Product Owner: o que é e quais as responsabilidades?

O Product Owner (PO) é o elo direto entre a equipe de desenvolvimento e os stakeholders, representando os interesses dos clientes, usuários e outras partes interessadas. Sua principal responsabilidade é garantir que o produto ou projeto atenda às necessidades e expectativas dos stakeholders.

Alinhar criatividade e gestão para transformar ideias em resultados requer um conjunto específico de habilidades, que compõem as características dos profissionais de Product Owner.

Um protagonista no desenvolvimento de produtos e serviços, o PO é responsável por manter a equipe alinhada em direção aos resultados que precisam ser conquistados.

Equilibrando-se entre a visão da empresa e as mudanças vindas das necessidades do consumidor, a função de Product Owner mantém o foco na entrega de valor. 

Profissionais e organizações que desejam elevar sua maturidade em inovação vão encontrar benefícios ao compreender em mais detalhes o que o Product Owner faz, e como ele se destaca de outras posições aparentemente semelhantes. Siga a leitura.

O que é Product Owner?

O Product Owner (PO), ou dono do produto, é o profissional responsável por traduzir a voz dos clientes dentro da organização, fazendo uso de métodos ágeis para desenvolvimento de produtos e projetos.

De forma concisa, o PO sustenta a visão por trás das soluções e mantém o elo entre a equipe de desenvolvimento e as necessidades do mercado.

Esse profissional é o responsável por definir a direção que o produto deve tomar, estabelecer prioridades claras e comunicar as expectativas para a equipe de desenvolvimento.

Em suma, o Product Owner lidera o processo de criação de valor, assegurando que o resultado final esteja alinhado com as demandas do mercado e traga resultados concretos para a empresa.

O PO desempenha um papel decisivo, avaliando as necessidades dos stakeholders, as possibilidades e limitações técnicas e os objetivos de negócios.

Ele não apenas define o que será construído, mas também garante que o time esteja focado no que realmente importa, eliminando desperdícios e entregando valor de forma iterativa e incremental.

Ser um Product Owner bem sucedido requer uma compreensão profunda do mercado, antecipando as necessidades dos clientes e guiando a equipe para construir produtos que resolvam problemas reais.

Ao se posicionar na interseção entre a estratégia e a execução, o Product Owner desempenha um papel fundamental na jornada de transformar ideias em realidade.

Leia mais:
Prova de conceito (PoC): o que é e como fazer?
Gestão de projetos de inovação: o que é e como fazer

A relação entre Product Owner e Scrum

A relação entre o Product Owner e o framework Scrum é intrínseca e crucial para o sucesso de projetos inovadores.

O Scrum, uma das metodologias ágeis mais populares, traz um conjunto estruturado de práticas que visam aprimorar a eficiência, a transparência e a colaboração em equipes de desenvolvimento.

O PO é peça-chave nesse quebra-cabeça, atuando como o condutor da visão, responsável por gerenciar as expectativas dos stakeholders e guiar o time de desenvolvimento.

Na base do Scrum está o conceito de Sprints, ciclos curtos e focados de trabalho, geralmente de uma a quatro semanas.

Nesse modelo, o Product Owner vai definir e acompanhar uma lista de tarefas a serem concluídas, selecionando as que serão executadas no próximo Sprint, com base na prioridade e na capacidade da equipe.

As tarefas não são definidas ao acaso, e surgem da estreita colaboração entre PO e stakeholders, para entender suas necessidades e traduzi-las em histórias de usuário – explicações gerais sobre um recurso que o produto deve possuir.

Os Sprints tem como objetivo integrar uma história específica (ou algumas delas) ao produto em desenvolvimento.

Durante os Sprints, ele se manterá disponível para responder a dúvidas, fornecer esclarecimentos sobre as histórias e tomar decisões rápidas quando surgem problemas ou obstáculos.

Quais as atribuições de um Product Owner?

O papel de Product Owner envolve uma sinfonia complexa de habilidades e responsabilidades, orquestrando a entrega de valor e atuando como a voz dos clientes e stakeholders em projetos ágeis.

Para compreender mais profundamente o que um PO faz, é fundamental mergulhar nas principais atribuições que tornam essa função essencial para o sucesso do desenvolvimento ágil.

Representar os interesses dos stakeholders

O PO é a voz dos clientes, usuários finais, investidores, gestores e outros pilares da empresa. Ele atua como um tradutor habilidoso, transformando expectativas variadas em funcionalidades tangíveis e atraentes no produto final.

Nesse contexto, a capacidade de ouvir e compreender as diferentes perspectivas é uma ferramenta valiosa.

O Product Owner precisa transmitir as prioridades, expectativas e feedbacks dos stakeholders à equipe de desenvolvimento, garantindo que todos estejam alinhados e focados no mesmo objetivo.

O PO, dessa forma, é um estrategista em relação às partes interessadas, sempre atento às mudanças nas expectativas e ao ambiente em constante evolução.

A expertise para compreender e gerenciar essas perspectivas conflitantes é o que o leva a desempenhar um papel tão central na criação de produtos que atendem às demandas reais do mercado e impulsionam o sucesso da empresa.

Definir funcionalidades

Ao avaliar cuidadosamente as diferentes funções possíveis que o produto pode conter, o PO seleciona as que melhor se alinham com os objetivos finais, o escopo do projeto e os recursos disponíveis.

Essa escolha criteriosa é um reflexo do entendimento amplo que o Product Owner tem sobre o produto e seu lugar no mercado.

O foco dessa atribuição é a busca de equilíbrio entre a inovação e a praticidade.

O PO deve manter um equilíbrio delicado entre aspirações ambiciosas e viabilidade concreta. Isso significa avaliar não apenas o potencial de uma funcionalidade de impressionar, mas também sua capacidade de ser implementada dentro dos parâmetros definidos.

Saiba mais: Gestão da inovação: o que é, qual a importância e os pilares

Gestão e refinamento do backlog

O Product Owner não apenas define a direção do desenvolvimento, mas também cria uma estrutura que guie a equipe de forma eficiente.

Essa estrutura é representada pelo backlog, uma lista ordenada de tarefas e funcionalidades que impulsionam o progresso do projeto.

A gestão e o refinamento desse backlog são as ferramentas do PO para manter a jornada ágil na direção certa.

A gestão do backlog deve estar sintonizada com as tendências emergentes e as demandas dos stakeholders, para garantir que as ações escolhidas estejam alinhadas com a visão geral.

O refinamento do backlog é uma prática constante, onde o PO avalia cada tarefa, removendo arestas desnecessárias e aprimorando detalhes.

Essa atividade meticulosa torna as ações mais compreensíveis para a equipe de desenvolvimento e reduz a ambiguidade.

Planejar e executar os sprints

Antes dos Sprints, o Product Owner desempenha o papel de treinador e estrategista, definindo quais partes do backlog serão abordadas.

Essa fase envolve escolhas estratégicas baseadas na prioridade das tarefas, nas metas do projeto e nos recursos disponíveis.

Durante a sua execução, ele passa a atuar como o guardião do objetivo.

O PO garante que a equipe esteja alinhada com as tarefas escolhidas e trabalhando em harmonia para alcançar o resultado desejado.

Além disso, ele também desempenha um papel de facilitador, eliminando obstáculos e mantendo a comunicação fluida entre todos os membros envolvidos.

Alinhar a comunicação

O Product Owner é responsável por fazer com que todos os membros da equipe compreendam suas responsabilidades e o que se espera deles durante um sprint.

Ele facilita reuniões, esclarece dúvidas, coleta feedback e garante que todos tenham uma visão clara do que está acontecendo e do que é necessário.

Essa transparência e coordenação são vitais para a tomada de decisões informadas e para evitar desvios desnecessários.

Agindo desse modo, o PO ajuda a evitar mal-entendidos e alinha as expectativas, permitindo que a equipe funcione de maneira coordenada.

Além disso, o PO é o ponto de contato para a comunicação com os stakeholders, que podem ser clientes, usuários finais ou outras partes interessadas. Ele traduz as complexidades técnicas em linguagem acessível, garantindo que as informações cruciais sobre o progresso do projeto sejam comunicadas de maneira clara e compreensível.

Avaliar as entregas

Também é papel do Product Owner avaliar se o que foi entregue está alinhado com as expectativas e os objetivos do projeto.

Ao fim de um sprint, o PO realiza uma análise minuciosa em relação aos critérios estabelecidos.

Ele avalia se as funcionalidades atendem aos requisitos e se atendem às necessidades dos stakeholders.

Com base nessa avaliação, o Product Owner toma decisões cruciais. Ele pode validar a entrega, considerando-a pronta para o próximo passo, ou identificar ajustes e melhorias necessárias.

Essa avaliação direciona o caminho da inovação, garantindo que o projeto continue a evoluir.

Diferenças de Product Owner e Product Manager

Embora os títulos possam soar semelhantes, os papéis de Product Owner (PO) e Product Manager (PM) em uma equipe de desenvolvimento têm diferenças significativas em suas responsabilidades e foco.

Product Owner

Como já vimos, o PO é o elo direto entre a equipe de desenvolvimento e os stakeholders, representando os interesses dos clientes, usuários e outras partes interessadas.

Sua principal responsabilidade é garantir que o produto ou projeto atenda às necessidades e expectativas dos stakeholders.

O Product Owner trabalha de perto com a equipe de desenvolvimento para priorizar as funcionalidades do produto, definir os requisitos detalhados e garantir a entrega de valor a cada sprint.

Ele é o guardião da visão do produto, tomando decisões rápidas e orientando a equipe para criar algo que resolva problemas reais.

Product Manager

O PM, por outro lado, está mais focado na estratégia de longo prazo do produto e no seu posicionamento no mercado.

Ele trabalha para entender o mercado, identificar oportunidades, definir a visão geral do produto e elaborar uma estratégia para alcançar os objetivos de negócios.

O Product Manager considera as necessidades dos clientes, as tendências do mercado e a concorrência para criar uma visão abrangente do produto.

Além disso, o PM é responsável por definir a estratégia de lançamento, marketing e comercialização do produto, bem como acompanhar seu desempenho no mercado e fazer ajustes conforme necessário.

À medida que um projeto evolui e amadurece, o Product Owner pode desenvolver uma compreensão mais profunda das necessidades do mercado, estratégias de negócios e oportunidades de crescimento.

Esse aprendizado abre as portas para que ele assuma o papel de PM, se concentrando em aspectos de marketing, posicionamento e estratégia de longo prazo.

Da mesma forma, um Product Manager pode optar por se envolver mais diretamente no desenvolvimento e na execução, tornando-se um PO.

Essa mudança pode ser motivada pela vontade de ter um papel mais ativo na construção do produto, alinhando o desenvolvimento prático à sua visão global.

Como obter a certificação de Product Owner?

Obter a certificação de Product Owner é uma ótima maneira de validar suas habilidades e conhecimentos na área, demonstrando comprometimento com as melhores práticas e padrões reconhecidos internacionalmente.

Existem várias opções de certificações voltadas para Product Owners, sendo as mais reconhecidas e amplamente aceitas:

Certified Scrum Product Owner (CSPO)

Oferecida pela Scrum Alliance, essa certificação é uma das mais populares para Product Owners.

O CSPO abrange conceitos fundamentais do Scrum e explora as responsabilidades do Product Owner em detalhes.

Para obter essa certificação, você precisará participar de um curso oficial CSPO ministrado por um Certified Scrum Trainer (CST) e passar por uma avaliação.

Professional Scrum Product Owner (PSPO)

Essa certificação é oferecida pela Scrum.org e também é altamente respeitada.

A certificação PSPO está disponível em três níveis: PSPO I, PSPO II e PSPO III, com cada nível avaliando diferentes níveis de conhecimento e experiência.

Para obtê-la, você precisa passar na avaliação online correspondente ao nível escolhido.

Product Management Certification

Além das certificações focadas exclusivamente em Scrum, existem outras certificações mais abrangentes em gestão de produtos que também podem ser relevantes para Product Owners.

Essas certificações geralmente abordam uma variedade de tópicos relacionados à gestão de produtos, incluindo estratégia, desenvolvimento, marketing e lançamento.

Conclusão

O papel do Product Owner traz um diferencial para garantir o sucesso de projetos e a entrega de produtos que atendam às necessidades dos clientes e do mercado.

A habilidade em representar os interesses dos stakeholders, definir funcionalidades, priorizar tarefas, alinhar a comunicação e avaliar entregas é crucial no ambiente ágil de desenvolvimento de produtos.

Para equilibrar as diversas funções e não perder o controle sobre os aspectos fundamentais do projeto, você pode contar com ferramentas tecnológicas.

Especialmente dedicado a Gestão da Inovação e Estratégia, o AEVO, é uma solução de inovação de ponta a ponta, da consultoria a tecnologia através de sua plataforma, que permite todo o gerenciamento de projetos e iniciativas de inovação.

Por meio da consultoria de inovação, é possível desenhar e executar projetos de inovação atendendo as principais necessidades e expectativas das empresas.

Já através da plataforma, você pode otimizar o processo de desenvolvimento, coordenação da equipe, priorização de tarefas e obtenção de insights valiosos para impulsionar sua jornada como Product Owner.

Fale com um dos nossos especialistas e saiba como a One-Stop Shop da AEVO pode ajudar seu negócio.

Livia Nonato

Formada em Jornalismo pela Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF), atua na área de marketing, content e SEO há quatro anos, tendo como principal foco a otimização para mecanismos de busca, gestão e crescimento dos canais de aquisição orgânico, performance e growth. Experiência e conhecimento em SEO para empresas B2B e produtos complexos. Atualmente, é analista de SEO na AEVO e aborda temáticas de inovação e tecnologia como redatora do blog AEVO.

Compartilhe o post

Facebook
LinkedIn
Twitter
WhatsApp
Email

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Sidebar versão 2 para o copy AEVO One-Stop Shop de Inovação

Assine nossa newsletter

Fique sempre atualizado com nossos conteúdos sobre o universo da Inovação.