Metodologia Ágil

A metodologia ágil consiste em um conjunto de práticas que visam entregas de alta performance em um prazo curto. Conheça mais sobre ela aqui!

A metodologia ágil é um conjunto de práticas gerenciáveis, orientadas a otimização de processos e projetos de forma a entregar resultados de maneira rápida e eficaz.

A busca por metodologias ágeis cresceu de modo exponencial nas últimas décadas, conforme as empresas que adotaram o modelo se tornaram alguns dos maiores players em seus mercados – desde o desenvolvimento de softwares até as montadoras de automóveis.

Elas revolucionaram indústrias, permitindo que empreendimentos com poucos colaboradores e recursos pudessem competir contra multinacionais (e vencer) e estão em constante evolução, demonstrando um potencial ainda maior pela frente.

Mas você sabe, exatamente, o que são metodologias ágeis?

O que é metodologia ágil?

As Metodologias Ágeis são estratégias para o desenvolvimento de projetos que começaram na área de softwares, mas se expandiram para atividades diversas nas empresas. Elas foram desenvolvidas a partir do Manifesto Ágil e trouxeram uma nova lógica para a produção na área.

Há vários métodos ágeis que são aplicados pelas empresas. Utilizá-los demanda uma modificação de mentalidade da equipe, que passa a valorizar mais os processos e menos as burocracias nas atividades.

Mas todos podem trazer melhorias para o empreendimento, através de uma condução mais dinâmica das ações.

Os princípios que regem o Manifesto Ágil são a valorização dos indivíduos participantes, mais do que os processos e recursos materiais utilizados e a priorização do funcionamento do software mais que das atividades burocráticas. Além disso, a cooperação com o cliente é priorizada em relação aos contratos e a capacidade de resposta a mudanças tem maior foco do que os planejamentos fixos.

Ou seja, a proposta é a de realizar projetos com um funcionamento mais eficiente e acertado, através de uma metodologia de gestão que valoriza mais a dinâmica e a interação entre os colaboradores. Procedimentos cristalizados, documentos volumosos e burocracias dão lugar a uma maior produtividade, entregas rápidas, feedbacks e comunicação.

A mudança de um funcionamento convencional para a ágil demanda uma modificação na mentalidade dos colaboradores, pois a forma de atuar se torna completamente diferente. Os profissionais passam a atuar de forma multifuncional e versátil.

De modo simples, elas são práticas gerenciais que permitem orientar projetos inovadores e adaptáveis às mudanças no caminho.

As metodologias ágeis trabalham a partir de ciclos rápidos, que costumam ser medidos em semanas ou meses, e entregam resultados ao final de cada ciclo, enquanto um projeto tradicional poderia levar anos até chegar na fase de entrega.

Pense, por exemplo, nas versões constantemente atualizadas dos smartphones, ou nas funcionalidades adicionadas em aplicativos e redes sociais. As empresas por trás desses produtos sabem que uma nova tecnologia vai surgir em pouco tempo, mas não podem esperar até que ela esteja disponível.

Metodologia ágil em sua estratégia corporativa

O Manifesto Ágil

Os valores são:

  1. Pessoas e suas interações são prioridades em relação a processos e ferramentas;
  2. Softwares funcionando têm mais importância que documentação completa;
  3. Colaboração com o cliente tem mais valor do que contratos;
  4. É melhor reagir às mudanças do que seguir o planejamento inicial.

Os princípios são:

  1. A prioridade é a satisfação do cliente por meio da entrega contínua do software;
  2. Uma mudança de requisitos pode ser aceita para garantir a entrega do cliente;
  3. As entregas dos softwares devem ser constantes;
  4. A cooperação entre os desenvolvedores e quem tem conhecimento do negócio deve ser diária;
  5. Para que projetos sejam realizados com excelência é necessário manter os indivíduos motivados e confiantes;
  6. Deve existir uma comunicação direta;
  7. O progresso só pode ser medido através de um sistema que funcione;
  8. Projetos ágeis promovem ambientes saudáveis;
  9. Uma atenção sobre a técnica e o design dá agilidade;
  10. É fundamental manter a simplicidade;
  11. Projetos de excelência surgem de times auto-organizados;
  12. Fazer reuniões constantes em equipe para encontrar meios de serem mais efetivos.

Apesar de ter sido desenvolvida pelo setor da Tecnologia de Informação, dentro da Gestão Agile encontramos diversas técnicas e metodologias que aprimoram significativamente a produtividade de qualquer equipe. Algumas práticas e tendências já estão sendo amplamente utilizadas em outras áreas. Acompanhe este artigo para aprender mais sobre essas técnicas.

Diferenças entre metodologias clássicas e metodologias ágeis

metodologia-agil-empresarial

As metodologias clássicas se baseiam na previsibilidade dos resultados. Seus projetos têm escopo linear, cronograma detalhado, orçamento bem definido e pouco espaço para mudanças.

É uma boa opção se você pretende construir um produto utilizando meios tradicionais, sem o envolvimento de novas tecnologias ou processos, e existe pouca variação nos frutos do trabalho.

As metodologias ágeis caminham na direção oposta: escopo baseado em ciclos de atualização, cronograma em  blocos de tempo, orçamento que pode crescer ou diminuir conforme o projeto apresenta resultadosmudanças constantes.

Elas costumam ser as melhores soluções em ambientes de incerteza e instabilidade – quando você não sabe exatamente qual tecnologia, concorrente ou comportamento do consumidor encontrará daqui há alguns meses.

desenvolvimento de softwares, onde as metodologias ágeis surgiram, é o exemplo perfeito de sua aplicação, mas elas podem gerar bons resultados em qualquer setor onde  novas tecnologias e processos estão em jogo.

Na era da transformação digital, isso significa basicamente qualquer setor.

Como as metodologias ágeis auxiliam na melhora do desempenho e resultados

A Metodologia Ágil foi uma alternativa encontrada quando observaram que a forma convencional de desenvolvimento de softwares estava gerando um grande número de falhas, rejeições e retrabalhos. Além disso, diversas funcionalidades dos softwares ficavam sem ser utilizadas, ou seja, muita energia era empreendida sem nenhum retorno.

Os benefícios da nova forma de condução das ações são diversos. Há mais eficiência, com um número maior de entregas e diversos feedbacks, que auxiliam no aprimoramento contínuo.

Além disso, o projeto pode ser alterado ao longo do desenvolvimento do processo. Isso permite a aprendizagem com erros, incrementações de forma o cliente fique realmente satisfeito ao final e também uma maior liberdade de atuação.

Outros aspectos positivos das Metodologias Ágeis são a melhoria da comunicação entre os profissionais e também com os clientes e a maior autonomia e disciplina da equipe. Além disso, as tarefas são constantemente revisadas e os problemas são antecipados através dessas avaliações.

Esses métodos permitem que as atividades sejam otimizadas, poupando tempo com ações burocráticas e priorizando o diálogo entre o time para o alcance de metas e para a obtenção de sucesso.

A entrega de melhorias constantes e facilidade para implementar modificações permitem que as metodologias ágeis sejam extremamente competitivas. Seu modelo de atuação possibilita:

Controle dos riscos

Imagine dedicar anos e incontáveis recursos desenvolvendo um produto, para no fim descobrir que ele não foi bem aceito pelo mercado. As metodologias ágeis chegam muito perto de eliminar esse risco.

O tempo e o capital investidos numa primeira versão representam uma pequena porcentagem do que seria necessário para um projeto completo. Além disso, se ela não agradar, você terá acumulado novos dados para utilizar em uma segunda tentativa.

Leia também:  Ambidestria Organizacional tudo que você precisa saber!

Desenvolvimento dos colaboradores

As metodologias ágeis costumam usar equipes multidisciplinares na execução de seus projetos. A interação entre pessoas de backgrounds diversos permite que elas possam desenvolver novas habilidades com uma grande velocidade.

É comum que na conclusão, ou até mesmo no meio de um projeto, colaboradores que antes dominavam apenas suas áreas acumulem experiência suficiente para tocar novas iniciativas, acelerando o ritmo da inovação na empresa.

Menor barreira de entrada

Metodologias ágeis permitem que times pequenos e com poucos recursos possam entrar num jogo dominado por grandes nomes. Uma boa ideia se tornará um produto de testes, capaz de atrair os primeiros clientes ou investidores e gerar capital para o desenvolvimento de atualizações.

Flexibilidade

Quando o cenário mudar; o que vai acontecer com uma frequência cada vez maior; seu empreendimento não será pego de surpresa no meio de um projeto que simplesmente já estará obsoleto quando for entregue.

O Instagram é um exemplo dessa visão. Quando o SnapChat surgiu como uma ameaça, os Stories foram rapidamente adicionados para virar o jogo.

Em 2020, com a ascensão do TikTok, o Instagram lançou os Reels para se manter competitivo e não perder espaço para os concorrentes.

Como e onde usar as metodologias ágeis

metodologia-agil-empresa-1

Até os setores mais tradicionais da indústria estão trabalhando com metodologias ágeis em suas operações, e a velocidade com que essa mudança ocorre só tende a crescer nos próximos anos.

Você pode começar a implementá-las numa área específica da sua empresa e avançar conforme sentir mais segurança nos resultados obtidos.

Projetos com novas funcionalidades

Quem está pensando em acrescentar ou modificar funções de um produto tradicional pode usar as metodologias ágeis para gerenciar esse projeto específico, como um teste para que a empresa se familiarize com os novos procedimentos.

Aplicativos

Lojas, bancos, faculdades e até agências governamentais estão lançando aplicativos para facilitar a acessibilidade entre usuário e serviço.

É uma área perfeita para realizar experiências com as metodologias ágeis na sua empresa, afinal estamos falando de um produto cuja natureza é baseada em atualizações constantes.

Comunicação

As tecnologias de comunicação foram profundamente impactadas pelas metodologias ágeis, e você pode usá-las para conquistar espaço nas novas ferramentas.

Um plano de marketing baseado em ciclos de atualização permite avaliar como sua mensagem está sendo recebida pelo público e testar linguagens, formatos ou plataformas.

O que é metodologia ágil Scrum?

Destaque entre as metodologias ágeis, Scrum é um meio de planejar e gerir projetos através de ciclos, permitindo o lançamento rápido de um produto inicial que, a partir daí, será constantemente atualizado.

Os ciclos são chamados de Sprints e costumam durar um mês, mas podem ser adaptados à realidade da sua organização. Ao final de cada Sprint, um conjunto de metas definidas inicialmente deve ter sido executado, gerando algo novo para entregar ao cliente do projeto.

Um exemplo de sucesso com a metodologia ágil Scrum é o mercado de jogos online. Muitos nomes de sucesso na atualidade foram lançados como uma versão inicial, para testar a reação do público, e adicionaram ou modificaram mapas, itens, personagens e funcionalidades a cada atualização.

Quais os benefícios de trabalhar com uma metodologia ágil?

Metodologias ágeis como o Scrum e o Kanban fazem com que empresas de todos os tamanhos e setores possam gerenciar seus recursos de modo eficiente, obtendo resultados rápidos que garantem a competitividade. Elas proporcionam:

Simplicidade para lidar com problemas complexos

As metodologias ágeis permitem transformar questões complexas em listas de tarefas bem delimitadas, estabelecendo um prazo e responsável para cada uma. Conforme as tarefas são concluídas, o projeto ganha forma e avança.

Feedback constante

Os clientes do seu produto poderão compartilhar opiniões a todo momento, gerando uma lista de acertos ou possíveis correções. Você não precisa adivinhar constantemente o que deve ser feito em seguida, basta olhar os dados.

Agilidade

Elas carregam o conceito no nome. Metodologias ágeis como o Scrum permitem responder de modo quase imediato às mudanças no mercado. Se um novo concorrente ou tecnologia entra em cena, você poderá combatê-lo dentro de pouco tempo.

Potencializa o trabalho em equipe

Um dos maiores desafios numa equipe multidisciplinar é gerir quem será responsável por cada tarefa, algo que se torna simples com a metodologia ágil Scrum. Cada colaborador pode dar o seu melhor, e fica evidente quando um deles não está sendo bem aproveitado.

Componentes da metodologia ágil Scrum

metodologia scrum aevo innovate

A metodologia ágil Scrum é baseada em alguns pilares, que devem ser dominados com maestria por quem deseja alavancar o seu potencial.

Product Backlog

O Backlog é a lista de tarefas que devem ser cumpridas pelo projeto. Ele é definido pelo Dono do produto – posição que veremos em detalhes mais à frente – podendo receber sugestões da equipe. O Backlog deve apresentar, de modo claro, cada passo a ser dado e quais os critérios de sucesso para os mesmos.

Você pode criar o Product Backlog utilizando um quadro branco ou um software de gestão como o AEVO Innovate, que possui ferramentas capazes de auxiliar em cada etapa do seu projeto utilizando a metodologia ágil Scrum.

Sprint

Unidade básica da metodologia ágil Scrum, o Sprint é um  bloco de tempo em que determinadas tarefas precisam ser concluídas. Ele pode ter duração de um mês ou 15 dias, por exemplo – variando conforme a complexidade existente no projeto.

Cada Sprint tem início por uma reunião, onde o dono do produto irá definir quais tarefas no Product Backlog devem ser priorizadas e os responsáveis por cada uma serão escolhidos.

Ao final, um novo encontro é realizado, com feedbacks para os envolvidos e avaliação do que facilitou ou impediu o avanço, para direcionar melhorias no próximo ciclo.

Daily Meeting

Ao longo de um Sprint, cada dia começa por uma breve reunião – 20 a 30 minutos costumam ser o bastante – chamada de daily.

O foco deve estar centrado nas tarefas do dia, com cada membro compartilhando as atividades que fizeram no dia anterior, que pretendem fazer no dia corrente, e declarando possíveis impedimentos para que a equipe encontre formas de superá-los.

Dono do produto

Responsável pelo trabalho em desenvolvimento, ele é quem deve construir o backlog e acertar os detalhes de cada Sprint com os membros da equipe.

O dono do produto deve ser uma pessoa com autonomia para tomar decisões e profundo conhecimento sobre os usuários do produto, já que, de certa forma, estará representando seus interesses.

Scrum Master

O Scrum Master é uma espécie de coach e gerente para o time, ele conhece bem a metodologia ágil Scrum e pode ajudar todos a implementá-la com sucesso, buscando eliminar obstáculos que impeçam a produtividade do grupo.

Vale pontuar que o Scrum Master não dá ordens ou indica tarefas, papel que cabe ao Dono do produto. Sua responsabilidade é guiar o time na direção dos objetivos traçados.

Como começar a usar a metodologia ágil Scrum?

Existem 4 etapas que permitem o bom funcionamento de um projeto utilizando o Scrum.

Selecionar os papéis

Definir corretamente o dono do produto e o Scrum Master é crucial. Cada um à sua maneira, eles serão responsáveis diretos pelo sucesso ou fracasso da iniciativa.

Os demais membros também devem ser escolhidos com cuidado, equilibrando habilidades técnicas e sociais para formar uma equipe imbatível.

Criar o backlog do produto

Esse é o começo de tudo, registrando quais tarefas o projeto deve cumprir. A criação do Backlog cabe ao dono do produto, que pode trabalhar sozinho ou escutar as propostas do time. Esse documento não é estático – novas necessidades irão surgir e devem ser adicionadas ao Backlog.

Planejar um sprint

Dentro do Backlog, o Dono do produto deve indicar quais tarefas são fundamentais no primeiro Sprint e apresentá-las ao time, que irá se adequar às condições estabelecidas.

Avaliar

O Dono do produto e o Scrum Master irão rever o Sprint, buscando entender o que deu certo ou errado e entregando feedbacks à equipe. A partir daí, os rumos podem ser corrigidos para o Sprint seguinte, aprimorando os processos utilizados e o produto final a cada período.

O que é metodologia ágil Kanban?

metodologia-agil-empresa

O Kanban integra o conjunto maior das metodologias ágeis, modelos de gestão capazes de  acelerar as entregas num projeto e manter a empresa em constante evolução .

Seu diferencial é o foco absoluto na conclusão de tarefas – algo que pode ser um desafio quando profissionais criativos iniciam muitas atividades, mas acabam deixando boa parte delas pelo caminho.

O lema da metodologia ágil Kanban costuma ser descrito como  pare de começar e comece a terminar . Se você acredita que esta filosofia pode acelerar os resultados da sua organização, confira  os princípios necessários para implementá-la com sucesso.

Etapas do Kanban

A configuração mais simples da metodologia ágil Kanban consiste num quadro com três colunas: To do, Doing e Done, ou Para Fazer, Fazendo e Feito.

Todas as tarefas necessárias ao projeto são incluídas na primeira coluna, e as mais importantes no momento avançam para o espaço intermediário, enquanto são executadas, seguindo então para a coluna final.

O modelo pode ser configurado com a adição de novas colunas, que representam etapas diferentes, cartões coloridos indicando o profissional ou time responsável, múltiplos quadros em projetos complexos, e assim por diante.

Outro arranjo comum trabalha com sete espaços, detalhando melhor as etapas em andamento:

  • Para Fazer
  • Planejando
  • Desenvolvendo
  • Testando (ou Revisando)
  • Ajustando
  • Feito
  • Obstáculos, área que pode ficar na horizontal, abaixo das colunas, e recebe as tarefas nas quais algum empecilho está impedindo a execução.

Uma das questões mais importantes na metodologia ágil Kanban é limitar o avanço das atividades entre uma e outra fase, para que cada uma receba a devida atenção e seja executada com maestria.

A ideia é manter o time em fluxo produtivo, e não apenas em estado de ocupação.

É difícil pontuar um número exato, já que as tarefas, assim como os grupos, variam em quantidade e complexidade, mas a escala ideal costuma ser de uma a duas responsabilidades por colaborador ou equipe disponível.

taxa de conclusão é o indicador de sucesso na metodologia, que prioriza qualidade ao invés de quantidade – uma tarefa deve ser bem feita, ou não poderá avançar, e bloqueará o início das demais.

Por que aplicar a metodologia ágil Kanban na sua empresa

Ganho de eficiência:  Quando registramos as tarefas antecipadamente, é mais fácil separar o fundamental do superficial. A partir daí, basta seguir a regra: se não está na lista, não deve ser feito.

Flexibilidade:  Ao mesmo tempo em que a lista de tarefas reduz as chances de que algo desnecessário seja feito, ela dá abertura para a adição de novas atividades sempre que elas forem necessárias. Isso permite respostas rápidas aos desafios que surgirem no caminho.

Fácil de implementar:  A metodologia ágil Kanban não poderia ser mais simples: anote suas tarefas e registre em que etapa elas se encontram. É um modelo fácil de implementar, basta saber o que precisa ser feito.

Fácil de mensurar:  Você só precisa olhar para o quadro, e saberá como está o ritmo da equipe. Uma tarefa que passa muito tempo na mesma coluna rapidamente vai chamar atenção, já que ela deve avançar para liberar espaço.

Garantia de qualidade:  Se uma tarefa não está pronta, ela simplesmente não avança. Com o Kanban um trabalho não fica pela metade ou é esquecido – a qualidade precisa ser alcançada.

Melhoria na comunicação:  Todos os membros do time sabem exatamente em que seus companheiros estão trabalhando, o Kanban não deixa espaço para que a interpretação possa interferir.

Scrum e Kanban – Utilizando duas metodologias em um só projeto

metodologia-agil-scrum-1

Uma metodologia ágil com benefícios semelhantes ao Kanban é o Scrum , e não é raro encontrar os dois modelos sendo aplicados em conjunto.

Baseado em Sprints, blocos que costumam variar entre duas e quatro semanas para que um certo conjunto de tarefas seja realizado, o Scrum é impulsionado pelo Kanban: basta que as tarefas escolhidas para um ciclo sejam adicionadas à coluna To Do – muito semelhante ao Sprint Backlog utilizado pelo Scrum.

Um software como o AEVO Innovate pode combinar facilmente as duas metodologias, permitindo que um projeto seja destrinchado em tarefas para alocar nas etapas definidas.

O quadro é compartilhado em tempo real com todos os membros da equipe, e pode ser impulsionado pelas outras ferramentas de gestão e inovação disponíveis na plataforma, abrangendo desde o plano estratégico até o operacional.

Outras metodologias ágeis

Apesar do Scrum e Kanban serem as mais conhecidas, vamos ver também outras metodologias ágeis para aplicar.

Lean development

A proposta principal do Lean Development é a eliminação de desperdícios e a maximização da qualidade do produto. Documentos numerosos e excessivos e funcionalidades extras que não são utilizadas são eliminados para otimizar o trabalho. Além disso, a equipe se torna multifuncional em vez de trabalhar com revezamentos.

As decisões são adiadas para o momento mais oportuno, de forma que elas possam ser tomadas com base em evidências empíricas. Além disso, esse sistema se destaca pelas entregas rápidas, para gerar a oportunidade de feedback.

Com o Lean Development, você otimiza todos os seus processos. Além disso, você tem a possibilidade de maximizar a qualidade do trabalho e de evitar os desperdícios.

XP (Extreme Programming)

O Extreme Programming é uma metodologia que tem como pilares a agilidade, a economia de recursos e a qualidade. A equipe baseia a sua atuação em valores, que são a comunicação, simplicidade, feedback, coragem e respeito.

A proposta é a de que o trabalho envolva pequenas reuniões diárias de alinhamento, encontros gerais para a definição do trabalho, integração das tarefas realizadas e entregas frequentes. Além disso, é recorrente o uso de metáforas para facilitar o entendimento e mudanças incrementais ao longo do processo.

O XP permite que seu time tenha mais sinergia e que ele opere de forma ética, devido à orientação pelos valores.

Além disso, ele permite uma maior eficiência e o recebimento de feedbacks constantes, devido ao grande número de entregas. Você também terá ótimas oportunidades de revisão e alinhamento do trabalho com as reuniões diárias.

Dynamic System Development Model (DSDM)

O DSDM é voltado para projetos com prazos menores e orçamentos fixos. As funcionalidades podem mudar, mas os prazos no geral não são alterados. O desenvolvimento é iterativo e incremental e o cliente e a equipe constroem uma relação cooperativa.

Além disso, as ações para modular o produto, a concepção, desenvolvimento e implementação são todas interligadas. O DSDM traz como vantagens a efetividade, a possibilidade de o cliente saber os valores desde o início, os prazos fixos e a integração de todas as etapas do processo.

As Metodologias Ágeis trouxeram uma grande transformação na dinâmica do desenvolvimento de projetos. Procedimentos burocráticos e cristalizados e longos contratos dão lugar a um funcionamento mais focado no processo, em entregas constantes e na efetividade dos procedimentos.

Esses métodos são diversos, como o XP, Scrum, Lean Development e DSDM. Eles podem trazer como melhorias a maior participação da equipe, a aceleração do trabalho, revisões constantes, um alinhamento mais efetivo e a atuação com base em valores e na cooperação com o cliente.

Metas Smart

A prioridade da metodologia SMART  é a estruturação de objetivos e metas que sejam mais eficientes e evitam os esforços inúteis. Ela pode ser aplicada a qualquer tipo de meta, independente da área, seja de curto ou longo prazo.

A palavra SMART é um acrônimo que define os critérios para cumprir meta. Veja o significado de cada letra:

  • S (Specific — Especificidade):  defina um parâmetro específico para sua meta, pois objetivos muito amplos tendem a gerar distorções e não serem cumpridos;
  • M (Mensurable — Mensurável):  sua meta precisa ser mensurável, só assim você consegue analisar os resultados;
  • A (Attainable — alcançável):  sua meta precisa ser possível de ser alcançada, pois é necessário garantir que você não irá se frustrar;
  • R (Relevant — Relevante):  o objetivo definido deve ser relevante, ele precisa realmente auxiliar o crescimento saudável da sua organização;
  • T (Time-related — temporal):  sua meta precisa ser um prazo definido, assim, todos esforços serão direcionados para que ela seja cumprida no tempo.

Conclusão

As metodologias ágeis podem oferecer os melhores resultados quando são complementadas por ferramentas capazes de acompanhar o seu ritmo de trabalho, como é o caso do AEVO Innovate.

Maior software de gestão da inovação na América Latina, o AEVO Innovate trabalha com empresas que adotaram as metodologias ágeis para facilitar o gerenciamento de projetos e KPI’s.

O software entrega toda essa experiência numa interface que é ao mesmo tempo simples e completa, para que você possa gerenciar tudo que precisa com apenas alguns cliques.

Confira também:

Deixar uma resposta

Assine nossa newsletter

Fique sempre atualizado com nossos conteúdos sobre o universo da Inovação.


    Eu li e concordo com a Política de Privacidade.