9 ferramentas para gestão estratégica para as empresas

As ferramentas para gestão estratégica são recursos que facilitam o processo de gerenciamento das estratégias empresariais. Elas fornecem uma estrutura e direcionamento para a tomada de decisões nesse processo. Com isso, as empresas conseguem alinhar melhor suas atividades com os objetivos de longo prazo e enfrentar os desafios do mercado.

No mundo dos negócios, a gestão estratégica desempenha um papel fundamental para a definição e alcance dos objetivos organizacionais.

Para auxiliar nesse processo, diversos recursos foram desenvolvidos como meio de facilitar a análise, planejamento, implementação e monitoramento das estratégias corporativas.

Essas ferramentas para gestão estratégica são essenciais para todas empresas que desejam alcançar uma vantagem competitiva e atingir seus objetivos.

Entenda melhor o conceito de ferramentas para gestão estratégica, seu propósito e como elas podem impulsionar o sucesso das organizações. Saiba mais!

O que são ferramentas de gestão estratégica?

As ferramentas para gestão estratégica são recursos que facilitam o processo de gerenciamento das estratégias empresariais – essa é a definição mais óbvia para esses instrumentos de grande funcionalidade.

Em nome da praticidade e precisão, elas fornecem uma estrutura e direcionamento para a tomada de decisões nesse processo. Com isso, as empresas conseguem alinhar melhor suas atividades com os objetivos de longo prazo e enfrentar os desafios do mercado.

Essas ferramentas são projetadas para lidar com diferentes aspectos da gestão estratégica, como, por exemplo:

  • Análise do ambiente externo e interno;
  • Definição de metas e objetivos;
  • Formulação de estratégias;
  • Implementação de planos de ação;
  • Monitoramento de desempenho.

É importante enfatizar também que existem diversas categorias de ferramentas para gestão estratégica. Cada uma oferece uma perspectiva diferente sobre os desafios e fornece insights indispensáveis para  a liderança decidir seus próximos passos.

Assim, cada  ferramenta tem sua própria finalidade e abordagem, permitindo que as organizações escolham aquelas que melhor se adequam às suas necessidades.

Além disso, com o avanço da tecnologia, muitas ferramentas de gestão estratégica estão disponíveis na forma de softwares ou aplicativos. Esses aparatos facilitam o processo de análise, monitoramento de dados e comunicação entre as equipes envolvidas no gerenciamento.

Qual a importância de utilizar ferramentas para gestão estratégica

A gestão estratégica é a chave para o sucesso das organizações, pois envolve definir metas, tomar decisões e implementar ações que moldam o futuro da empresa. Nesse sentido, o uso de ferramentas para gestão estratégica é crucial, já que elas podem impulsionar o desempenho de toda a equipe nas atividades gerenciais.

Usar ferramentas para gestão estratégica traz uma série de benefícios e vantagens para as organizações. Destacamos alguns pontos que provam o valor desses recursos:

Visão ampla

As ferramentas de gestão estratégica proporcionam uma visão completa da organização. Dessa forma, elas permitem entender melhor o cenário em que está inserida, os pontos fortes e fracos internos, além das oportunidades e ameaças que podem afetar o negócio.

Como resultado, isso ajuda na identificação de direcionamentos estratégicos adequados e na tomada de decisões embasadas.

Análise estruturada

Tais instrumentos também oferecem uma estrutura e um método para analisar a situação atual da companhia, suas capacidades internas, o mercado e os concorrentes.

Essa análise estruturada possibilita identificar oportunidades de crescimento, antecipar desafios e estabelecer estratégias mais eficazes.

Leia mais:
Objetivos organizacionais: o que são, importância e exemplos

Gestão de metas: o que é e como definir

Alinhamento organizacional

Esses recursos facilitam o alinhamento de equipes e departamentos em relação aos objetivos estratégicos da empresa.

Todos compreendem o propósito e a direção da organização, trabalhando em conjunto para alcançar os resultados desejados.

Monitoramento de desempenho

As ferramentas de gestão estratégica permitem acompanhar continuamente o desempenho corporativo em relação aos objetivos e metas estabelecidos.

Assim, será possível identificar desvios e tomar ações corretivas, garantindo que a empresa esteja no caminho certo para alcançar seus principais objetivos.

Melhoria na tomada de decisões

Vale a pena reforçar que as ferramentas para gestão estratégica  fornecem dados e informações estruturadas que apoiam a tomada de decisões. Elas permitem uma análise precisa e embasada, reduzindo a margem de erro e aumentando a probabilidade de sucesso no que for decidido.

9 ferramentas para gestão estratégica

Conheça 9 exemplos de ferramentas para gestão estratégica que você pode usar para otimizar o gerenciamento de suas ações:

  • Software de gestão estratégica;
  • Ciclo PDCA
  • Business Model Canvas;
  • Planejamento estratégico e BSC;
  • Six sigma;
  • 5W2H;
  • Plataforma de gestão de projetos;
  • Matriz BCG;
  • Análise Pestel.

1 – Software de gestão estratégica

Existem softwares capazes de auxiliar as organizações no alinhamento e acompanhamento de suas metas e resultados-chave em relação à estratégia geral da empresa.

Esse é o caso do módulo de OKRs (Objectives and Key Results) e estratégia do AEVO, que permite a criação, monitoramento e avaliação transparente e colaborativa das metas.

O software oferece recursos como painéis de controle, análises e filtros intuitivos (departamental, por área e individual), relatórios personalizados e árvore de objetivos, facilitando a tomada de decisões estratégicas.

Com essa ferramenta, as empresas podem alcançar vantagens como:

  • Maior alinhamento e engajamento da equipe;
  • Aumento da visibilidade e transparência dos objetivos;
  • Facilidade na comunicação e colaboração entre os membros da equipe;
  • Adaptação ágil das metas de acordo com as mudanças no ambiente de negócios.

2- Ciclo PDCA

Ciclo-PDCA

O Ciclo PDCA (Plan, Do, Check, Act) é uma metodologia de gestão amplamente utilizada para promover a melhoria contínua dos processos organizacionais.

O ciclo é composto por quatro etapas interrelacionadas:

  1. PLAN: na etapa de planejamento, os objetivos são estabelecidos, os planos de ação são desenvolvidos e os processos são definidos;
  2. DO: na etapa de execução, os planos são implementados e as atividades são executadas conforme o planejado;
  3. CHECK: na etapa de verificação, são realizadas avaliações e medições para verificar se os resultados estão alinhados aos objetivos estabelecidos;
  4. ACT: na etapa de ação, com base nas informações obtidas, são implementadas melhorias, correções e ajustes necessários para otimizar os processos.

Essa é uma das principais ferramentas para gestão estratégica por promover uma abordagem sistemática de solução de problemas, aumentando a eficiência, qualidade e produtividade organizacional.

3 – Business Model Canvas

O Business Model Canvas é uma ferramenta visual e estruturada que permite que as empresas criem, analisem e planejem seus modelos de negócio de forma clara e concisa. Esse modelo é composto por nove blocos principais, que representam os elementos-chave do modelo de negócio.

Os blocos incluem:

  • Segmentos de Clientes: identificação dos diferentes grupos de clientes que a empresa atende ou pretende atingir.
  • Proposta de Valor: descrição de como a empresa cria valor para os clientes, destacando os produtos, serviços e benefícios oferecidos.
  • Canais de distribuição: determinação dos canais utilizados para alcançar e entregar valor aos clientes.
  • Relacionamento com clientes: estabelecimento das formas de interação e relacionamento com os clientes.
  • Atividades chave: identificação das principais atividades realizadas pela empresa para entregar sua proposta de valor.
  • Recursos chave: definição dos recursos necessários para sustentar as atividades chave e oferecer a proposta de valor.
  • Parcerias chave: identificação de parcerias estratégicas com outras empresas ou organizações para fortalecer o modelo de negócio.
  • Estrutura de Custos: análise e definição dos custos envolvidos na operação do modelo de negócio.
  • Fontes de Receita: determinação das diferentes formas pelas quais a empresa gera receita.

A partir dessa perspectiva detalhada é possível obter uma visão macro do modelo de negócio, facilitando a identificação de oportunidades de inovação e melhorias. Isso faz com que o Business Model Canvas seja uma ferramenta especialmente útil para empreendedores e gestores na definição e comunicação da estratégia empresarial.

4- Planejamento estratégico e BSC (Balanced Scorecard)

O planejamento estratégico é um processo que envolve a definição dos objetivos organizacionais a longo prazo e a criação de um plano de ação para alcançá-los.

Ele envolve a análise externa e interna da empresa, a definição da missão, visão e valores, o estabelecimento de metas e objetivos estratégicos e a identificação das estratégias para alcançá-los.

O Balanced Scorecard (BSC) é uma metodologia que auxilia no monitoramento e medição do desempenho em relação aos objetivos estratégicos definidos no planejamento estratégico.

O BSC utiliza indicadores em quatro perspectivas:

  • Perspectiva financeira;
  • Perspectiva do cliente;
  • Perspectiva dos processos internos;
  • Perspectiva do aprendizado e crescimento.

Nessa linha, o método permite o acompanhamento contínuo do desempenho, a identificação de desvios e a adoção de medidas corretivas.

O planejamento estratégico em conjunto com o BSC proporciona uma abordagem abrangente para o desenvolvimento e implementação da estratégia, direcionando esforços para alcançar resultados consistentes.

5- Six Sigma

six-sigma

O Six Sigma é uma abordagem estratégica e metodologia de gestão de qualidade que visa a melhoria contínua dos processos e a redução de variações e defeitos. Essa ferramenta utiliza uma metodologia baseada em dados e fatos para identificar e eliminar os desperdícios, erros e ineficiências nos processos.

O Six Sigma utiliza o modelo DMAIC para guiar as etapas do projeto de melhoria, que são:

  • Definir;
  • Medir;
  • Analisar;
  • Melhorar;
  • Controlar.

Ele é amplamente utilizado na indústria, mas também pode ser aplicado em serviços e outros setores.

Os benefícios do Six Sigma incluem a redução de custos, aumento da produtividade, melhoria da qualidade dos produtos e serviços, aumento da satisfação do cliente e fortalecimento da cultura de melhoria contínua.

Veja no episódio do podcast AEVO Boost, como a Vivo utilizou a metodologia para impulsionar a melhoria e inovação na empresa:

YouTube video

6- 5W2H

O 5W2H é uma das mais usadas ferramentas para gestão estratégica, auxiliando na definição e planejamento de ações e tarefas. O termo 5W2H é um acrônimo das palavras em inglês:

  • What (O que?)
  • Why (Por quê?)
  • Where (Onde?)
  • When (Quando?)
  • Who (Quem?)
  • How (Como?)
  • How much (Quanto custa?)

Essas perguntas são respondidas para cada ação ou tarefa, a fim de estabelecer clareza e orientação. O 5W2H permite uma definição precisa das atividades, atribuição de responsabilidades, definição de prazos, identificação de recursos necessários e estabelecimento de metas mensuráveis.

Essa ferramenta facilita a comunicação e o entendimento entre os membros da equipe, evita ambiguidades e garante que todas as etapas necessárias sejam consideradas durante a execução do projeto ou plano.

7 – Plataformas de gestão de projetos

As plataformas de gestão de projetos são softwares projetados para auxiliar no planejamento, execução, monitoramento e controle de projetos.

Essas ferramentas oferecem recursos como cronogramas, atribuição de tarefas, acompanhamento de progresso, comunicação entre os membros da equipe e gestão de recursos.

Elas fornecem uma visão geral do projeto, permitindo que os gestores acompanhem o andamento, identifiquem possíveis desvios e tomem ações corretivas.

Além disso, as plataformas de gestão de projetos melhoram a colaboração e a comunicação entre os membros da equipe, aumentam a eficiência na alocação de recursos e facilitam o compartilhamento de documentos e informações relevantes. Com essa ferramenta, os projetos podem ser executados de forma mais organizada, eficiente e transparente.

8- Matriz BCG

ambidestria organizacional matriz bcg (1)

A Matriz BCG é uma ferramenta de análise e gestão estratégica que permite às empresas avaliarem seu portfólio de produtos ou serviços. Ela classifica os produtos ou serviços em quatro categorias: Estrela, Vaca leiteira, Aposta e Abacaxi.

  • Estrela: As Estrelas se tratam dos produtos com alta participação de mercado e alto crescimento.
  • Vacas leiteira: As Vacas leiteiras são produtos com alta participação de mercado, mas baixo crescimento.
  • Aposta: As Apostas (interrogações) são produtos com baixa participação de mercado, mas alto crescimento.
  • Abacaxi: os abacaxis são produtos com baixa participação de mercado e baixo crescimento.

Com essa categorização, a matriz auxilia na alocação de recursos e na tomada de decisões estratégicas. É possível saber em que investir, desinvestir ou como realizar o desenvolvimento de produtos.

Ao fornecer uma visão clara da posição de cada produto ou serviço no mercado, a matriz permite que a empresa empenhe seus esforços e recursos para as áreas de maior potencial de crescimento e rentabilidade.

9- Análise Pestel

A Análise Pestel é uma ferramenta de análise de ambiente que auxilia na compreensão dos fatores externos que podem impactar a empresa. Nela, são consideradas seis categorias de fatores:

  • Políticos;
  • Econômicos;
  • Sociais;
  • Tecnológicos;
  • Ambientais;
  • Legais.

A análise Pestel permite uma avaliação de amplo alcance do ambiente externo, identificando oportunidades e ameaças que podem afetar o desempenho do negócio.

Essa ferramenta de gestão estratégica auxilia na tomada de decisões, no desenvolvimento de planos de ação e na antecipação de tendências e mudanças no cenário empresarial.

Ao aplicá-la, a gestão consegue visualizar os fatores chave que podem influenciar a organização, permitindo que ela esteja preparada e adote estratégias adequadas para se adaptar e prosperar em um mercado dinâmico.

Conclusão

O gerenciamento estratégico no seu negócio pode e deve ser um processo preciso, ágil e eficiente. Por esse motivo, é mais que recomendado utilizar as ferramentas para gestão estratégica que se adequem às suas necessidades e otimizar todas as etapas dessa empreitada.

O software para gestão de estratégia e OKRs é a ferramenta indicada se sua intenção é fazer a gestão estratégica da sua empresa em uma única plataforma. Nela, é possível acompanhar o desenvolvimento das iniciativas de forma transparente e acessível, aprimorando a gestão de forma geral.

Conheça a plataforma e veja como a sua capacidade de gerir estratégias pode alcançar um novo grau.

Livia Nonato

Formada em Jornalismo pela Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF), atua na área de marketing, content e SEO há quatro anos, tendo como principal foco a otimização para mecanismos de busca, gestão e crescimento dos canais de aquisição orgânico, performance e growth. Experiência e conhecimento em SEO para empresas B2B e produtos complexos. Atualmente, é analista de SEO na AEVO e aborda temáticas de inovação e tecnologia como redatora do blog AEVO.

Compartilhe o post

Facebook
LinkedIn
Twitter
WhatsApp
Email

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Sidebar versão 2 para o copy AEVO One-Stop Shop de Inovação

Assine nossa newsletter

Fique sempre atualizado com nossos conteúdos sobre o universo da Inovação.