Governança corporativa: o que é, benefícios e como aplicar

governança-corporativa

A maneira como uma empresa é administrada, dirigida e controlada é responsável pelos resultados obtidos, sejam eles bons, sejam eles nem tão bons assim. Esse sistema de regras e procedimentos é a chamada governança corporativa.

Hoje em dia, um termo bastante ouvido e lido. Afinal, mostra como uma empresa pode obter o sucesso que deseja.


O que é governança corporativa?

A governança corporativa consiste em um conjunto de práticas adotadas em uma organização para regular a maneira como ela é dirigida. Se elas forem adequadamente implantas e praticadas, possuem potencial para fortalecer a empresa.

Para tanto, é preciso que tenha como objetivo alinhar os interesses de todos os envolvidos. Entre eles, sócios, diretores, acionistas, fornecedores, colaboradores e até mesmo os órgãos de fiscalização e regulamentação.

Em outras palavras, pode-se dizer que esse conceito se refere à forma como a empresa é governada, se ela fosse uma cidade, estado ou país. A comparação é bem-vinda, já que mesmo com suas diferenças, ambas precisam ser bem administradas.


Princípios da governança corporativa

Toda empresa busca seguir princípios e valores para ganharem mais confiança de clientes e stakeholders, por exemplo:

Transparência

Um dos princípios da governança corporativa é a transparência. Isso porque, para os envolvidos confiarem na empresa, é imprescindível que tudo seja feito às claras e seja de conhecimento de todos.

Portanto, as informações devem ser disponibilizadas a todas as partes e, claro, o acesso a elas deve ser facilitado. Para isso, a empresa pode adotar o modelo de gestão a vista.


Accountability

Também chamado de prestação de contas, a accountability refere-se à apresentação periódica do destino que foi dado aos recursos da empresa. Além de ser uma forma de garantir a transparência, ajuda a mostrar como está a tomada de decisões.

O accountability gera muito valor aos investidores, que podem esperar o retorno sobre o investimento realizado na empresa, acompanhando de perto as ações.


Equidade

Essa palavra significa senso de justiça e imparcialidade, e esse é mais um princípio da governança corporativa. Isso quer dizer que da gerência aos colaboradores da linha de frente, todos devem ser tratados de forma justa, considerando seus deveres, direitos, interesses e necessidades.


Responsabilidade corporativa

Trata-se do zelo que se deve ter com a empresa, a fim de torná-la viável financeiramente. Ao mesmo tempo, é preciso seguir os seus valores e modelo de negócios, conforme as suas prioridades, podendo ser financeiro, social, ambiental, intelectual e outras.


Compliance empresarial

São as normas estipuladas pela empresa, bem como protocolos a serem seguidos nas mais diversas situações. O seu objetivo é evitar problemas diversos pela falta de conhecimento a respeito de como agir em determinados momentos.

Por isso, todos devem ter acesso ao compliance empresarial . É mais uma ferramenta importante para uma governança corporativa de sucesso.


Como funciona a governança corporativa?

Para funcionar, essa forma de administrar, gerir e controlar empresas devem se basear em algumas regras. Elas devem estruturar a organização e normatizar o comportamento dos envolvidos, inclusive, dos tomadores de decisões.

Também é necessário que a empresa seja auditada, para averiguar se as regras estipuladas estão sendo cumpridas. Outra maneira de fazer a governança corporativa funcionar é com a restrição de autonomia.

Ou seja, é preciso limitar a atuação dos envolvidos, em especial, dos administradores. Dessa forma, a tomada de decisões importantes deve invariavelmente passar pelo debate antes de bater o martelo.


Benefícios da governança corporativa

Qualificar imagem da empresa

Existem muitas vantagens em aderir a esse sistema de administração. Entre elas, qualidade da imagem corporativa, que só tem a ganhar. Afinal, quando a governança corporativa é divulgada, as pessoas a valorizam mais.

Isso porque o conceito está associado à ética e a valores positivos, o que contribui com a confiabilidade e credibilidade da organização no mercado.


Atrair mais investidores

Negócios com boa reputação são mais atrativos para os investidores. Claro, também devem ser lucrativos, mas a sua imagem é muito relevante na hora de um investidor escolher por uma ou outra empresa.

Da mesma forma, empresas com credibilidade têm um valor maior no mercado.


Prevenir conflitos e escândalos

Em contrapartida, a governança corporativa não só deixa o branding de uma organização mais bem posicionado, como também consegue evitar conflitos e crises. Isso porque suas regras podem prevenir atitudes negativas e condutas inadequadas.


Como implementar a governança corporativa?

A governança corporativa só tende a trazer resultados positivos as organizações, desse modo, vamos apresentar alguns passos de como colocar ela em prática.

Mas lembre-se de que esse processo pode ser longo, visto que mudanças devem ser implementadas de forma gradual para serem efetivas.


Definir uma hierarquia clara

O primeiro passo para implementar a governança corporativa é deixando claro a hierarquia da empresa. Assim, todos sabem quais são suas responsabilidades e atribuições no conjunto, e os colaboradores sabem a quem se reportar e pedir auxílio caso precisem.

Essa clareza evita perda de tempo e retrabalhos, o que é normal acontecer quando não se tem cargos e funções bem definidas.


Realizar reuniões periódicas e registrá-las

Empresas que desejam se estruturar com base na governança corporativa devem fazer mudanças gradativas, envolvendo todos os interessados. Por isso, são essenciais as reuniões periódicas, que servem para planejar as ações necessárias.

É importante ainda que tudo seja registrado. Inclusive, informando prazos quando são designadas ações a fim de implementar essa forma de gerir, controlar e administrar organizações.


Criar um Conselho Consultivo

É bastante comum que as companhias que implementam a governança corporativa formem um Conselho Consultivo. Trata-se do grupo que vai trocar ideias e contribuir com a tomada de decisões dos gestores.

O mais adequado é que seja formado por profissionais com mais experiência no mercado e que também sejam de áreas distintas. Assim, é possível que juntos tenham uma visão mais ampla e completa do negócio.


Conclusão

A governança corporativa pode oferecer uma série de benefícios para as empresas. No entanto, exige bastante trabalho e o envolvimento de todos os interessados no seu crescimento.

Além disso, recomenda-se que as mudanças sejam realizadas aos poucos, já que se trata de um procedimento relativamente longo e complexo. Também é necessário que representantes de todos os grupos interessados estejam envolvidos.

Para tanto, você pode utilizar um software de gestão como o AEVO Innovate. Ele é uma ferramenta que pode ser usada para implementar a governança corporativa na sua empresa através da gestão de projetos, métricas e kpis. Conheça mais sobre nosso produto e solicite uma demonstração.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *