10 exemplos de metas SMART para aprender como aplicar

As Metas SMART são um método valioso para empresas que desejam estabelecer metas eficazes e alcançáveis, trazendo benefícios como clareza e alinhamento dos objetivos, maior produtividade e motivação da equipe, e a capacidade de medir e avaliar o progresso. Conheça exemplos de metas SMART para se inspirar e entender como aplicar em sua organização.

Atualmente, é essencial que as empresas tenham objetivos claros e bem definidos para alcançar o sucesso, nesse sentido, os exemplos de metas SMART serão uma ferramenta essencial para entender como validar essa construção estratégica.

As metas SMART faz com que as empresas e indivíduos definam metas específicas, mensuráveis, alcançáveis, relevantes e com prazos determinados.

Confira em detalhes o que são metas SMART, exemplos de aplicação prática e a importância de sua utilização em empresas.

O que são metas SMART?

Acrônimo de metas smart

SMART é uma metodologia de validação de metas, que ajuda a definir metas com eficácia, alinhando a estratégia corporativa a realidade do negócio. A sigla SMART é um acrônimo em inglês que significa:

  • Specific (Específica);
  • Measurable (Mensurável);
  • Achievable (Alcançável);
  • Relevant (Relevante);
  • Time-based (Com prazo definido).

A ideia é que, ao seguir esses critérios, as metas sejam mais eficazes e possam ser alcançadas com mais facilidade.

Cada componente da metodologia SMART é importante para garantir que a meta seja clara, orientada para resultados e seu sucesso possa ser medido de forma prática.

As metas SMART são amplamente utilizadas em empresas para definir objetivos de negócios e ajudar os colaboradores a trabalhar em direção à conquista de resultados positivos.

Também são úteis para indivíduos que desejam definir metas pessoais e profissionais para alcançar o sucesso a longo prazo.

Quais os componentes das Metas SMART?

É importante compreender qual a aplicação de cada um dos componentes das Metas SMART.

Cada ponto desse sistema cumpre uma função na hora de validar e direcionar as metas. Uma meta bem definida e estruturada torna-se mais fácil de ser acompanhada, monitorada e bem-sucedida.

Para conferir exemplos de metas SMART no dia a dia corporativo, veja o vídeo abaixo com a explicação da Head de Novos Produtos da AEVO:

YouTube video

Específica (S)

Uma meta SMART deve ser específica. Isso significa que ela precisa responder às perguntas: o quê será feito, quem vai fazer, onde e quando.

Ao definir uma meta específica, é possível ter uma compreensão clara do que precisa ser alcançado e evitar ambiguidades.

Ao invés de buscar um resultado vago como “aumentar as vendas”, por exemplo, uma meta específica foca em “aumentar as vendas do nosso produto central em 20% no próximo trimestre”.

Isso torna o destino mais tangível e fácil de ser trabalhado pelos colaboradores.

Mensurável (M)

As metas SMART também devem ser mensuráveis, ou seja, ter um parâmetro numérico claro para avaliar o seu progresso e conclusão.

Isso significa que é possível medir e acompanhar a meta ao longo do tempo.

Por exemplo, em vez de definir uma meta como “melhorar o atendimento ao cliente”, uma meta mensurável seria “aumentar a taxa de satisfação do cliente em 10% até o final do ano, medindo esse índice através de pesquisas de feedback”.

Alcançável (A)

Uma meta SMART também deve ser alcançável, ou seja, possível de ser realizada dentro das limitações da empresa. Isso significa que é preciso avaliar a capacidade da equipe, recursos disponíveis e o tempo necessário para atingir a meta.

Uma meta ambiciosa como “dobrar o faturamento da empresa em um mês” pode até ser interessante, mas dificilmente será alcançável, enquanto em um dos exemplos de metas SMART como “aumentar o faturamento em 20% em seis meses” pode ser mais realista e oferecer um desafio claro para a equipe.

Relevante (R)

As metas SMART também devem ser relevantes, contribuindo para os objetivos estratégicos da empresa.

Sendo assim, cada meta deve estar alinhada com a visão e missão do negócio, atuando como um degrau para seu crescimento e projeção.

Ter a meta de “lançar um novo produto”, por exemplo, pode não ser relevante caso ela venha de um impulso, ou seja uma tentativa de seguir os competidores, sem olhar para a estratégia da organização.

No entanto, se o produto vem para contribuir com o objetivo de aumentar a fatia de mercado ou se posicionar como uma empresa inovadora, por exemplo, a meta se torna relevante.

Com prazo definido (Time-bound)

Por fim, uma meta inteligente deve ter um prazo determinado para sua conclusão.

Esse ato ajuda a manter o foco e a motivação para atingir a meta e ajuda a acompanhar o progresso das ações – caso contrário, não temos qualquer condição de medir o avanço e o sucesso.

O prazo das metas não costuma ser muito extenso, e vai depender tanto da complexidade dessa tarefa quanto dos recursos disponíveis, podendo se estender ao longo de uma semana, um mês ou um trimestre, por exemplo.

Caso uma meta esteja indo muito além desse ponto, podemos considerar a sua distinção em passos menores e mais ágeis.

Qual a importância e os benefícios de criar Metas SMART nas empresas?

As Metas SMART são exemplos de gestão ágil e inteligente.

O método SMART pode trazer muitos benefícios para as empresas, pois essa metodologia ajuda a estabelecer meta acionáveis, além de permitir um melhor acompanhamento e avaliação do seu progresso.

Essa lógica se traduz em benefícios como:

Clareza de objetivos

A empresa estabelece metas claras e bem definidas, o que ajuda a garantir que todos os colaboradores estejam trabalhando por um mesmo objetivo.

Melhoria da comunicação

As metas SMART ajudam a melhorar a comunicação entre os membros da equipe.

Todos entendem claramente o que precisa ser alcançado e o papel de cada um no processo, além da forma pela qual suas tarefas serão avaliadas.

Motivação dos colaboradores

Por saber exatamente o que precisa ser alcançado, como o seu trabalho contribui para o sucesso da empresa, e quais recompensas podem obter, os colaboradores se tornam mais engajados em suas atividades.

Além disso, por ter um caráter desafiador, mas realistas, as Metas SMART também estimulam cada um a dar o seu melhor para chegar no objetivo.

Decisões informadas e melhoria do desempenho

Validando as metas com o SMART, a empresa pode monitorar o progresso de cada uma com mais praticidade.

Esses indicadores são definidos com base em métricas quantificáveis e mensuráveis, que permitem avaliar o progresso da equipe em relação aos objetivos estabelecidos.

Se a meta é aumentar as vendas em 10% no próximo trimestre, por exemplo, o indicador de desempenho pode ser o número de vendas realizadas por semana ou mês.

A partir disso, é possível acompanhar de perto se a equipe está atingindo os números.

Caso um indicador mostre que o time ou o colaborador não está atingindo as metas estabelecidas, a gestão pode identificar rapidamente onde o desempenho está abaixo do esperado, e considerar estratégias para preencher essa lacuna.

Por outro lado, se a equipe está atingindo as metas estabelecidas, a empresa pode identificar quais ações estão levando ao sucesso e reforçar essas práticas.

Dessa maneira, a organização consegue tomar decisões mais informadas e estratégicas para o futuro, com base em dados concretos sobre o desempenho da equipe.

A análise dos indicadores de desempenho também pode apontar oportunidades de crescimento e inovação.

Ao acompanhar de perto os resultados da equipe, a gestão é capaz de identificar áreas com potencial para crescimento e explorar essas oportunidades, levando a melhorias significativas nos resultados da empresa e ajudando a alcançar objetivos mais ambiciosos no longo prazo.

10 exemplos de metas SMART

Os exemplos de Metas SMART abaixo mostram que é possível adotar essa metodologia em todas as áreas de um negócio, seja nos processos mais bem estabelecidos ou nas iniciativas de inovação.

Na gestão de pessoas:

  • Implementar um programa de desenvolvimento de liderança para gerentes e supervisores até o final do ano, melhorando a retenção de talentos em 15% no período;

Validação SMART:

Específica: Implementar um programa de desenvolvimento de liderança para gerentes e supervisores até o final do ano para melhorar a retenção de talentos;

Mensurável: melhora a retenção de talentos em 15%;

Alcançável: deverá crescer o indicador para 15% (se a realidade da empresa for de 10%, por exemplo, podemos considerar como uma meta alcançável);

Relevante: o programa visa desenvolver líderes para atuar com a eficácia com os liderados, o que reduz o turnover e aumenta a retenção de talentos (ou seja, se um dos objetivos da empresa for ter líderes inspiradores e maior satisfação dos colaboradores, está é uma meta relevante);

Prazo definido: o processo deve ocorrer em até um ano.

Sendo assim, após verificado pelo sistema SMART, vemos que essa é uma meta possível. O mesmo se aplica a validação dos demais exemplos de metas SMART apresentados na sequência.

  • Reduzir o índice de rotatividade em 10% até o final do próximo trimestre, por meio da implementação de um plano de retenção de talentos e de um programa de engajamento dos funcionários.

Nas vendas:

  • Aumentar as vendas em 20% no próximo semestre, por meio da implementação de uma estratégia de marketing digital e de novas parcerias com empresas de setores paralelos;
  • Aumentar a taxa de conversão de vendas online em 30%, por meio da implementação de uma estratégia de remarketing.

Na área de inovação:

  • Desenvolver e lançar um novo produto até o final do ano, com uma taxa de adoção de pelo menos 10% entre nossos clientes atuais;
  • Realizar pelo menos três testes de conceito para novos produtos em cada trimestre, com base nas demandas e feedback dos clientes.

Na conquista de novos negócios:

  • Expandir nossa presença no mercado internacional, abrindo 2 novas filiais em países estratégicos até o final do próximo semestre;
  • Conquistar pelo menos 3 novos clientes estratégicos no próximo mês, por meio de uma prospecção de clientes baseada em perfil de empresa e decisores.

Na gestão financeira:

  • Reduzir em 15% os custos operacionais no próximo ano, por meio da implementação de uma política de gestão de despesas mais eficiente e da adoção de tecnologias econômicas;
  • Aumentar a receita em 12% até o final do ano, por meio da diversificação da carteira de produtos e da expansão de parcerias estratégicas.

Conclusão

As Metas SMART são um método valioso para empresas que desejam estabelecer metas eficazes e alcançáveis, trazendo benefícios como clareza e alinhamento dos objetivos, maior produtividade e motivação da equipe, e a capacidade de medir e avaliar o progresso em direção às metas.

Nesse sentido, as Metas SMART podem ser complementadas por outras metodologias, como os Objetivos e Resultados-Chave (OKR), ampliando ainda mais o seu potencial de validação.

Os OKRs oferecem uma estrutura para estabelecer objetivos e resultados-chave em estratégias corporativas.

Assim, é possível que os gestores combinem os métodos e ainda façam uso de ferramentas tecnológicas para isso, como o Software de Gestão Estratégica e OKRs da AEVO,

O AEVO conta com um módulo específico para estruturar e gerenciar a estratégia através da metodologia de OKRs.

Solicite uma demonstração gratuita e saiba como essa solução pode apoiar o processo estratégico da sua organização.

Livia Nonato

Formada em Jornalismo pela Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF), atua na área de marketing, content e SEO há quatro anos, tendo como principal foco a otimização para mecanismos de busca, gestão e crescimento dos canais de aquisição orgânico, performance e growth. Experiência e conhecimento em SEO para empresas B2B e produtos complexos. Atualmente, é analista de SEO na AEVO e aborda temáticas de inovação e tecnologia como redatora do blog AEVO.

Compartilhe o post

Facebook
LinkedIn
Twitter
WhatsApp
Email

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Sidebar versão 2 para o copy AEVO One-Stop Shop de Inovação

Assine nossa newsletter

Fique sempre atualizado com nossos conteúdos sobre o universo da Inovação.