Insurtech: tudo o que você precisa saber

insurtech

É bem possível que quando você precisou contratar uma seguradora teve que se deparar com muita burocracia, não é mesmo? Ou só de pensar em ter que fazer isso você já consegue prever que não será nada prático. A boa notícia é que esse cenário está mudando, com o surgimento das chamadas insurtechs, que são basicamente startups de tecnologia no segmento de seguro.

Ficou interessado no assunto e quer saber mais? Confira a seguir as principais informações a respeito do tema.


O que é Insurtech?

As expressões insurance (seguro) e technology (tecnologia) formam a palavra insurtech, as mais novas empresas, ao estilo startup, do setor de seguros.

Isso quer dizer que diferente das tradicionais corporações do ramo, as insurtechs têm como foco a experiência do cliente e não o lucro.

Para tanto, investem em muita tecnologia para tornar o processo de escolha, contratação e desfrute dos mais diversos tipos de seguro pouco burocráticos. Da mesma forma, os serviços são personalizáveis, dinâmicos e acessíveis financeiramente.

Uma diferença importante em relação ao mercado tradicional de seguro é que a insurtech investe em tecnologia, inclusive para compreender o comportamento digital do consumidor.

É por isso é que ela consegue oferecer serviços personalizados para os seus clientes. Esses negócios também contam com serviços diferenciados, a partir do momento que descobrem o perfil do atual consumidor de seguros. Inclusive do público mais jovem que está em busca de opções acessíveis e customizáveis.


Como funciona uma Insurtech?

Já que se trata de um modelo de negócio como as startups, a comunicação da insurtech com o cliente é feita através de aplicativos. Hoje, a preferência por eles é praticamente unânime, dada a sua praticidade e comodidade.

Portanto, a insurtech atua por meio de sistemas digitais, tanto na busca de informações para oferecer a melhor experiência para o seu público, quanto na hora de se comunicar com ele.

Desse modo, o interessado em um seguro pode contratá-lo poucos dias ou mesmo horas antes de precisar dele. Ou mesmo contratar um determinado seguro para durar poucas horas, o que pode ser necessário para quem viaja e decide aventurar-se mais do que o previsto na última hora.

Essas possibilidades já são uma realidade para quem precisa de seguro, inclusive, para situações menos convencionais. Claro que o público tradicional também encontra vantagem no uso desses novos serviços. Afinal, quem é que gosta de ficar preenchendo inúmeros formulários?

E mais, uma insurtech pode atender pequenas empresas e da mesma forma oferecer opções de seguro mais adequados. Isso porque com as informações que consegue reunir, faz previsões mais precisas sobre os riscos, e o cliente opta pela cobertura que o atenda na medida certa com preço mais justo.


Como a Insurtech beneficia o mercado?

Com a tecnologia empregada pelas insurtechs no mercado de seguros, o setor só tem a ganhar. Isso porque o fomenta, à medida que os consumidores, enxergando as mudanças, se motiva a contratar os serviços.

Já que esse novo modelo de negócio atrai consumidores mais jovens, cresce ainda o número de clientes.

A consequência disso tudo é o investimento em novas tecnologias por parte das insurtechs, para que cada vez mais seja possível atender o cliente com qualidade.

E se a demanda pela contratação de seguros aumentar, cresce também o número de novas startups no segmento. Sem contar que com todas as vantagens que oferecem aos consumidores, a imagem do mercado de seguros tende a melhorar.


As Insurtechs ameaçam as seguradoras?

A verdade é que as insurtechs não ameaçam as seguradoras, muito pelo contrário. As novas empresas têm potencial para contribuir com o mercado tradicional. Para tanto, as seguradoras podem realizar parcerias com as insurtechs.

As antigas empresas podem se modernizar e atender com mais assertividade quem já é seu segurado, além de conquistar novos clientes.

Além disso, as insurtechs dominam as ferramentas digitais e podem repassar o seu conhecimento para as seguradoras. É como fazer um upgrade do negócio, capacitando a equipe de desenvolvimento de serviços e vendas.

Os resultados são inúmeros, como a melhoria da sua reputação, menos burocracia e no médio prazo até redução dos custos. Isso porque fará uso de sistemas automatizados que, depois de implantados, tornam muitos processos mais eficientes. Com o uso de aplicativos, torna-se ainda viável atender consumidores independente do local geográfico onde estiverem.


5 Insurtechs brasileiras de sucesso

88 Insurtech

Essa startup promove produtos e serviços de seguradoras cadastradas. Possui como diferencial a oferta de uma plataforma personalizada para o corretor gerenciar as suas vendas.


Thinkseg

Aqui, o diferencial é integrar seguradoras, corretores e clientes com uma plataforma para dispositivos móveis. Destaca-se o modo como um condutor que deseja o seguro auto é avaliado.

Através de um aplicativo, é reunida uma série de dados para verificar como ele dirige. A análise do seu comportamento indica a melhor cobertura para o seu perfil. Até oferece descontos para quem for considerado um bom motorista.


Ciclic

Com foco nos planos de previdência complementar privada, investe, em especial, no público jovem. Principalmente, em que deseja alcançar uma realização pessoal com praticidade e de forma simples.


Segurize

Trata-se de uma corretora que atua por meio de uma plataforma online para promover serviços e produtos. Reduz a burocracia e se diferencia por bonificar clientes que indicam a empresa a pessoas que contratarem seus serviços.


Minuto Seguros

Já é uma das maiores corretoras de seguros do Brasil. Além de seguir o modelo de atendimento pessoal, conta com a internet para facilitar e ampliar o atendimento aos clientes.


Conclusão

Como você pode ver, cada vez mais setores da economia investem na tecnologia. Dessa forma, é possível conquistar novos clientes, aumentar as vendas e se destacar no seu ramo de atuação.

Se você também deseja seguir essa tendência, conheça o AEVO Innovate, nossa ferramenta de Gestão da Inovação, imprescindível para quem quer gerenciar os projetos de um jeito totalmente novo.

Startups podem ainda se conectarem a outras em todo o país através do nosso modelo de inovação aberta. Para saber mais, clique aqui.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *