Inovação frugal: como inovar com poucos recursos

A ideia base deste tipo de inovação é a redução não apenas da complexidade, mas dos custos de produção dos bens duráveis e, principalmente, do custo de aquisição deles pelos consumidores. Saiba mais sobre a inovação frugal neste artigo.

Quando se trata de inovar, uma das maiores fontes de criatividade é a necessidade de soluções. Num contexto de recursos escassos, onde “menos é mais”, a simplicidade das inovações é muito valorizada. E, justamente, nesse sentido que surge a inovação frugal.

Muitas vezes, produtos têm seus preços supervalorizados por gastos em funcionalidades excessivas durante sua fabricação, enquanto para o usuário apenas algumas delas já são o suficiente.

Essas funcionalidades extras adicionam valor ao produto, mas podem estar além do que é realmente necessário.

Pensando nisso, para focar no que é realmente essencial nos bens duráveis, especialmente em realidades onde o que importa é o acesso a essas soluções de forma eficiente, que se apresenta a inovação frugal. Saiba mais neste artigo.

O que é inovação frugal?

Inovação frugal nada mais é que uma inovação simples, que utiliza poucos recursos no seu desenvolvimento.

A ideia base deste tipo de inovação é a redução não apenas da complexidade, mas dos custos de produção dos bens duráveis e, principalmente, do custo de aquisição deles pelos consumidores.

Esse tipo de inovação se originou e disseminou em países emergentes, então é muito mais comum que se ouça falar sobre esses produtos na Índia, no Paquistão, na China, em países do continente africano e até no Brasil.

Esses são lugares em que a base da pirâmide, onde se concentra a população de baixa renda, nem sempre pode ter acesso a produtos convencionais, como celulares novos e carros, que são desenvolvidos, muitas vezes, com foco no público e na realidade de países desenvolvidos.

As empresas também podem contar com poucos recursos para inovar, seja por questões internas ou por trabalhar com produtos de tíquete baixo. Assim, elas precisam desenvolver soluções eficazes e econômicas.

É importante considerar que, não é por serem inovações mais simples, que elas fazem pouca diferença. Muito pelo contrário: as soluções criativas em cenários escassos geram um grande impacto, somando baixo custo e alta eficiência.

Características da inovação frugal

Entre as características que aparecem com frequência, destacam-se 3 requisitos essenciais para definir uma inovação como frugal. São eles: a redução de custo, o foco em funcionalidades essenciais e a melhora na performance.

Redução de custo

A primeira característica fundamental da inovação frugal são os preços ou custos significativamente mais baixos em comparação aos produtos e serviços convencionais.

Aqui, consta a minimização do uso de materiais e recursos financeiros para pôr o projeto em prática. Tudo isso faz também com que se reduza o custo de aquisição por parte do cliente.

É importante lembrar que o aspecto da redução de custo deve sempre servir mais do ponto de vista do cliente. Mesmo que não haja redução considerável para produzir uma inovação frugal por parte do fabricante ou prestador de serviço, é preciso que o consumidor seja favorecido e sinta a diferença no preço.

Foco em funcionalidades centrais

A inovação frugal é sempre associada ao foco nas funções essenciais, nos benefícios fundamentais e na redução da complexidade de um produto.

Como essas inovações visam atender diretamente aos requisitos do usuário, a sua produção sintetiza as funcionalidades mais indispensáveis a ele.

Ao se concentrar no essencial, a inovação frugal tanto serve para minimizar o uso de materiais e recursos financeiros, como se torna amigável ao usuário, ou seja: fácil de usar.

Aumento no nível da performance

Em uma inovação frugal, junto com a simplificação das funcionalidades, deve haver a otimização do desempenho do produto.

A produção deve checar quais níveis de desempenho e qualidade são de fato relevantes. Com isso, falamos das suas funcionalidades e características de engenharia, como velocidade, potência e durabilidade.

Assim, a inovação frugal deve atender aos níveis de desempenho e qualidade que de fato são exigidos – e com custos mínimos.

Tais características de engenharia relevantes para o nível de desempenho variam também de acordo com o contexto.

Isso quer dizer que as inovações frugais devem atender ao nível de desempenho necessário para sua finalidade e também às condições locais. Na Índia, por exemplo, é importante que as buzinas dos veículos alcancem um volume mais alto em comparação às de automóveis convencionais disponíveis no mercado.

Exemplos de inovação frugal

Aqui estão 3 famosos exemplos de inovação frugal que você deve conhecer:

Tanquinho de lavar roupa

Inspirado no modelo da máquina de lavar, os famosos tanquinhos foram desenvolvidos visando a redução de custos de produção. Para isso, foram retiradas algumas funções comuns da máquina de lavar, como a centrifugação e o enxágue.

Já que nas inovações frugais o que fica é o essencial, permaneceu a função principal das lavadoras: bater as roupas.

Isso, por si só, já diminui uma grande carga doméstica, mas a inovação também favorece na economia de água e de produtos de limpeza, ao permitir a reutilização.

Tata Nano

Desenvolvido pela empresa Tata Motors, o Nano foi um automóvel de pequeno porte produzido e comercializado na Índia, país conhecido pelo seu trânsito superaglomerado, com várias pessoas dentro de veículos pequenos.

Com o objetivo de ser muito barato (o mais barato do mundo), o carro seria comercializado com o preço em torno dos 2.500 dólares. A inovação foi descontinuada em 2018, dez anos após seu lançamento.

Apesar disso, é inegável que seu projeto teve tudo para atender às condições locais.

Nokia 10010

Você lembra do famoso “Nokia lanterninha”?  Ele também foi uma inovação frugal, elaborado pela Nokia especialmente para ser usado por pessoas de países em desenvolvimento, tendo em mente que seus usuários não iriam necessitar mais do que recursos básicos como fazer ligações, usar alarme, enviar mensagens de texto – a lanterna era um bônus.

O Nokia 10010 era um aparelho muito funcional, básico e durável.

Quando foi lançado no mercado, era o produto mais barato da empresa. Em quatro anos de comercialização, ele se tornou o aparelho móvel mais vendido no mundo, com mais de 250 milhões de unidades vendidas durante sua comercialização.

Como aplicar ao seu negócio

Se você acredita que a inovação frugal é um ótimo caminho para trilhar em seu negócio, terá que olhar por várias perspectivas para começar a implementá-la.

Antes de tudo, é preciso entender o que é essencial para o cliente, afinal, a inovação frugal pode ser obtida ao reduzir a complexidade de um produto ou do seu processo de produção.

Então, para que finalidades específicas o consumidor usa aquele produto? Ao isolar essas características, as menos essenciais podem ser deixadas de fora e o produto será simplificado.

É preciso também estar ciente do nível de desempenho ideal que a solução deve ter, para usar os recursos necessários na sua produção. Uma dica importante é utilizar componentes padrão ou uma solução já existente no desenvolvimento de uma inovação frugal, contanto que  isso barateie a produção.

Benefícios da inovação frugal

Para entender os benefícios da inovação frugal, basta olhar suas características: simplificação, redução do preço e melhora na performance.

Assim, pelo lado do consumidor, ela tem vantagens no desempenho, no custo e na menor burocracia durante o uso de um bem.

Na perspectiva das empresas, ela beneficia no alcance a novos mercados em potencial, oferecendo também vantagem competitiva quando os recursos estão mais limitados.

Esse é um ponto que também pode favorecer uma organização que já ocupa uma posição estável no mercado, pois, com a inovação frugal, essas grandes companhias têm a chance de competir com quem produz mais barato, por entregar um produto melhor e ao mesmo tempo mais acessível.

Conclusão

A inovação frugal é uma tendência em ascensão e já provou que beneficia não só os consumidores em busca de soluções eficazes com poucos recursos, como também oferece vantagens para fabricantes e prestadores de serviço, os quais podem alcançar um público mais amplo e economizar recursos no desenvolvimento das inovações.

Um dos fatores determinantes para a origem das inovações frugais foi a capacidade de gerar ideias criativas para solucionar problemas.

Em uma empresa, essas ideias criativas podem partir dos próprios colaboradores, que conhecem de perto os problemas e necessidades dos processos organizacionais.

Uma ótima forma de obter os melhores insights dentro do ambiente de trabalho é com a promoção de uma cultura de inovação.

Com o uso de um software de gestão da inovação, como o AEVO Innovate, sua empresa pode estimular o intraempreendedorismo em seus funcionários e gerar projetos para atender essa demanda.

Solicite uma demonstração gratuita e descubra o que mais a AEVO pode fazer pelo seu negócio!

Deixar uma resposta

Assine nossa newsletter

Fique sempre atualizado com nossos conteúdos sobre o universo da Inovação.


    Eu li e concordo com a Política de Privacidade.