Entenda o que é saúde financeira e porque ela necessita da sua atenção

saúde financeira

Você já ouviu falar em saúde financeira? Há algum tempo o termo tem sido bastante utilizado para designar o equilíbrio nas finanças pessoais como peça fundamental para uma vida bem-sucedida. E isso vai além de apenas não possuir dívidas.

A criação de um presente financeiro sólido faz mais do que aliviar o estresse causado pelas dívidas, e ajuda a estabelecer a base para um futuro financeiro estável e seguro. Sendo assim, neste artigo, realizado através de uma parceria entre AEVO e Xerpa, você vai conferir:

  • O que é saúde financeira?;
  • Por que se preocupar com a saúde financeira?;
  • Como saber se a sua saúde financeira pessoal está bem?;
  • Dicas para manter a saúde financeira em dia.

Esses e outros detalhes sobre o assunto, serão abordados a fim de ajudar na manutenção da sua saúde financeira.

Boa leitura!


O que é saúde financeira?

Para entender a importância de manter a saúde financeira em dia, é preciso compreender exatamente o que este termo significa. Basicamente, a saúde financeira avalia o estado geral da vida financeira de um indivíduo ou de uma empresa.

Ela mede sua capacidade de atender às próprias necessidades financeiras, além de se preparar para situações inesperadas que demandam dinheiro. A saúde financeira leva em consideração aspectos como ganhos, despesas, dívidas, patrimônio, planejamento, entre outras questões ligadas a finanças.

Entretanto, apesar de parecer algo simples, manter uma saúde financeira pessoal equilibrada é menos comum entre a população do que deveria ser. Segundo dados da Agência Brasil, 79,4% das famílias brasileiras utilizam o cartão de crédito, item que é visto como a principal modalidade de endividamento dessas famílias.


Por que se preocupar com a saúde financeira?

O estresse e a ansiedade causados pelo acúmulo de problemas financeiros são reais. E a maioria das pessoas já sentiu isso em algum momento. A preocupação sobre ter dinheiro suficiente para arcar com todas as contas, e ainda conseguir manter um planejamento financeiro para o futuro, pode causar sentimentos ruins que afetam a própria saúde física.

Cada pessoa é afetada de maneira diferente ao apresentar uma saúde financeira precária, mas questões de saúde mental e física podem ser realmente comprometidas de várias maneiras.

Em geral, especialistas afirmam que sentimentos negativos ou ansiosos em relação às finanças pessoais podem prejudicar a vida social e os relacionamentos, além de afetar o foco e diminuir a qualidade do sono.

Uma boa saúde financeira, por outro lado, traz diversos benefícios. O bem-estar financeiro reduz ou elimina o estresse e problemas associados, como depressão, ganho de peso e até mesmo doenças cardíacas. Além disso, há uma melhora significativa nas relações pessoais e profissionais do indivíduo.

Outros benefícios de manter a saúde financeira em dia incluem melhorias no estilo de vida, estabilidade a longo prazo, e a possibilidade de contribuir para o bem-estar da comunidade.


Como saber se a sua saúde financeira pessoal está bem?

Embora os especialistas financeiros tenham elaborado algumas diretrizes que funcionam como indicadores de saúde financeira, a situação difere de pessoa para pessoa. Sendo assim, a recomendação geral para identificar como está a saúde financeira pessoal é que cada indivíduo desenvolva seu próprio plano financeiro para garantir que seus objetivos de vida sejam alcançados.

Alguns aspectos, porém, devem ser levados em consideração. Primeiramente, é fundamental fazer uma avaliação bastante realista de como está a sua situação financeira no momento. Isso inclui avaliar itens como o quanto de dinheiro entra todos os meses, o quanto sai, se há alguma poupança, quais são as despesas fixas, quais são as dívidas, etc.

Para facilitar o processo, responda a perguntas como:

  • Eu consigo cobrir minhas despesas mensais apenas com o dinheiro que entra no mês?
  • Tenho saldos altos de cartão de crédito que não consigo pagar integralmente?
  • Utilizo de produtos financeiros como cheque especial ou empréstimo para cobrir minhas necessidades financeiras?
  • Eu conseguiria cobrir minhas necessidades financeiras se tivesse uma despesa inesperada?
  • Como ficaria a minha vida financeira caso eu tivesse uma perda de receita?

Essa avaliação ajudará a identificar a capacidade de reduzir ou manter o mesmo nível de suas despesas.

Outro ponto importante é identificar se o estresse financeiro está prejudicando sua saúde física ou mental.


Dicas para manter a saúde financeira em dia

O primeiro passo para melhorar sua saúde financeira está ligado à avaliação da sua situação atual. É através dessa observação que é possível ter uma visão realista de suas receitas, despesas e dívidas.

Assim, destacamos algumas dicas que ajudam a colocar a saúde financeira em dia e garantem o bem-estar nessa área tão importante da vida de todos nós.


Defina o seu orçamento

O orçamento é a ferramenta mais básica e valiosa para manter o bem-estar financeiro. Indivíduos, empresas e até mesmo países o usam para orientar seus gastos. Ele mostrará exatamente para onde seu dinheiro está indo, o que facilita saber o que precisa ser modificado.

Para que o seu orçamento seja eficaz, considere seus hábitos financeiros atuais antes de planejar o futuro. Isso dá a você uma visão clara dos itens nos quais você deve gastar, incluindo aluguel, impostos, alimentação e demais despesas básicas.


Diferencie necessidades e desejos

É muito mais fácil fazer melhores escolhas de gastos se você for capaz de diferenciar suas necessidades em relação aos seus desejos. Pense primeiro nas suas prioridades e nas coisas de que precisa para sobreviver, como os gastos com a casa, alimentação, transporte e cuidados de saúde.

É claro que algumas coisas, como roupas, por exemplo, também podem ser consideradas uma necessidade. Porém, gastar muito com isso definitivamente não é um item imprescindível para a sobrevivência, não é mesmo?


Não gaste mais do que você ganha

Pode ser um pouco mais difícil seguir essa regra, especialmente quando você não recebe muito, mas pense como gastar mais do que ganha é prejudicial para a sua saúde financeira. Viver além de sua capacidade de ganho nunca o levará a lugar nenhum.

Montar um orçamento realista ajuda também neste quesito, para que você consiga viver dentro de suas possibilidades, cumprindo justamente o orçamento proposto.


Pague as dívidas

Se você tem dívidas com juros altos, como empréstimos ou cartões de crédito, é necessário eliminá-las para garantir o bem-estar financeiro. É claro que essa redução das dívidas pode ser feita de forma gradual.

Elabore um plano para reduzir suas dívidas, como consolidar os saldos do cartão de crédito em um único cartão, por exemplo. O importante é que você possa pagar todas as suas dívidas, e que a solução esteja dentro do seu orçamento.


Crie um fundo de emergência

Um fundo de emergência, ou fundo de reserva, é uma quantia de dinheiro reservada para cobrir despesas inesperadas que possam surgir em uma emergência financeira. Um exemplo seria a necessidade repentina de bancar custos com remédios na família.

É importante ter um fundo de emergência para que você possa cobrir as despesas necessárias que vão além do seu orçamento mensal, sem ter que se endividar para isso.


Acompanhe o seu progresso

É importante que você acompanhe a melhoria de sua saúde financeira. Para isso, vale utilizar planilhas para avaliar se você está cumprindo as metas financeiras propostas. Se você achar que as planilhas são muito complexas, há vários aplicativos que podem ser facilmente baixados para uso.

Com um maior controle das suas finanças, fica mais fácil conferir no final de cada mês, trimestre ou ano, como a sua saúde financeira pessoal tem progredido.


Busque formas de incrementar suas economias

Nem sempre é fácil separar uma certa quantia de dinheiro para economizar, especialmente quando você tem uma longa lista de contas esperando para serem pagas no final do mês. Assim, uma forma de aliviar o peso das finanças é buscando formas de incrementar a sua renda mensal.

Investir na capacitação profissional ou ainda procurar fontes de renda extra pode ser um caminho que ajuda a incrementar o seu retorno financeiro mensal.

Lembre-se que manter o bem-estar financeiro também ajuda a melhorar seus relacionamentos pessoais. Por isso, não deixe de compartilhar este conteúdo com seus amigos nas redes sociais!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *