PDI

Compreender o conceito de PDI é o primeiro passo para investir no desenvolvimento dos seus colaboradores, aumentando a produtividade, e conquistando benefícios tanto para a equipe quanto para a empresa.

O PDI é um importante agente para o crescimento profissional dos funcionários de uma empresa. Por esse motivo, é essencial que os gestores e a equipe de recursos humanos (RH) de qualquer negócio saibam como fazer um PDI bem estruturado.

O colaborador é a peça chave para o crescimento de uma empresa e para a sua boa atuação no mercado.

Quanto mais incentivo a gestão fornece para um colaborador sair da zona de conforto, mais ele vai ter a oferecer para a organização, não apenas em questão de competências desenvolvidas, mas também porque assim ele se sentirá muito mais motivado a mostrar resultados.

Mas, para chegar a aplicação prática é preciso conhecer o conceito, exemplos do método e saber como por em prática adequadamente. Confira tudo isso neste artigo.

O que é PDI?

A sigla PDI corresponde ao Plano de Desenvolvimento Individual. Como o nome sugere, se refere a criação de um projeto personalizado para ajudar a desenvolver as habilidades de um profissional, de forma mais organizada e rápida.

Nesse plano são detalhados os objetivos almejados, as ferramentas necessárias para alcançá-los, como treinamentos e atividades, além dos horários e datas para o cumprimento das ações propostas.

O investimento em PDI tem como propósito alinhar os interesses da empresa com os objetivos e anseios do colaborador. Dessa forma, o profissional cresce em capacitação e traz mais qualidade para seu trabalho, além de resultados para a instituição.

Importância do PDI

Entenda a importância do PDI para a sua empresa

Para aplicar esse projeto em seu empreendimento, além de saber o que é PDI, é preciso também compreender realmente a sua importância.

Esse plano vai interferir diretamente na confiança e desempenho de um profissional, e no crescimento da própria instituição.

Construir planos de desenvolvimento individual para os funcionários de uma empresa é uma necessidade. Através dessa ação é possível aprimorar as habilidades dos profissionais e construir novos talentos.

O plano irá oferecer mais segurança para esses colaboradores, os tornando mais capacitados para entregar um trabalho de alta performance.

Um profissional mais preparado apresenta aumento na qualidade das suas entregas e na produtividade, gerando assim mais resultados para a empresa.

Dessa forma, o lugar da organização no mercado competitivo é garantido.

O colaborador que conta com um bom PDI também apresenta mais satisfação e engajamento com a empresa, reduzindo as chances de afastamento e equilibrando o turnover da organização, além de evitar custos com a seleção e treinamento básico de novos profissionais.

Mas, como fazer um PDI?

Para implementar essa estratégia corretamente é preciso saber como fazer um PDI bem estruturado.

A princípio, é preciso ter em mente, que para ter bons resultados terá que projetar as ações e suas possíveis consequências.

Então, para começar o seu planejamento, os passos principais são:

Mapeie e avalie o cenário da empresa

Antes de tudo, é necessário avaliar a situação atual da organização, analisando como anda o desempenho dos funcionários em diferentes áreas e quais setores apresentam dificuldades nas suas funções.

Converse com seus profissionais, observe a atuação das equipes e documente quais áreas precisam de reparo, considerando tanto o nível individual quanto o cenário coletivo da empresa.

Verifique os pontos fracos e fortes

Cada profissional tem personalidade e capacidades distintas, e o projeto individual deve ser planejado de acordo com as necessidades e objetivos de cada um.

Analise as áreas onde o colaborador apresenta boa performance, os setores em que ele precisa se desenvolver, e quais habilidades estão no seu radar.

Tarefas como fazer um PDI são sempre multifacetadas e precisam de visões distintas, então a avaliação pode ser feita diretamente com o profissional. Mas também é interessante abordar os gestores responsáveis por ele, seus colegas e a equipe de recursos humanos para obter o máximo de informações.

Ajude seus colaboradores a traçar as metas

Como desenvolver colaboradores com PDI

Juntamente com o funcionário, estabeleça os objetivos a serem alcançados e um período que esteja de acordo com as metas.

O PDI não é apenas um curso, então pode ser pensado em prazos mais longos, de 90, 180 ou 365 dias, por exemplo.

Essas metas devem beneficiar tanto o profissional como a empresa por meio de novas habilidades, e para definir esses objetivos, dois aspectos precisam ser observados:

  • O impacto que esse aprendizado terá na empresa e na vida do colaborador;
  • O desejo do profissional em desenvolver essa competência.

Sempre que uma habilidade estiver presente nos dois campos, ela deve ser priorizada. Em muitos casos, ela será mais relevante para um dos lados, e será preciso avaliar medidas como o reposicionamento de colaboradores para que ambos se beneficiem.

Crie um plano de ação estratégico

O próximo passo é estabelecer uma estratégia personalizada para cada colaborador de acordo com seus objetivos.

O profissional pode organizar seu próprio PDI com a ajuda de um mentor, gestor de pessoas e da equipe de RH, encontrando a forma mais adequada para alcançar as metas estabelecidas.

Esse plano deve satisfazer tanto o indivíduo quanto a organização, para que os dois possam se dedicar inteiramente à sua execução.

As ferramentas utilizadas podem ser diversos tipos, incluindo palestras, livros, videoaulas, treinamentos, mentorias e, é claro, atividades práticas para desenvolver a habilidade num cenário real.

Defina o cronograma e os prazos

Escolhidas as ações, é hora de montar um cronograma detalhado com os horários e datas que devem ser seguidos.

As atividades são de curto, médio e longo prazo, mas é interessante que elas sejam descritas em partes menores e mais fáceis de mensurar.

Um treinamento de 60 dias, por exemplo, pode ser executado em um módulo por semana, gerando um avanço consistente.

Nem sempre será possível definir o cronograma com precisão, mas é importante ter linhas gerais para medir o progresso. Talvez você não possa agendar o horário de uma tarefa dentro de seis meses, mas pode escolher pelo menos a semana de sua execução.

Acompanhe de perto o desenrolar do PDI

Concluir o planejamento é apenas uma etapa, afinal é preciso fazer com que ele seja bem executado. Esse acompanhamento não deve ser apenas burocrático – verificando se o colaborador assistiu uma aula, por exemplo – e serve para garantir que o avanço teórico está gerando resultados práticos.

Tenha em mente que o foco não é descobrir como fazer um PDI perfeito e sem erros, mas traçar um plano flexível, onde o destino final seja claro, mas os passos para chegar até ele possam se adaptar ao cenário real.

Exemplos de PDI na prática

Exemplos de PDI na prática

Concretizar o PDI exige o uso de diferentes estratégias, dependendo dos objetivos a serem alcançados.

Veja a seguir como pode ser feito.

1 – Acesse conteúdos multimídias

A internet comporta uma enorme variedade de conteúdos dirigidos à capacitação em diferentes áreas e ao desenvolvimento pessoal como um todo.

Esses materiais podem ser encontrados em diferentes formatos, como vídeos, apostilas, podcasts, livros, etc.

O melhor é que muitos são disponibilizados em versão gratuita, facilitando o acesso de todos; mas a empresa também pode investir em pacotes mais completos para ampliar o conhecimento de seus funcionários.

2 – Programe treinamentos e capacitações

Uma maneira de qualificar os colaboradores, estimulando a aquisição de novos conhecimentos e competências, é programar treinamentos e capacitações no ambiente empresarial.

Nessas capacitações os colaboradores terão acesso a técnicas que ajudarão no seu desenvolvimento profissional.

Investindo na educação corporativa – por meio de workshops e programas de mentoria, por exemplo – a empresa terá funcionários mais preparados para acompanhar e desempenhar bem suas tarefas no contexto organizacional.

3 – Estimule projetos práticos, protótipos e simulações

Para ensinar novas habilidades aos colaboradores, ficar apenas na teoria não basta! Como já mencionamos, o que foi aprendido deve ser colocado em prática.

Para que os cursos e formações gerem resultados, os gestores devem estimular os participantes a desenvolverem projetos ao longo do processo.

As ideias para esses projetos podem, inclusive, se basear em problemas existentes dentro do próprio negócio, procurando solucioná-los com os conhecimentos obtidos no treinamento.

Dessa forma, os colaboradores irão demonstrar se o que foi visto na capacitação foi absorvido, além de treinar essas novas habilidades em situações com as quais nunca se depararam antes.

4 – Compartilhe o aprendizado em equipe

Muito do que se aprende vem da experiência e da troca com outras pessoas, portanto, podemos afirmar que o aprendizado é mais efetivo quando acontece em conjunto.

Isso significa que compartilhar ideias e conhecimento são exemplos de PDI essenciais para que toda a equipe adquira várias competências.

Para que essa aprendizagem colaborativa aconteça é importante criar um ambiente e dinâmicas favoráveis ao compartilhamento. Reuniões de brainstorm e uma cultura de feedback, por exemplo, alavancam o potencial dos colaboradores nesse sentido.

Outra maneira efetiva de estimular o aprendizado em equipe é investir em multiplicadores internos, que ajudarão a fazer a gestão e disseminação do conhecimento no ambiente de trabalho.

5 – Exemplo aplicado

Digamos que um colaborador do setor de serviço ao cliente tem o objetivo, no longo prazo, de ocupar cargos de liderança nessa área. No curto prazo, suas metas são melhorar a comunicação e outras competências técnicas no atendimento ao cliente.

O que pode ser feito neste caso?

Como estratégias, a gestão deve realizar capacitações e treinamentos.

O treinamento para desenvolver resiliência, por exemplo, é indispensável para cumprir o objetivo de atender situações difíceis, lidar com problemas e manter a calma durante o serviço.

Em seguida, fornecer feedback sobre o desempenho do colaborador, vindo de gerentes da área de atendimento, irá ajudar a conduzir esses aprendizados.

Esses gerentes também podem realizar mentoria especializada com os aprendizes.

É interessante aplicar simulações de atendimento para avaliar as habilidades adquiridas nos treinamentos e capacitações, e por fim, testar na prática as mudanças geradas, iniciando um novo ciclo de desenvolvimento de acordo com o que for observado.

Vantagens para a empresa

O PDI na empresa é uma estratégia de crescimento empresarial, pois a partir do momento em que é feito um esforço para ajudar no amadurecimento de seus profissionais, há um aumento da sua produtividade e dos resultados na instituição.

Seus principais benefícios para a empresa são:

  • Diminuição da rotatividade, com colaboradores mais valorizados e senso de pertencimento à organização;
  • Funcionários mais motivados no trabalho e produtivos em suas atividades;
  • Equipes com maior qualificação e com alta performance;

Benefícios do PDI para o colaborador

Não só a empresa apresenta resultados com uma boa elaboração de planos de desenvolvimento individual, como também é claro, o próprio colaborador, que irá contar com:

  • Maior confiança e segurança para realização do trabalho;
  • Desempenho dos seus pontos fortes potencializado;
  • Melhora na sua atuação em pontos antes considerados fracos;
  • Desenvolvimento de novas habilidades e aprendizados;
  • Abertura de possibilidades congruentes com o seu novo potencial.

Conclusão

Compreender o conceito de PDI é o primeiro passo para investir no desenvolvimento dos seus colaboradores, aumentando a produtividade, e conquistando benefícios tanto para a equipe quanto para a empresa.

Através de uma plataforma de gestão da inovação, como o AEVO Innovate, você pode coordenar os planos de desenvolvimento, e criar projetos para transformar as novas habilidades em resultados concretos, capitalizando o investimento dedicado à sua equipe.

Fale com um de nossos especialistas e descubra o que mais a AEVO pode fazer pelo seu negócio.

Deixar uma resposta

Assine nossa newsletter

Fique sempre atualizado com nossos conteúdos sobre o universo da Inovação.


    Eu li e concordo com a Política de Privacidade.