Scamper: o que é e como estimular criatividade e inovação

scamper

Criatividade e inovação são dois conceitos muito conectados um ao outro. Afinal, a primeira é uma ótima forma de promover a segunda. Mas, a criatividade precisa também ser incentivada e, uma das maneiras de fazer isso é utilizando o método Scamper.


O que é o Scamper?

O Scamper foi desenvolvido por volta de 1970 pelo autor Bob Eberle, em seu livro chamado Scamper.No entanto, o método era indicado apenas para desenvolver a criatividade em crianças. Hoje, o mundo dos negócios utiliza a ferramenta como uma maneira de guiar brainstormings e para incentivar a geração de ideias inovadoras.

A estrutura do Scamper é sequencial, sendo que, o nome é uma sigla, em que cada letra indica uma fase do processo, proporcionando visualizar o projeto de diversos aspectos.


Como aplicar o método Scamper?

Neste método, o objetivo final é solucionar um problema específico da empresa. Por isso, a primeira etapa é identificar o problema; depois é preciso definir o objetivo do time.

scamper

Assim que o objetivo é definido, você deve começar a seguir a sequência do Scamper:


Substituir

Essa é uma fase para análise do processo de desenvolvimento do seu produto ou serviço e se perguntar se há algum recurso que pode ser alterado. Você deve considerar substituir parte do seu processo de produção, como materiais, operações; ou ainda substituir o seu produto ou serviço.


Combinar

Na segunda etapa do Scamper, deve ser levantada a possibilidade de ocorrer uma combinação entre produtos os serviços para que surjam novas oportunidades. Dessa forma, todo o time será incentivado a pensar em junções fora dos padrões esperados e então criar soluções inovadoras, melhorando o desempenho da empresa no mercado.


Adaptar

Aqui você deve começar a pensar outros contextos em que seu produto ou serviço poderia estar inserido, mas não está. Pense em adaptações que podem ser feitas para que ele tenha novas funcionalidades. Uma outra aplicação desse conceito é a adaptação de rotinas das equipes, pense em como os processos internos podem ser otimizados.


Modificar

Nessa etapa, o seu time deve questionar quais aspectos do seu produto ou serviço pode ser intensificado, reduzido (ou removido) ou alterado. Esses aspectos podem ser cor, aroma, formato e até mesmo o significado. Discutam o que pode ser mudado, e de qual maneira, para que o resultado desejado seja atingido.


Propor

A 5° etapa do Scamper consiste em questionar se, de fato, todo o potencial do produto (ou serviço) está sendo explorado. É possível aplicar um processo em um mercado diferente? Existe um outro público-alvo que pode fazer uso do seu produto? Essa pode ser uma fase difícil, pois é quando todos devem pensar fora da caixa, e propor ideias que podem sair do core business da empresa

Leia também: Inovação radical: Tudo que você precisa saber!


Eliminar

O propósito dessa fase é encontrar pontos que estão em excesso, para que, ao final, o processo seja simplificado. Além disso, o Scamper também indica que nessa fase, o time analise se existem produtos ou serviços que podem ser eliminados. Então vocês devem fazer essa pergunta: “Se o meu produto (ou serviço) deixasse de existir, faria diferença para a empresa?” Se a resposta for negativa, você deve eliminá-lo, pois ele gasta tempo, dinheiro e produtividade da organização e dos colaboradores.

Leia também: Six Sigma: Tudo que você precisa saber!


Reorganizar

Na última etapa da metodologia, as soluções para os problemas identificados já surgiram, então é preciso repensar a cadeia de produção e levantar hipóteses das consequências dessa reordenação.


O Scamper é eficaz?

É possível que alguns gestores e líderes fiquem inseguros de aplicar o Scamper nos seus negócios, afinal, não é um método tão conhecido como o Design Thinking ou as Metodologias Ágeis.

No entanto, uma grande vantagem da utilização dessa metodologia é a sua duração. Ele é finalizado muito rapidamente, pois é um processo de geração de ideias, e não aplicação delas.

Além disso, ele não precisa de altos investimentos para acontecer. Então, se algo não deu certo na primeira vez, o time pode se reunir e fazer o processo de novo, sem dar prejuízos para a empresa.


O que fazer depois do Scamper?

Como você já sabe, o Scamper é uma metodologia para geração de ideias. Mas, em algum momento, essas sugestões devem ser validadas e colocadas em prática.

Para fazer isso, é preciso analisar as o que foi proposto e selecionar as melhores soluções para alcançar o objetivo definido.

Uma maneira de otimizar esse processo é fazer uso de um fluxo de aprovação de ideias, assim o processo fica mais claro e mais rápido. Utilizar um software de intraempreendedorismo é uma ótima solução para essa etapa, pois todos os processos do fluxo já estão criados.

Depois, só é necessário aplicar a sugestão selecionada.


Conclusão

No cenário do mercado atual, tomar decisões assertivas rapidamente tornou-se fundamental para sobrevivência de qualquer negócio. O Scamper possibilita essa realidade.

Além disso, utilizar ferramentas que fomentam o dinamismo e a criatividade das equipes incentiva a cultura de inovação na empresa.

Para que o seu negócio se desenvolva ainda mais, você pode aliar o Scamper ao AEVO Innovate, o maior software de gestão da Inovação da América Latina. Analise, selecione e coloque em prática as ideias levantadas com os colaboradores. Fale com um de nossos especialistas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *