4 exemplos de onboarding para se inspirar

Um das etapas mais importantes da Gestão de Pessoas é a recepção de novos colaboradores. Sendo assim, ter referências é essencial para o bom andamento desse processo, com exemplos de onboarding você vai se inspirar e ter mais facilidade na hora de pôr em prática em sua empresa.

Estruturar processos não é uma tarefa fácil. Especialmente na área de gestão de pessoas existem diversas frentes para planejar, executar e mensurar, algumas delas envolvem todos os indivíduos de uma organização.

Um das etapas mais importantes é a recepção de novos colaboradores. Sendo assim, ter referências é essencial, com bons exemplos de onboarding você vai se inspirar e ter mais facilidade na hora de pôr em prática em sua empresa.

Atualmente, não é só a questão institucional que deve ser apresentada a colaborador recém-chegado.

Saber como integrá-lo no ambiente de trabalho é quesito fundamental – tanto para o sucesso da equipe quanto para a redução da rotatividade na empresa.

Para haver essa integração completa, a técnica de onboarding precisa ser bem aplicada, independente de qual seja.

Com a intenção de inspirar a adotar essa estratégia, desenvolvemos esse conteúdo com 4 exemplos de onboarding reconhecidos pela eficácia. Siga a leitura.

Afinal, o que é onboarding?

Onboarding é uma técnica usada para integrar novos colaboradores ao ambiente de trabalho de uma empresa. Geralmente é usada pela área de RH e Gestão de Pessoas das organizações.

O novo funcionário precisa se familiarizar a companhia, sua rotina e responsabilidades, além de ter um alinhamento de expectativas.

Essa etapa passa pela apresentação da missão, valores e propósito da empresa, seus objetivos estratégicos em quanto gestão, tarefas e ações implicadas ao colaborador.

Também passa pela socialização, esclarecimentos sobre a forma de trabalho e funcionamento dos setores.

Um bom onboarding mantém os funcionários na empresa em uma porcentagem maior que 80%, segundo o estudo do BrandonHall Group.

Isso prova que adotar essa ação aumenta a satisfação dos funcionários e ainda assegura grandes benefícios.

Importância do onboarding nas empresas

Um novo contratado é uma grande vitória para qualquer instituição. Acontece que não basta efetivar um novo colaborador, é preciso desenvolvê-lo e o manter feliz e realizado com a empresa.

Até porquê a rotatividade de funcionários causa sérios problemas para a organização.

Outro ponto da discussão são os gastos implicados em um alto turnover, tanto em capital humano qualificado quanto financeiro.

Processos seletivos demandam tempo e dinheiro, não há como negar.

Sendo assim, o quão mais azeitado estiver seus processos de recrutamento e seleção alinhados com o onboarding e a retenção de talentos, melhor serão os retornos para a companhia, bem como terá menores despesas.

Um ganho múltiplo, não é mesmo?

Quando se consegue engajar os funcionários, o trabalho pode ser lapidado da melhor forma.

Portanto, pessoas talentosas não são desperdiçadas e nem acabam indo trabalhar para o concorrente.

Para que o onboarding se torne eficaz é necessário o empenho de toda a equipe.

Por mais que a responsabilidade esteja sobre o setor de Recursos Humanos, a cúpula da empresa e os funcionários também precisam se comprometer.

Formas de aplicar o onboarding e suas etapas

Existem várias formas de adaptar o onboarding à realidade da sua empresa. O primeiro fator é o tempo que se tem para incorporar esse candidato ao seu quadro de colaboradores.

E o segundo fator está no perfil que a empresa deseja adotar frente a esse novo funcionário. 

Portanto, explique tudo ao candidato antes de sua contratação. Ele precisa estar ciente de como é o andamento da sua organização. Surpresas nessa parte não são bem-vindas.

Deixe claro quais são suas funções e o que a instituição espera dele.

Para que o novo funcionário se sinta bem-vindo, prepare tudo antes. É essencial que a pessoa se sinta confortável, especial.

É interessante preparar algo para sua chegada, seja uma reunião ou um café da manhã com os outros colaboradores. Quem não gosta de ser recebido com festa?

Mostre o ambiente onde ele irá trabalhar e deixe o local preparado. Isso tem a ver com a receptividade. Ele precisa se sentir pertencente àquele lugar.

Encontre um funcionário mais experiente para auxiliá-lo durante o período de adaptação.

É ruim chegar em algum lugar e ficar totalmente perdido, sem saber onde fica o banheiro ou a cozinha.

Então, ofereça um treinamento frequente durante os próximos seis meses.

Assim o colaborador conseguirá compreender tudo que deve ser feito e como deve ser feito. Essa parte operacional também é indispensável para se ter um melhor desempenho.

Na sequência, apresentaremos modelos que podem ser aplicados facilmente em sua empresa e, depois, exemplos de onboarding que ficaram conhecidos no mercado.

Onboarding enxuto

Esse é um modelo utilizado em momentos que não há tanto tempo disponível.

Portanto, baseia-se em algumas etapas menores, mas que não deixam o colaborador perdido ou sem nenhuma recepção, que faz toda diferença.

Toda a sua recepção será em um tempo menor. 

Então, o funcionário é levado até seu setor e também deve ser acompanhado, mas logo estará executando suas funções.

Onboarding de imersão 

Esse exemplo de onboarding é mais detalhado. Nele, o processo de adaptação começa desde o processo seletivo.

Tudo é documentado e cada passo colocado em pauta. Existe uma conversa sobre os princípios da empresa e a importância do profissional para o todo. Isso antes mesmo do resultado.

Esse é um dos exemplos de onboarding que mais aproxima os indivíduos de um Employee Experience. Ou seja, independente da aprovação na vaga, o candidato já é introduzido a cultura organizacional – que compõe uma das etapas obrigatórias do onboarding.

O trabalho de imersão no onboarding é mais extenso e demanda mais etapas e pessoas envolvidas.

Porém, assegura que os novos colaboradores estejam mais preparados para a jornada com a empresa; pode perdurar por longos meses e contar com feedbacks recorrentes.

Exemplos de onboarding

Depois da explicação dos modelos enxuto e de imersão, você já está preparado para conhecer estes 4 exemplos de onboarding para se inspirar. Confira:

1. Google

Então, que a Google é uma empresa extremamente renomada, nós sabemos. Ela possui uma estratégia muito bem desenvolvida. Impessoal e divertida, é um de nossos exemplos de onboarding.

Entre suas práticas de onboarding, podemos citar:

  • Conversar sobre as responsabilidades na empresa;
  • Encontrar um funcionário que será o guia do novo colaborador;
  • Enturmar o novo contratado;
  • Sempre seguir a checklist feita para se certificar de que tudo está correto;
  • Deixar o novo funcionário livre para conversar com os superiores.

Essa lista chega para o chefe apenas 24 horas antes do colaborador. Assim, ele não esquece do que deve ser feito e fica alerta para a missão.

Desse modo, o novo contratado estuda por duas semanas antes de começar a trabalhar de fato, tendo dessa forma tempo para avaliação.

2. LinkedIn

O LinkedIn é a maior rede social profissional do mundo. Portanto, não, poderia ficar de fora dos exemplos de onboarding.

Sua forma de abordar o novo funcionário em seu primeiro dia de trabalho é informal e divertida.

Quando a pessoa chega em sua mesa, ela encontrará uma mochila cheia de presentes – o conhecido e popular kit onboarding. Lá ela encontra um caderno e o livro escrito pelo fundador da plataforma: “Comece por você”.

Haverá outros objetos específicos da área em que a pessoa atua. Então nenhuma mochila é igual a outra!

Um cartão escrito “YOU’RE (IN)” também estará lá, fazendo um trocadilho com a logo da rede. Dessa forma, ela se difere de muitas outras empresas com uma abordagem mais leve, o que não quer dizer que não conta com as etapas mais burocráticas.

3. Apple

A Apple é gigante em tecnologia e não deixa a desejar como um dos exemplos de onboarding impressionantes.

Os novatos recebem em sua chegada os seus equipamentos pessoais (um iMac, computador da marca). E todo seu kit onboarding – com camiseta com o ano de início na empresa e mais itens personalizados – criando um relacionamento do colaborador com a organização.

4. Facebook

Ele é gigante e não poderia ficar de fora dos exemplos de onboarding. Os novos funcionários passam seis semanas em um campo de treinamento. Lá eles aprendem sobre suas funções e tudo que envolve a empresa.

Existe uma otimização do tempo no modelo do Facebook.

As palestras que poderiam ser extremamente longas e chatas não acontecem, os colaboradores aprendem na prática sobre ferramentas de uso em suas tarefas e quais são as suas atribuições.

Agora, com esses exemplos de onboarding, você já tem algumas inspirações para adaptar a sua empresa.

Como visto, existem várias formas de integrar os novos funcionários. Depende de cada empresa entender o seu foco e como abordar os colaboradores para se sentirem bem-vindos.

Portanto, conhecer exemplos de onboarding inspiradores pode te ajudar a levar seu relacionamento com os funcionários a um nível mais alto. Lembre-se de manter seus colaboradores engajados, se sentindo importantes em suas funções e fazendo toda a diferença.

O engajamento no trabalho faz com que os funcionários hajam como empreendedores dentro do seu negócio – o que chamamos de intraempreendedorismo – e isso garante diversos benefícios a curto e longo prazo.

Uma forma estratégica de aumentar a participação e engajamento dos colaboradores no progresso da organização é estimulando-os a desenvolverem a inovação corporativa. E, nesse ponto, o AEVO é o software ideal.

Com ele, você estrutura um programa de ideias completo, gerencia a implementação das iniciativas inovadoras e faz a gestão de tarefas. Ficou curioso? Saiba o que mais a AEVO pode fazer pela sua empresa.

Livia Nonato

Formada em Jornalismo pela Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF), atua na área de marketing, content e SEO há quatro anos, tendo como principal foco a otimização para mecanismos de busca, gestão e crescimento dos canais de aquisição orgânico, performance e growth. Experiência e conhecimento em SEO para empresas B2B e produtos complexos. Atualmente, é analista de SEO na AEVO e aborda temáticas de inovação e tecnologia como redatora do blog AEVO.

Compartilhe o post

Facebook
LinkedIn
Twitter
WhatsApp
Email

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Sidebar versão 2 para o copy AEVO One-Stop Shop de Inovação

Assine nossa newsletter

Fique sempre atualizado com nossos conteúdos sobre o universo da Inovação.