Liderança Criativa: Como promover a inovação na empresa

liderança-criativa

A liderança é uma peça importante para o bom funcionamento de qualquer organização; afinal é ela quem vai direcionar o grupo em harmonia, para trabalhar em conjunto e alcançar os objetivos almejados.

No contexto das mudanças causadas pelo surgimento das novas tecnologias, cada negócio sente ou vai sentir a necessidade de se adaptar, e a sua estrutura precisa se atualizar aos novos parâmetros através de uma liderança criativa.

Toda essa dinâmica fez crescer a busca por competências que ajudem a organização a navegar com segurança no ambiente da incerteza. Muitas empresas procuram estimular características inovadoras em líderes de todos os níveis hierárquicos, construindo uma estrutura ágil que possa aproveitar as melhores oportunidades em seu caminho.


O que é uma liderança criativa

A liderança criativa busca gerenciar a organização de forma mais flexível. Quem segue esse estilo de gestão possibilita que seus colaboradores tenham maior participação nas decisões, as quais geralmente são tomadas em conjunto.

Um modelo de liderança como esse permite que o relacionamento entre a gestão e os profissionais seja marcado por uma interação mais dinâmica, com abertura à troca de ideias e experiências.

Hoje em dia, a criatividade e a inovação são qualidades essenciais que um líder deve possuir. A liderança criativa tem um pensamento que vai além do comum, com propostas originais que se adequam às especificidades do problema real, e vão além das fórmulas convencionais.

Esses líderes reconhecem as mudanças como algo natural e entendem que a única forma de sobreviver a elas é conduzindo as próprias transformações. Eles estão abertos a experimentar o novo e buscam incentivar a sua equipe nessa direção.


Mas o que difere a liderança criativa da tradicional?

Apesar de ver como as mudanças no mundo corporativo pedem por líderes mais flexíveis, criativos e que incentivem o crescimento e a motivação da sua equipe, entendemos que ainda há um número considerável de líderes tradicionais no mercado.

A diferença entre esses dois tipos de liderança é bem demarcada. Em primeiro lugar, no modelo tradicional há um foco nos resultados financeiros, ou seja, a maximização do lucro é o mais importante.

Neste contexto, o líder segue um estilo mais autoritário e inflexível, sem dar espaço para a participação dos funcionários, as opiniões divergentes podem ser vistas como uma ameaça à autoridade. Além disso, não existe uma motivação adicional para os colaboradores, seu único estímulo é o recebimento do salário ao fim do mês.

Essa é uma liderança de cima para baixo, onde erros são julgados de forma pesada e devem ser evitados a todo custo. A recompensa é dada com base no desempenho, logo a tomada de riscos é mínima.

O feedback é sempre limitado e a contratação é construída com base na experiência e na qualificação. O líder tradicional enxerga a tecnologia como um instrumento para fazer melhor, mais barato e de maneira mais rápida, e não como uma forma nova de fazer as coisas.

O líder criativo pensa e age de forma diferente. Logo na contratação, ele avalia a atitude, a criatividade e o potencial do colaborador. Esse novo líder também possui maior tolerância com os pontos de vista discordantes, e as críticas são vistas como ideias sobre o que pode melhorar.

Ele também leva em consideração as necessidades das pessoas e tem um olhar para o futuro, pensando no legado de sua equipe. O prestígio é compartilhado com o time, que é orientado a não ter medo de se arriscar e aprender com as falhas, usando esses acontecimentos tanto para seu crescimento individual quanto para o da empresa.


O que compõe a liderança criativa?

Uma liderança criativa possui características bem marcadas e específicas, que são qualidades essenciais para o crescimento de qualquer instituição. Na prática, o líder criativo é mais maleável, por isso, ele busca ouvir as ideias de seus colaboradores, e entender suas perspectivas.

Como costumam ter e colocar em prática ideias ousadas, eles acabam realizando sucessivos testes, e mesmo que os resultados não sejam os esperados, todo processo é tido como um aprendizado. O líder criativo procura sempre implantar mudanças de forma controlada, realizando a gestão de inovação para realizar mudanças com significado.

A liderança criativa também costuma buscar conhecimento em campos variados, e com isso encontra soluções incomuns, levando propostas de um setor para outro. Também possui a qualidade de empatia, levando em consideração a influẽncia do clima organizacional em seus liderados.

Outra grande característica que não lhe pode faltar é o poder de motivação, pois o líder criativo inspira sua equipe, estimulando a criação de soluções verdadeiramente inovadoras. Ele também sabe identificar o que move cada pessoa na sua equipe, estimulando seu desenvolvimento profissional.


5 práticas para desenvolver uma liderança criativa

Você também pode se tornar uma liderança criativa, pois ela é formada por um conjunto de habilidades e práticas concretas, que podem ser adicionadas ao seu arsenal de competências.


1. Questione

A liderança criativa sempre busca por ideias diferenciadas, sem deixar de se perguntar quais são os resultados que aquela proposta dará, e qual é o melhor caminho para a implementação dela. No seu dia a dia, sempre que ouvir ou pensar “é assim que as coisas são” pergunte “porque?” ou “como poderiam ser diferentes?”.


2. Busque por mais conhecimento

Possuir informação sobre os mais variados assuntos é indispensável para saber lidar com as situações que podem surgir. O líder não precisa ser especialista em todas as áreas, mas deve saber o bastante para discutir novas ideias com cada membro de sua equipe.


3. Pratique a Experimentação

Não basta só apresentar novas ideias, é preciso também colocá-las em ação. A liderança inovadora sempre está experimentando algo novo e aperfeiçoando os seus resultados durante o processo.


4. Comunique-se com clareza

Liderar é transmitir uma visão para outras pessoas, o que só é possível quando você desenvolve as suas habilidades de comunicação. Procure explicar claramente o que espera de sua equipe, transmitindo feedbacks precisos sobre o que pode ser melhorado.


5. Invista em programas de inovação

Investir no seu desenvolvimento profissional, assim como no de seu time, é fundamental para crescer em todos os aspectos. Procure uma abordagem consistente, com um programa de inovação como o AEVO Boost.

Nossa plataforma de cursos permite que profissionais alavanquem seu potencial e desenvolvam habilidades em gestão da inovação, metodologias ágeis, programas de ideias, e assim por diante, construindo uma equipe criativa e apta a multiplicar os esforços da liderança.


Conclusão

Podemos dizer que a liderança criativa nasceu como um diferencial, mas caminha para se tornar uma necessidade à medida em que nossa realidade prática surge com novos desafios a todo momento. Empresas que não forem guiadas por líderes capazes de explorar esse cenário estarão em sério risco de serem vencidas por ele.

Apesar de termos discutido a fundo o papel das figuras centrais na organização, um elemento indispensável à liderança criativa é incentivar as ideias e a autonomia de sua equipe. Para que isso seja feito de modo coordenado e eficiente, adotar uma plataforma de gestão da inovação como o AEVO Innovate é fundamental.

Com ela você pode estimular a inovação dos colaboradores e transformar as melhores ideias em projetos claros, além de gerenciar a sua implementação e direcioná-los para que tragam cada vez mais sucesso ao seu negócio.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *