilidade de dizer “não” — principalmente para superiores e clientes — ainda incomoda muitos profissionais. Se souber fazer isso, você vai criar uma relação de confiança com os seus colegas. Afinal, esse tipo de resposta objetiva, ainda que negativa, se relaciona com o sucesso dos projetos e aumenta a confiança depositada em você.

Eduque o seu cliente para que ele acompanhe corretamente o projeto

Há uma crença entre os bons profissionais de marketing de que uma boa venda não é a que oferece o melhor produto ou serviço, mas sim a que entrega exatamente o que prometeu.

Além do mais, a maior parte dos consumidores não está em busca da melhor opção possível. O que eles querem é algo que resolva o problema deles e custe um valor que possam pagar.

Por isso, cabe ao departamento de marketing da sua empresa educar os clientes sobre o que ela oferece. Se ele não estiver fazendo isso, é possível que esse seja o foco de alguns problemas dos seus projetos.

Veja as vantagens de educar o cliente:

  • Ele não exige mais do que você pode oferecer pelo preço que foi pago;
  • As expectativas dele ficam alinhadas com as dos seus superiores na execução do projeto;
  • Ele fica satisfeito quando o ciclo tiver fim, indica o produto ou serviço para outras pessoas e ajuda a gerar novas vendas.

Claro, nem todo cliente chega até você alinhado dessa forma. Muitos, inclusive, não estão nem um pouco interessados nisso, e querem que você ofereça muito mais do que pode, por muito menos do que vale.

Por isso é que, assim como existem os projetos certos, também deve haver os clientes certos.

Saiba escolher os projetos certos e os clientes certos

Como dissemos, tudo isso começa com as ações de marketing. Lá é que vai ser necessário distinguir aqueles consumidores que têm como pagar o preço que você cobra e que ficam satisfeitos com a solução que você oferece. Esse processo, na terminologia do marketing, é chamado de qualificação de lead. Um lead é um cliente em potencial que começou a se envolver num processo de marketing da empresa.

Como hoje o processo é de trazer os clientes até ela — em vez de fazer propaganda invasiva —, é possível qualificar o lead enquanto ele ainda não começou a adquirir os produtos ou serviços da empresa. Isso é conhecido como Inbound Marketing. A ideia é usar conteúdo para educar os potenciais clientes, num processo denominado “nutrição de leads”.

Quanto melhor for esse processo, mais os clientes vão se encaixar no perfil da empresa, o que resulta em:

  • Vendas mais fáceis;
  • Maior nível de satisfação;
  • Menos problemas durante os projetos, que vão poder ser acompanhados pelos clientes sem que isso se torne motivo de reclamações indevidas.

Se, hoje, você é obrigado a ficar depois do horário e perder qualidade de vida para tocar os projetos que caem nas suas mãos, saiba que o problema pode não ser apenas a sua produtividade. Talvez esteja na hora de começar a ser mais seletivo nos projetos que aceita administrar.

Sendo mais seletivo, você garante os prazos, deixa seus superiores e os clientes satisfeitos e se torna uma referência de confiança, o que pode garantir que seja lembrado para uma futura promoção!

E, se além de escolher os projetos certos, você quer também garantir que eles sejam geridos, medidos e executados em tempo recorde, considere o auxílio de softwares de gestão de projeto e gestão de inovação. Com eles, sua qualidade de vida e resultados no trabalho vão aumentar muito! Portanto, conheça o AEVO Project e tudo o que ele pode lhe oferecer!

Posts Relacionados
Todos insistem em dizer que sabem o que estão fazendo, por amar a própria ideia.
Não é novidade para ninguém que a gestão de projetos se tornou essencial para a
Com o cenário empresarial cada vez mais competitivo, é necessário inovar para se destacar. Buscar

Deixe uma resposta