O que é Machine Learning: a inovação da tecnologia

Você conhece o conceito de machine learning? O Aprendizado de máquina vem evoluindo cada vez mais, facilitando inúmeros processos no dia a dia

Mais do que nunca a frase “informação é poder” tem se mostrado verdadeira, já que empresas que reúnem dados a respeito do mercado no qual atual e sobre o seu público possuem mais chances de obter sucesso.

Claro, desde que usem as informações coletadas para guiar a sua tomada de decisões, a partir da sua análise. Nesse universo, existem diferentes conceitos, ferramentas e procedimento que devem ser compreendidos e aplicados.

Entre eles, é essencial descobrir o que é machine learning, a inovação da tecnologia, que pode contribuir em muito com a conversão de vendas do seu negócio. E para aprender tudo a seu respeito continue lendo este artigo e confira as suas informações.

O que é machine learning e porque ele é tão inovador?

Aprendizado de máquina ou aprendizagem de máquina são expressões que traduzem o que é machine learning e consiste em um sistema que consegue mudar o seu comportamento de maneira autônoma.

Ou seja, o próprio sistema começa a atuar de forma diferente a partir da experiência que obtém. Aqui, a experiência refere-se aos dados que coleta, armazena e processa, sendo que esse processo resulta na criação de regras lógicas.

O mecanismo é semelhante ao da mente humana: com base nas experiências vividas, uma pessoa aperfeiçoa a sua tomada de decisões. Assim, tanto o indivíduo quanto o machine learning melhoram o seu desempenho.

Também estão mais aptos a tomarem decisões assertivas. No caso do machine learning, o processo é até mais eficiente, pois não há interferência de emoções, o que permite o reconhecimento de padrões dentro dos dados analisados.

Para melhor explanar o conceito do que é machine learning é possível usar um exemplo bastante prático. Quando o internauta digita uma palavra em um mecanismo de busca, os resultados que aparecem se relacionam com as pesquisas anteriormente realizadas.

Isso acontece porque o serviço analisa uma série de parâmetros para decidir quais os resultados são mais adequados. Entre eles, o histórico de pesquisa do usuário.

Além disso, quanto mais o internauta usa o mecanismo de busca, mais o sistema é aperfeiçoado, como em um treinamento, o que possibilita mostrar resultados cada vez mais adequados.

Já as próximas pesquisas do usuário promovem a entrada de novos dados no sistema, fazendo com que o machine learning identifique novos padrões, tornando-o ainda mais capaz de realizar a sua tarefa.

Diferença entre machine learning e inteligência artificial

Depois de falar sobre o que é machine learning, é possível que você esteja se perguntando se esse conceito não é o mesmo que inteligência artificial. Embora estejam estreitamente ligados, não são sinônimos.

Pode-se dizer que machine learning faz parte da IA – inteligência artificial, pois é um dos seus recursos. A IA possui um conceito muito mais amplo, como o de mecanismos computacionais que têm como base o comportamento humano para resolver problemas.

Na inteligência artificial, o objetivo é fazer com que a máquina “pense” da mesma forma que uma pessoa, levando em consideração outros aspectos além das informações obtidas.

Big data, data driven e BI

Além do conceito de inteligência artificial, existem outros que se relacionam com o que é machine learning. Veja a seguir alguns deles e qual a sua relevância para o aprendizado da máquina.

Big data

O termo refere-se a um imenso volume de dados, bastante variáveis e que chegam a uma velocidade cada vez maior. Eles devem ser processados em servidores mais robustos, com maior capacidade e que aceitam um conjunto de dados maior e mais complexo.

A relação com o machine learning é que o big data viabiliza o seu aprendizado, pois oferece uma enorme variedade e quantidade de informação para se aperfeiçoar.

Data driven

O conceito pode ser traduzido como orientado a dados ou guiado por dados e diz respeito a processos que são realizados com base na coleta e análise de informações. Ou seja, é muito semelhante ao conceito de machine learning.

No entanto, o data driven é empregado principalmente no mundo dos negócios, quando se fala da importância de obter dados para realizar a adequada tomada de decisão em detrimento dos achismos e da intuição.

Além disso, esses dados podem ser coletados de diferentes fontes, tanto internas quanto externas. E com a ajuda da tecnologia, a exemplo de softwares de gestão empresarial, cruzados para realizar comparações e estatísticas.

BI

BI é a sigla de Business Intelligence ou Inteligência de Negócios e, semelhante ao data driven, trata-se do processo de coletar, armazenar, tratar, analisar e aplicar dados. E da mesma forma, utilizá-los para fazer escolhas adequadas dentro das organizações.

O seu diferencial está no fato de não ser somente uma tecnologia ou processo, pois abrange tudo o que é necessário para atingir o seu objetivo. Isso inclui ainda infraestrutura e as melhores práticas para otimizar as decisões a serem tomadas.

Inclusive, quando se quer desenvolver um plano de ação, já que ajuda a empresa a descobrir informações relevantes para aplicar no dia a dia, seja na maneira de se comunicar com o seu público seja no processo operacional e demais momentos.

5 Exemplos da aplicação do machine learning

O machine learning é aplicado de muitas maneiras, inclusive, no dia a dia de quem faz uso frequente da internet. Veja alguns exemplos a seguir.

Resultados de pesquisas no Google

Esse é o exemplo mais rotineiro de aplicação do aprendizado da máquina.

Como já dito, os mecanismos de busca, como o Google, sempre mostram resultados para as palavras chaves pesquisadas que se relacionam com o que já foi pesquisado pelo usuário anteriormente. Isso só é possível devido ao machine learning.

Anúncios no Google/Facebook

Os anúncios do Google e das redes sociais, como o Facebook, também usam o machine learning.

Aqui, o sistema aprende o comportamento do usuário para exibir anúncios que condizem com o seu perfil, contribuindo com a estratégia de vendas da empresa que anuncia.

Tradução de textos

Quem usa os tradutores automáticos há alguns anos, certamente, notou como as traduções se tornaram mais precisas com o passar dos anos.

Como uma tradução não pode ser literal, mas sim, contextualizada com o tema abordado, é uma tarefa que se aperfeiçoa a medida em que é treinada. É justamente o que o machine learning faz nas ferramentas de tradução.

Plataformas de streaming

O aperfeiçoamento do serviço oferecido ao usuário é mais uma característica das plataformas de streaming de vídeo e áudio. Eles fazem uso do machine learning para analisar o histórico de conteúdo assistido ou ouvido pelo usuário.

A partir dessas informações, os aplicativos recomendam outros conteúdos, cada vez mais condizentes com a preferência dos usuários.

Combate a fraudes em sistemas de pagamento

O machine learning ajuda em muito na hora de evitar fraudes nos sistemas de pagamentos. Isso acontece porque o sistema analisa o histórico do cliente e consegue identificar ocorrências fora do padrão, que podem indicar uma atividade criminosa.

Conclusão

Como você pode ver, o que é machine learning está muito mais próximo do dia a dia das pessoas do que se pode imaginar. Por isso, é também um grande aliado das empresas que desejam se aproximar do seu público-alvo.

Também é essencial para negócios que queiram tomar as melhores decisões e fazer as escolhas mais adequadas. Essa é outra razão para investir em sistemas com machine learning e assim ter acesso a informações completas.

Mais uma ferramenta que contribui com a gestão do seu negócio é o AEVO Innovate, um software de inovação para realizar projetos de forma colaborativa. Veja como inovar na sua empresa através das suas funcionalidades.

Deixar uma resposta

Assine nossa newsletter

Fique sempre atualizado com nossos conteúdos sobre o universo da Inovação.


    Eu li e concordo com a Política de Privacidade.