Saiba quais são as principais tendências de marketing para 2021

tendencias-de-marketing

A mudança de comportamento do público, em razão da pandemia causada pela Covid-19, e a crescente digitalização de processos, culminaram em algumas tendências de marketing que prometem mudar a forma como nos relacionamentos com as nossas marcas preferidas, além dos produtos e serviços que consumimos.

Algumas tendências de marketing para 2021 culminam em melhorias significativas para a experiência do usuário. Elas são justificadas pela necessidade crescente de mais comodidade, segurança e facilidade no acesso às informações, produtos e serviços, em razão do distanciamento social.

Com a pandemia causada pela Covid-19 e as consequentes medidas de contenção contra a disseminação do vírus, que incluem a suspensão de atividades presenciais não essenciais, muitas empresas se viram obrigadas a acelerar mudanças há algum tempo previstas: a digitalização de processos e, principalmente, a garantia de visibilidade da sua marca online.

Todas elas ressignificaram o modo com o qual os clientes se relacionam com as suas marcas preferidas. Nesse contexto, o Marketing Digital tornou-se ainda mais essencial: ter um site ou contas em várias redes sociais não garantem a visibilidade da sua marca. Pelo contrário, a sua empresa será apenas mais uma em um mercado em ascensão e cada vez mais competitivo.

Neste artigo, ressaltamos essas boas práticas que se tornaram tendências de marketing para que a sua empresa não se atrase e perca market share, quando deveria reforçar sua estratégia de branding. Veja as seguintes tendências, a seguir:

  • Uso de conteúdo interativo
  • Novos modelos de marketing
  • Diferentes formas de interação com o público
  • Aplicação do novo Core Web Vitals

Uso de conteúdo interativo

O conteúdo interativo é uma grande tendência de Marketing. Ele encanta os usuários, tem grande potencial viral — aumenta o número de compartilhamentos, curtidas e visualizações — garante altas taxas de engajamento e, consequentemente, maior tempo de permanência dos usuários nos pontos de contato da empresa.

Maior tempo de permanência significa aos motores de pesquisa altas taxas de satisfação dos usuários na página. Isso também favorece o SEO (Search Engine Optimization) e o ranqueamento desses pontos de contato em motores de pesquisa.

Estudo mostra que 93% dos profissionais de marketing consideram que o conteúdo interativo é altamente eficaz para a qualificação de leads e as conversões de clientes em potencial. Esse tipo de conteúdo gera o dobro de conversões, se compararmos aos conteúdos tradicionais, caracterizados, principalmente, pelo uso passivo dos usuários.

Existem inúmeras ferramentas que automatizam a criação e publicação de conteúdos interativos, mas também é importante ter uma boa equipe de design e planejamento para garantir o sucesso da estratégia.


Novos modelos de marketing

O Marketing de Conteúdo é uma das estratégias do Inbound Marketing que, nos últimos anos, foi largamente disseminado como melhor forma de garantir a fidelização dos clientes em longo prazo. Entretanto, outros modelos elevam a qualidade da experiência do público, porque estão intimamente associados com a forma como compramos e nos relacionamos com as nossas marcas preferidas.

O Marketing de influência, por exemplo, gera ótimos resultados para as empresas, uma vez que cria uma prova social e convence os usuários em seus processos de consumo. Certamente, você já ouviu falar em influenciadores digitais — 87% dos usuários da Internet se inspiram nas recomendações deles antes de realizar uma ação relacionada à compra ou uso de produtos e serviços.

Já o Marketing de comunidades pode ser o que falta para a sua empresa fidelizar os seus clientes de uma vez. Esses ambientes são extremamente amigáveis, em que os usuários trocam informações e experiências relevantes para garantir a máxima usabilidade de produtos e serviços que adquiriram.

Esse também pode ser um excelente canal de contato para divulgação de novidades e promoções. Além disso, permite oferecer descontos exclusivos e receber feedbacks, mesmo os negativos, antes que eles sejam publicados em redes sociais sem monitoramento.


Diferentes formas de interação com o público

De tempos em tempos, surgem novas redes sociais e formas de interação das marcas com o seu público. Descrevemos algumas, a seguir.


Clubhouse

Criado por Paul Davison e Rohan Seth, o ClubHouse é uma plataforma de áudio e uma grande tendência de marketing, e pode ser usado pelas empresas que desejam se aproximar de seus clientes. A rede social é restrita aos usuários da Apple. Eles recebem um convite de outros usuários já cadastrados e podem participar de diferentes salas de bate-papo.

Acompanhando a crescente demanda de podcasts, o sucesso do ClubHouse também se deve a essa restrição de acesso, que aumenta a percepção de valor dos usuários. Além disso, o fato de usar a rede social simultaneamente à realização de outras atividades favorece a usabilidade do consumidor 4.0., caracterizado pela multiplicidade.

A plataforma em áudio restringe a reação midiática associada a outras redes sociais, mas isso não impede que empresas participantes criem salas com conteúdo relevante para entreter e informar um público em potencial.


Stories

O Stories do Instagram é largamente usado para a divulgação de estratégias de marketing. Diariamente, mais de 400 milhões de usuários publicam conteúdos em suas contas na rede social, e esse volume pode aumentar consideravelmente em 2021 — pode ser responsável por cerca de 80% das publicações.

Caracterizados pela sua efemeridade, os Stories desaparecem em 24 horas, mas podem melhorar os resultados em longo prazo de qualquer estratégia de Marketing Digital Isso porque têm alto potencial de visualizações, aumentam em 30% o número de cliques e fornecem dados para acompanhamento dos resultados em tempo real.

A importância do uso de Stories em uma estratégia é tamanha que, em 2020, o Google anunciou um plugin para a criação de Web Stories no WordPress para revolucionar o modo como os criadores de conteúdo disponibilizam informações na Web.


DIY e tutoriais

Os tutoriais e conteúdos DIY (Do it Yourself, ou faça você mesmo, em português) educam a audiência das marcas, têm alto potencial viral e fornecem conteúdos bastante envolventes para melhorar a confiança e o engajamento dos usuários em redes sociais.


User Generated Content (UGC)

O conteúdo gerado e publicado pelo usuário é outra forma de atestar a confiabilidade e a qualidade de um produto ou serviço em pontos de contato da marca com o público. É, assim como o marketing de influência, uma prova social que estimula o consumo, o reconhecimento da marca e a fidelização. 


Lives

As lives chegaram para suprir uma demanda do confinamento, mas vieram para ficar. Essa tendência de marketing também garante mais engajamento dos usuários em qualquer plataforma, desde sites especializados até as redes sociais — atualmente, é possível fazer lives no Instagram, Facebook, YouTube, Twitter e até no LinkedIn.

O modelo de exibição também permite acompanhar as reações do público em tempo real, e o Used Generated Content (comentários e outras formas de participação) ajuda a direcionar as ações dos próprios apresentadores.


TikTok, Reels e Kwai

As redes sociais TikTok, Reels e Kwai são muito recentes, mas estão em crescente ascensão. Elas se tornaram grandes tendências de Marketing Digital para 2021 porque os conteúdos publicados nesses canais têm grande potencial viral.

Entretanto, a estratégia deve ser bem delimitada, uma vez que o público é, em sua maioria, formado por millennials. Logo, não deve ser o foco de empresas que não têm as características desse grupo em sua persona.


Aplicação do novo Core Web Vitals

Os Core Web Vitals são elementos que embasam as classificações em motores de pesquisa. Por isso, devem ser considerados para garantir visibilidade e conversões na Internet.

O principal pilar da aplicação desses elementos é a experiência do usuário. Conforme falamos, os search engines valorizam e evidenciam em seus resultados as páginas que promovem usabilidade, responsividade, segurança e velocidade. Por isso, o Google lançou três métricas para acompanhar a adequação das páginas:

  • Largest Contentful Paint (LCP): intervalo entre o clique inicial do usuário e o momento em que uma página é carregada pela primeira vez;
  • First Input Delay (FID): tempo em que uma página demora para receber as interações do usuário;
  • Cumulative Layout Shift (CLS): elementos presentes no layout que podem dificultar ou favorecer a experiência do usuário na página.

Além dessas métricas, o novo Core Web Vitals valoriza sites que atendem aos seguintes requisitos: 

  • responsividade, ou seja, compatibilidade com diferentes tamanhos de tela dos dispositivos usados para acessar os conteúdos;
  • segurança na navegação, que exige a adoção de medidas de mitigação de fraudes e contenção de atividades maliciosas para evitar o comprometimento de dados sensíveis;
  • diretrizes rígidas para anúncios intersticiais intrusivos, como pop-ups e banners, que interferem significativamente na experiência de visitação da página.

Conforme você pode ver, as tendências de marketing estão relacionadas, principalmente, com a melhoria contínua da experiência dos usuários na página, por meio do oferecimento de requisitos mínimos de qualidade de navegação. Entre eles, velocidade, segurança e usabilidade, mas também, a disponibilização de conteúdos diferentes, que têm maior capacidade de encantamento e entretenimento dos usuários.

Agora que você sabe a importância de adequar o seu negócio a essas tendências de marketing, que tal descobrir como fazer um bom plano de marketing para a sua empresa?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *