Entenda o que é e como usar o método Canvas em seus projetos

Quando se trata da criação de estratégias e projetos para um empreendimento, “complicação” é a primeira palavra que vem à cabeça de muitos gestores. Mas acompanhar as mudanças do mercado e gerir suas ideias de maneira inovadora se tornou mais fácil, graças a um modelo de negócios conhecido como Canvas.

Esse método tem como principal objetivo auxiliar os líderes e seus liderados a se envolverem mais facilmente com a gestão estratégica dos projetos da empresa e trazê-los para a realidade do mercado.

Para te ajudar a entender melhor o que é o método Canvas, fizemos este post. Nele você conhecerá os principais caminhos para a criação desse modelo de negócio e entenderá como ele pode ser aplicado. Ficou interessado? Então continue lendo!

O que é método Canvas?

Criado pelo pesquisador suíço Alexander Osterwalder, o Business Model Canvas, ou simplesmente Canvas, surgiu com a promessa de acabar com a complicação e burocracia das estratégias de gestão de projetos tradicionais.

Ele é feito por intermédio de um mapa visual fácil de ser administrado, substituindo páginas, documentos ou planilhas sem funcionalidade prática, que representam uma perda de tempo na criação de estratégias no dia a dia de uma empresa.

Grandes organizações como Globo, Ericsson e Votorantim já utilizam esse método, mas é em empresas de médio porte e startups em que ele realmente faz sucesso, por se concentrar em pontos essenciais para o crescimento de quem está começando do zero ou conta com recursos limitados.

Quais as vantagens desse método?

Uma das principais características do método Canvas é o seu formato visual. A palavra “canvas” em si pode ser traduzida livremente para o português como “tela” ou “quadro”.

Com ele é possível visualizar todas as funções e atividades de um negócio de maneira simples, e não deixar informações relevantes para o sucesso de um projeto perdidas em pastas ou relatórios, por exemplo.

Na prática, ele não substitui um plano de negócios tradicional que precisa de informações mais detalhadas mas é uma ferramenta que traz agilidade e simplicidade para ilustrar todas as características do seu negócio e fazer mudanças quando necessário, sem burocracia e dificuldades.

Para as empresas que ainda não saíram do papel, esse método se apresenta como uma forma bem-definida de mensurar custos e receitas, identificar as melhores parcerias, conhecer o público-alvo e criar estratégias para fidelizar essa clientela.

Já para os profissionais de TI, e empresas que já atuam no mercado, ele se mostra ainda mais funcional, pois facilita a implantação de mudanças na infraestrutura, ajuda na visualização de áreas críticas e que precisam de inovação, evita gaps de comunicação, reduz retrabalhos, entre outros percalços comuns na área operacional e de tecnologia.

Como aplicá-lo na sua empresa?

Depois de conhecer o que é método Canvas é preciso entender como aplicá-lo na sua empresa. O primeiro passo para criá-lo é escolher uma ferramenta ideal, que pode ser uma plataforma ou software de TI, uma lousa branca ou simplesmente algumas folhas de papel apesar de essa não ser a opção mais indicada.

Os softwares de gestão já trazem todo a estrutura necessária para organizar as suas ideias com mais facilidade, por isso são tão importantes. Mas se você pretende ficar no papel, o ideal é usar post-its e adesivos autocolantes, que facilitam o acréscimo e a remoção de ideias. 

Quatro etapas básicas compõem o Canvas: o que, para quem, como e quanto. Dentro delas são colocados nove blocos que se referem aos pilares essenciais para o funcionamento de uma empresa, independentemente do porte que ela tenha. São eles:

O que:

1. Propostas de valor

Nesse segmento se enquadra tudo o que um novo projeto é capaz de oferecer para os clientes e de que maneiras ele pode gerar valor para o mercado seja com produtos inovadores, serviços diferenciados diante da concorrência, e assim por diante.

Para quem:

2. Relacionamento com clientes

Um dos elementos principais para o crescimento e competitividade de qualquer empresa é o relacionamento com os clientes. Nessa etapa é preciso listar todas as estratégias para lidar com eles, já que mesmo que você ofereça um serviço ou produto excelente, por um preço abaixo do mercado, dificilmente, vai fidelizá-los com um atendimento e relacionamento ruim.

3. Segmentos de clientes

Para construir estratégias de fidelização de clientes é preciso, antes de tudo, entender quem eles são, o que buscam ao entrar em contato com o seu negócio e que nichos ocupam. É é justamente a isso a que o bloco de Segmentos de Clientes é destinado.

4. Canais

A parte do atendimento também passará pelos canais de comunicação oferecidos. Destine essa etapa para pensar como os clientes entrarão em contato com a sua empresa para tirar dúvidas ou resolver problemas com eficácia. Sites, e-mail, chats, FAQ, telefone? Ou todos eles juntos?

Como:

5. Parcerias principais

Fornecedores, sócios e investidores são algumas das principais parcerias necessárias para a sua empresa. Listá-los e analisar estratégias para melhorar esse relacionamento também deve fazer parte do seu planejamento Canvas.

6. Atividades principais

Quais serão as atividades principais da sua empresa? Que serviços e produtos oferecerá? Como será estruturada a sua equipe de trabalho e quais serão as suas demandas? Toda essa parte do planejamento deve vir neste tópico.

7. Recursos principais

Para fazer com que uma empresa funcione é preciso identificar quais serão os recursos e investimentos necessários, e eles não são apenas financeiros. Avalie também os quais recursos humanos e matérias-primas para confecção dos produtos serão empregadas.

Quanto:

8. Estrutura de custos

Nesse tópico é preciso avaliar quais são os custos fixos e variáveis para estruturar o seu negócio e criar um diferencial competitivo no mercado.

9. Fontes de receita

Depois de avaliar os custos você também vai precisar de meios para fazer o seu negócio escalar, ou seja, ter um equilíbrio entre os gastos e o lucro. Quais serão as suas principais fontes de receita? Venda direta, publicidade ou prestação de serviços? As possibilidades são variadas e não podem ficar de fora do seu Canvas.

Ficou mais fácil entender o que é método Canvas? Quer conhecer quais são ferramentas de gestão ideais para estruturar esse método no seu negócio? Então baixe o nosso ebook “5 ferramentas de gestão de projetos que você precisa conhecer!”

 
Posts Relacionados
O Big Data se torna essencial em um cenário de evolução constante nas indústrias. Entenda
A realidade aumentada é comum para alguns, e uma grande tendência para outros. Entenda as
A interação dos pilares da indústria 4.0 é essencial para o bom andar dos projetos.

Deixe uma resposta