Motivação no Trabalho: 9 dicas para manter sua equipe engajada

A motivação no trabalho é algo primordial quando temos metas desafiadoras, e para manter a equipe motivada, algumas ações fazem toda a diferença

A motivação no trabalho é algo primordial ao ter metas desafiadoras, e impacta diretamente na produtividade e resultados da equipe. Veja dicas práticas para manter a motivação do seu time e entregar resultados ainda melhores

CONFIRA:

Uma equipe profissional capacitada é fundamental para produzir bons resultados em qualquer organização, e a motivação no trabalho é o que permite transformar esse potencial em verdadeiros ganhos.

Por essa razão, é essencial que as empresas estejam cientes do que motiva seus colaboradores e tomem medidas que colaborem para o crescimento dessa variável. Isso fará toda a diferença no desempenho deles e, consequentemente, trará um crescimento para a organização.

O que, exatamente, é motivação no trabalho?

motivacao-no-trabalho-1

Você já deve saber que a motivação no trabalho tem grande importância, mas como podemos definir – e até mesmo medir – algo que parece tão abstrato?

Precisamos de um conceito claro sobre motivação no trabalho, para facilitar a nossa busca. Ao longo deste artigo, podemos pensar nela como o conjunto de fatores, internos e externos, que levam alguém a agir.

É uma definição simples, que nos leva a uma conclusão direta: aumentar a motivação é aumentar a quantidade ou intensidade desses fatores .

A motivação extrínseca está ligada ao ambiente, tratando de como a empresa busca motivar o conjunto dos seus funcionários. Isso vai desde premiações para os mais comprometidos, até um local bem iluminado e estimulante.

O objetivo é oferecer um local e uma cultura de trabalho adequados para que as motivações intrínsecas de cada profissional entrem no jogo. Elas dizem respeito ao objetivo de cada pessoa, as razões que ela possui para fazer algo.

É difícil apontar de onde cada indivíduo retira sua própria motivação no trabalho. Pode ser algo tão objetivo quanto ganhar um bom salário para manter sua casa, ou tão complexo quanto atingir uma posição de destaque para ter o reconhecimento de alguém.

Na maioria dos casos, haverá uma combinação de fatores, e é importante haver um diálogo entre a liderança da empresa e seus profissionais para entender o que move as engrenagens de cada um.

Quais são as vantagens em ter colaboradores motivados?

Incentivar o engajamento entre seus funcionários traz vários benefícios, não só para o profissional, como também para a equipe que trabalha com ele e a organização como um todo. Alguns exemplos são:

Aumento do foco e desempenho em seu trabalho

O profissional motivado está mais focado na execução de seu próprio trabalho, pois tem interesse pessoal em fazer algo bem feito. Esta atitude o permite realizar as suas funções com mais qualidade e produtividade, seja para concluir um projeto que ama ou para avançar na carreira, por exemplo.

Maior evolução pessoal

Os bons resultados que o colaborador alcança aumentam a motivação no trabalho – assim como a sua experiência. Ele não terá medo de enfrentar problemas, e por isso conseguirá resolvê-los, contribuindo para o seu próprio desenvolvimento e para os objetivos da empresa.

Esse é um benefício que se multiplica ao longo do tempo, pois cria um ciclo de desenvolvimento: a motivação gera conquistas, que são um estímulo para se dedicar ainda mais.

Redução do estresse e melhor gestão de tempo

A motivação no trabalho faz com que as pessoas cumpram suas funções em menor tempo, evitando a “correria” para concluir um projeto em cima da hora . É uma dinâmica saudável para todos os lados, já que o profissional evita esse estresse e a empresa não terá de lidar com atrasos e imprevistos.

Diminui as ausências e a rotatividade

Um ambiente de trabalho harmonioso e bem estruturado acaba sendo um local mais agradável para se estar. Esse clima impede que o profissional falte ao trabalho por desânimo e também diminui a rotatividade, garantindo – para a organização – uma equipe mais estável, sem falar na redução dos custos com afastamentos e processos seletivos.

Uma cultura empresarial forte e saudável

Para obter bons resultados com uma organização, é fundamental que os seus colaboradores saibam trabalhar coletivamente, respeitando e fortalecendo os seus colegas. Isso vale tanto para a estrutura de departamentos quanto para os novos modelos de equipe, como os squads.

Assim como a evolução pessoal, a construção de uma cultura empresarial forte também eleva a motivação no trabalho, criando mais um ciclo de benefícios crescentes. A partir dos bons relacionamentos, os profissionais estarão mais dispostos a dar o seu melhor, pois estarão ajudando seus próprios colegas de trabalho.

Esse modelo ainda cria vantagens para outros aspectos da empresa, pois reduz o número de conflitos e mantém todos alinhados com os objetivos da organização, reconhecendo o seu papel no sucesso geral da equipe.

Quais as possíveis causas de uma equipe desmotivada?

motivacao-no-trabalho-2

Para resolver um problema é preciso, antes de mais nada, identificar onde está a sua causa. Quando se tem o conhecimento de que a equipe está desmotivada, é preciso saber qual a razão por trás disso, para então usar as estratégias mais adequadas.

Existem alguns cenários que naturalmente abalam a moral do time, e é preciso ficar mais atento quando eles ocorrem. Alguns exemplos são?

  • Demissões;
  • Adoecimento de colegas;
  • Perda de clientes;
  • Fracasso de um projeto;
  • Conflitos duradouros entre dois ou mais profissionais;
  • Mudanças drásticas no mercado.
  • Troca de equipes;
  • Mudanças na função/atribuições;
  • Liderança desalinhada com equipe;

Um dos problemas gerados por situações desse tipo é o aumento de atrasos e faltas entre os colaboradores. Esse comportamento, conhecido como absenteísmo, pode ser um sintoma que alerta para a desmotivação de um profissional ou de toda uma equipe.

Outros sinais comuns são a queda brusca de produtividade, surgimento de erros que o funcionário não costumava cometer e o envolvimento ou agravamento de conflitos no trabalho.

Além das situações apontadas, também devemos levar em conta os desafios pessoais que cada pessoa vivencia, incluindo os problemas em sua vida particular.

Ainda dentro da organização, alguns fatores que geram queda na motivação envolvem:

  • Conflitos com o líder/gestor;
  • Falta de alinhamento com a visão da empresa;
  • Falta de equipamentos adequados para exercer a função;
  • Estagnação, quando o indivíduo acredita que não está mais desenvolvendo suas habilidades;
  • Crença numa baixa valorização, seja quando o profissional recebe um salário baixo para o setor, passa muito tempo sem promoção ou não é selecionado para projetos mais interessantes, por exemplo.

Isso não significa que o colaborador realmente está sendo desvalorizado, mas esta é sua percepção. O seu gestor, ou um profissional do RH, podem conversar com ele para compreender seus objetivos e traçar um plano de carreira adequado para as duas partes.

Em todo caso, o primeiro passo é dialogar com os colaboradores, para saber o que está abalando sua motivação. A empresa pode adotar medidas em diversos graus – e discutiremos algumas delas mais à frente.

Se houver uma situação muito específica, que exige mudanças nas atribuições ou até mesmo o afastamento temporário do profissional, é extremamente importante deixar claro que ele não está sendo punido, e essas atitudes visam ajudá-lo a recuperar o bom desempenho.

Como avaliar a motivação no trabalho?

Definir alguns dados concretos que possam avaliar a motivação no trabalho é um passo importante para facilitar o acompanhamento e o impulso nesse campo. Você pode estabelecer dois conjuntos de variáveis, um deles incluindo as ações que podem ser tomadas pela empresa, e outro considerando os reflexos dessas medidas.

Entre as mudanças sob controle da organização, podemos citar os benefícios oferecidos, a realização de treinamentos e a promoção de colaboradores, por exemplo. Eles podem ser ajustados em maior ou menor escala, e seus efeitos podem ser medidos através de variáveis como:

Produtividade diária

É o critério mais direto possível, e diz respeito à quantia de vezes que um determinado processo foi cumprido por cada profissional ao longo do dia.

Pode ser o número de produtos criados, ou de ligações feitas, por exemplo. É importante lembrar que o processo deve manter um padrão de qualidade, não adianta executar mais repetições e ter falhas na entrega.

Você pode implementar a Daily, reunião diária de no máximo 30 minutos entre o time para que cada um diga o que fez ontem e o que irá fazer hoje. Esse conceito está presente no SCRUM e é muito útil para que o gestor saiba a produtividade do time.

Proatividade

Profissionais motivados tendem a se engajar em novos projetos, trazer ideias e participar em treinamentos, mesmo quando não há benefícios adicionais envolvidos. Acompanhar a proatividade nessas áreas pode mostrar variações de motivação no longo prazo.

Como promover a motivação no trabalho?

Se você está sem direção para criar e implementar um esquema que motive sua equipe e gere resultados significativos, pode investir em ferramentas que promovem esse engajamento, como o AEVO Innovate.

Ele permite construir iniciativas como um programa de ideias, onde as propostas de todos os colaboradores são reconhecidas e discutidas pelo conjunto da organização, por exemplo. É uma forma de estimular tanto a motivação no trabalho quando o potencial inovador da empresa.

Você também pode criar um sistema inteligente de recompensas, com distribuição de moedas e medalhas, convertendo-as em bônus e premiações no mundo real, além de incentivar a competição amistosa dos times.

A AEVO ajuda mais de 250mil profissionais a impulsionarem a Inovação em centenas de organizações e você pode fazer parte desse time. Solicite uma demonstração e fale com um de nossos especialistas. 

Mantenha a motivação no trabalho de forma contínua utilizando essas 9 dicas

motivacao no trabalho 3

Para ajudar na concretização desse processo, separamos algumas dicas que farão seus colaboradores persistirem e continuarem engajados numa boa execução das suas funções atribuídas.

Antes de continuar, vale um aviso! Cuidado com a implementação forçada de técnicas motivacionais. Se elas não forem discutidas e bem aceitas pela equipe, podem ter o efeito contrário, gerando incômodo e quebrando a produtividade geral.

1. Informe com clareza sobre o desempenho atual

É importante sempre avaliar como anda a atuação do profissional em relação às suas tarefas. S aiba transmitir essas informações de forma sensível e construtiva, indicando ao funcionário em quais pontos ele precisa melhorar.

Bons feedbacks são um recurso central na motivação, e podem ser usados tanto para manter resultados positivos quanto para fazer ajustes. Também é interessante dar espaço para que o colaborador participe na construção dos objetivos, aumentando o seu envolvimento pessoal.

2. Ofereça novas formas de aprendizado

Treinamentos e cursos são importantes aliados para fortalecer a motivação no trabalho, pois oferecem um diferencial no cotidiano empresarial e proporcionam mais conhecimento para o colaborador, ajudando-o a desenvolver novas habilidades.

Plataformas como o AEVO Boost, com treinamentos criados a partir dos desafios reais enfrentados pelas empresas e pelos profissionais, podem ser utilizadas para criar um programa de aprendizado coletivo e evolução constante.

Essas atividades dão resultados mais eficientes quando realizadas de maneira interativa e enérgica, incentivando a comunicação entre os membros da instituição. Isso também permite a construção de relacionamentos saudáveis, o que torna o clima organizacional mais harmonioso, agradável e consequentemente mais produtivo.

3. Faça um plano de carreira e organize suas tarefas

Em uma empresa é indispensável elaborar um planejamento com um norte que guie o negócio na direção certa. Isto organiza o seu funcionamento e facilita na contratação de funcionários com habilidades e perfis que preencham as lacunas encontradas.

Os novos profissionais saberão exatamente o que é esperado deles, trazendo um novo gás para a empresa. Os planos de carreira também permitem que os colaboradores atuais saibam quais oportunidades podem atingir, e se dediquem a buscá-las.

4. Tenha metas para atingir

Parece uma ideia simples, mas é grande o número de organizações que estão apenas tentando “crescer” ou “sobreviver” sem um objetivo claro. Metas gerais, divididas em tarefas para cada funcionário e bônus correspondentes à sua realização, fazem toda diferença no incentivo à motivação no trabalho.

As metas devem ser alcançáveis e desafiadoras – um passo além das habilidades que o profissional já adquiriu, por assim dizer.

O ideal é ter um conjunto envolvendo metas de curto prazo, diárias ou semanais, e de médio prazo, semestrais ou anuais, por exemplo. Dessa forma o colaborador tem um estímulo consistente no dia a dia, e uma visão para o seu futuro.

5. Reconheça as ideias dos funcionários e comemore cada conquista da empresa

Um relacionamento saudável entre os colaboradores e gestores é fundamental para a motivação no trabalho, pois favorece a melhor comunicação e cooperação entre todos os integrantes. Os profissionais formam um time, cujo sucesso pertence a todos.

A empresa pode admitir alguma autonomia a seus profissionais, tanto para trazer novos objetivos quanto para sugerir as formas de alcançá-los. Essa troca de sugestões entre liderança e liderados gera mais harmonia e ajuda a desenvolver soluções de alto potencial.

Outro ponto a ser considerado é saber celebrar cada meta conquistada pela equipe. Valorizar os resultados motiva a todos que trabalham na organização, mostrando que seus esforços estão gerando sucesso e reconhecimento.

Datas comemorativas e aniversários também não devem ser ignorados. Celebrar estes dias fortalece a união da equipe e proporciona mais equilíbrio no meio profissional, mostrando aos profissionais que seu lado humano também é valorizado.

6. Ofereça um ambiente harmonioso

Para o aumento da motivação no trabalho é necessário que o clima organizacional seja bem planejado. Além disso, a empresa deve contar com todos os recursos técnicos necessários para a realização das funções de cada profissional.

O espaço físico precisa ser seguro e adequado, com iluminação, ventilação, ambientes limpos, e assim por diante. Tudo isso influencia no desempenho e na motivação no trabalho.

A organização também deve incentivar o bom relacionamento entre os colaboradores, sempre salientado que todas as áreas são importantes para o crescimento da empresa. Assim como nos órgãos de um corpo, cada setor é necessário para o bom funcionamento da companhia.

Uma maneira de incentivar essa mentalidade é a adoção de equipes multidisciplinares, que organizam profissionais dos vários departamentos em torno de objetivos comuns, e derrubam as barreiras tradicionais entre áreas que não costumam dialogar.

7. Reconheça a hora do intervalo

Os momentos de pausa não somente ajudam a manter o equilíbrio no funcionamento da instituição, como também podem ser uma opção para alavancar uma boa relação entre os colegas de diversos setores.

Esses são ótimos componentes para manter a motivação de todo time, melhorando o clima organizacional em geral. A necessidade do descanso adequado, para dar o seu melhor no momento de trabalho, já é um consenso e não deve ser descartada!

8. Distribua corretamente os funcionários em suas áreas de expertise

Um erro que acontece com frequência é o mau uso das habilidades dos colaboradores, travando profissionais em posições que não se encaixam no seu perfil. As tarefas precisam ser distribuídas corretamente, conforme as competências de cada integrante.

O remanejamento interno é uma boa alternativa para corrigir esse problema. O profissional terá mais ânimo para exercer suas funções, suprindo as necessidades da instituição. A oferta de capacitação também é uma possibilidade, aumentando o arsenal de ferramentas do colaborador.

9. Reconheça e estimule novas lideranças

Alguns profissionais são naturalmente mais motivados, e estimulam seus colegas. É sempre válido trabalhar com eles para construir uma abordagem estratégica, usando essa personalidade a favor do time e da empresa.

Eles podem adquirir cada vez mais autonomia, gerenciando pequenos projetos e desenvolvendo suas habilidades de liderança para assumir times e ajudar na construção de uma empresa cada vez mais ágil e inovadora.


curso-aevo-boost

Conclusão

Utilizando as estratégias corretas, e formulando planos bem estruturados para impulsionar a motivação da sua equipe, os resultados positivos virão. Isso fará toda diferença no clima organizacional e no crescimento da empresa.

Mais do que pensar em conceitos avançados, é importante reconhecer as pessoas pelo que elas são, sabendo comemorar quando os objetivos idealizados são alcançados ou reconhecer um esforço extra, por exemplo.

Por último, encare a motivação no trabalho como uma jornada, e não um destino. Sempre é possível estabelecer condições melhores, entender os seus colaboradores e ajudá-los para que eles possam dar o seu melhor pela organização!

Confira também:

Deixar uma resposta

Assine nossa newsletter

Fique sempre atualizado com nossos conteúdos sobre o universo da Inovação.


    Eu li e concordo com a Política de Privacidade.