Inovação nas empresas: saiba como desenvolvê-la

Inovação nas empresas é a adoção de ideias capazes de melhorar o seu funcionamento interno ou os produtos e serviços entregues para o mercado. Ela tem como objetivo gerar algum retorno positivo para o negócio, podendo ser usada para aumentar o seu faturamento, otimizar um processo ou disputar novos mercados, por exemplo.

A inovação nas empresas sempre esteve associada ao lançamento de produtos atraentes e diferenciados, mas esta é apenas uma forma de explorar o conceito. Organizações que o dominam podem inovar em outras áreas, e de outras formas, criando negócios que estão sempre atualizados e prontos para crescer.

O que é a inovação nas empresas?

Inovação nas empresas é a adoção de ideias capazes de melhorar o seu funcionamento interno ou os produtos e serviços entregues para o mercado. Ela tem como objetivo gerar algum retorno positivo para o negócio, podendo ser usada para aumentar o seu faturamento, otimizar um processo ou disputar novos mercados, por exemplo.

Uma empresa está inovando sempre que pensa em como as coisas podem ser melhores, e age nessa direção. Ao contrário do que alguns ainda acreditam, para inovar não é preciso revolucionar mercados, e muitas organizações têm sucesso adotando uma abordagem de inovação incremental.

Isso significa que o seu negócio provavelmente já inova, mas talvez não tenha assumido o controle sobre esse processo, realizando a gestão da inovação de maneira contínua.

Entender mais sobre a inovação nas empresas é o que permite dominá-la, apontando recursos e esforços para criar um sistema consistente de melhorias.

Tipos de inovação

Existem quatro áreas que englobam as diversas possibilidades para implementar a inovação nas empresas.

1. Inovação do produto

O foco dessa inovação é buscar ideias que possam gerar uma melhoria nos produtos ou serviços que a empresa está oferecendo. Esse é o modelo mais conhecido, afinal qualquer pessoa reconhece que uma empresa está inovando quando ela traz novos produtos ao mercado.

A inovação de produto também pode ter um caráter de aperfeiçoamento.

Nesse caso, a empresa não cria algo novo, mas melhora o que já existe. Qualquer negócio pode usar esse modelo, seja uma padaria que trabalha com novos ingredientes ou uma grande indústria de tecnologia que acrescenta funções aos seus aparelhos.

2. Inovação de processo

Esse modelo é voltado à forma como as coisas são feitas na empresa. A inovação de processo pode ser aplicada na construção do produto, mas também pode atingir áreas como marketing, atendimento, finanças ou recursos humanos.

Seus benefícios são os mais variados, trazendo eficiência para os processos, economizando recursos e aumentando a produtividade.

Esse é um dos tipos de inovação que mais favorece o modelo de melhoria contínua, pois colaboradores em diversas frentes de atuação podem contribuir com pequenos ajustes para aperfeiçoar suas participações nos processos da empresa.

3. Inovação de marketing

A inovação de marketing tem como foco os modelos de oferta e abordagem ao público.

Criar campanhas interessantes e atrativas faz parte dessa área, mas ela vai muito além, trabalhando com formas de posicionamento, escolha de mercados e métodos para apresentar o produto de acordo com as necessidades do cliente.

4. Inovação organizacional

Por fim, temos inovações que dizem respeito à estrutura do negócio, a maneira como os profissionais se comunicam, ferramentas para a tomada de decisão, relacionamentos com fornecedores e parceiros, espaço físico e assim por diante.

Suas possibilidades são muito abrangentes, assim como os benefícios que ela pode trazer. Ela permite implementar atitudes para engajar mais os colaboradores, fortalecer o clima organizacional, reduzir conflitos, melhorar as relações externas, e até mesmo impulsionar outros projetos de inovação!

Como desenvolver a inovação nas empresas

Inovar não depende apenas de ideias que parecem vir do nada – existem métodos e ferramentas que você pode implementar para dar mais força à inovação na sua empresa, e aqui vão alguns exemplos:

1 – Implemente um programa de ideias

O programa de ideias é uma ferramenta para dar mais protagonismo aos colaboradores e permitir que eles mostrem caminhos para melhorar o negócio. Ele teve como princípio a famosa caixinha de sugestões, e hoje em dia possui formas diversas para se adequar a todos os tipos de empresas.

Nem todo profissional terá a mesma visão estratégica que os líderes da organização, mas eles podem trazer um ângulo diferente a partir de suas funções, e perceber uma oportunidade que a gerência é incapaz de ver.

O programa de ideias estimula o compartilhamento dessas visões e a implementação de mudanças com base nelas, estimulando o intraempreendedorismo.

2 – Envolva toda a equipe

Dar o espaço com um programa de ideias é apenas o primeiro passo, pois também precisamos agir para envolver a equipe. Uma grande parcela dos profissionais ainda entende que compartilhar ideias é um risco, e a empresa terá de mudar essa cultura.

Ganhar o time para a inovação na empresa será uma tarefa diária, que pode ser facilitada por sessões de brainstorming, eventos para discutir um problema comum no setor e até mesmo prêmios para as ideias com os melhores resultados, por exemplo.

3 – Execute as ideias

Uma pilha de boas ideias que não foram implementadas é apenas um desperdício de papel ou de espaço na nuvem.

A execução é o que realmente cria mudanças, e ela também mostra aos profissionais que suas propostas recebem atenção verdadeira, estimulando o compartilhamento de novas sugestões.

4 – Ofereça feedbacks

Uma forma simples de melhorar a qualidade das ideias apresentadas é oferecer feedbacks, mostrando os pontos fortes das que foram escolhidas e como as reprovadas poderiam melhorar.

Isso impede que os colaboradores entendam as rejeições de forma pessoal, e oferece ações práticas para aumentar as suas chances de trazer uma boa proposta no futuro.

Conclusão

Desenvolver a inovação nas empresas é cada vez mais necessário conforme a tecnologia diminui as barreiras de entrada em diversos mercados, aumentando o número de competidores e a sua velocidade.

Felizmente, esse também é um processo que vem se tornando mais viável, e você pode adotar os mesmos recursos que empresas de todos os tamanhos utilizam para gerenciar a sua inovação.

Um exemplo é o AEVO Innovate, o maior software de gestão da inovação na América Latina, com o qual mais de 300 mil profissionais estão conduzindo transformações profundas em seus negócios.

Fale com um de nossos especialistas, e descubra como a plataforma da AEVO pode levar a sua empresa até o próximo nível em inovação!

Um comentário

Deixar uma resposta

Assine nossa newsletter

Fique sempre atualizado com nossos conteúdos sobre o universo da Inovação.


    Eu li e concordo com a Política de Privacidade.