REALIDADE AUMENTADA: APLICAÇÃO EM PLANTAS INDUSTRIAIS

A tecnologia desempenha hoje um papel fundamental na vida de todas as pessoas. Ainda que existam aqueles que não utilizem smartphones e GPS todos os dias, eles também são impactados de alguma forma o tempo todo.

Por esse motivo, a modernização de plantas industriais é essencial e gestores devem buscar cada vez mais, novas alternativas para seguir conquistando clientes e manter o seu processo produtivo atualizado.

Em um contexto de indústria 4.0, utilizar a realidade aumentada pode ser bastante útil. Afinal, uma tecnologia que promete revolucionar a forma como pessoas interagem com o espaço físico e virtual, tem tudo a ver com a proposta de inovação constante da indústria 4.0.

Em poucas palavras, realidade aumentada é uma união do mundo real com o virtual, que se torna possível através da utilização de um marcador do mundo físico (como uma webcam ou smartphone). É importante existir também um sistema de geolocalização para que a interação do físico com o virtual seja o mais real possível.

Interessado em entender mais sobre realidade aumentada e saber algumas aplicações industriais que podem ser utilizadas? Neste artigo você vai entender melhor sobre o assunto!

Realidade aumentada x Realidade virtual

Estes dois conceitos são bastante falados como promessas de inovação na comunicação e diversão, e muitas vezes considerados uma coisa só. Mas esta mistura está equivocada. Cada uma das tecnologias é diferente e são utilizadas de maneiras distintas, podendo ser complementares.

A realidade virtual é sobre um mundo digital. Esta tecnologia acontece quando imagens reais são substituídas por conteúdo gerado por um computador. De certa forma, é um ambiente “falso”, mas que pode se tornar interativo conforme o usuário move as mãos, sendo possível até manipular objetos.

A realidade aumentada por sua vez, é sobre o mundo real. Trata-se de uma tecnologia que possibilita sobreposição de objetos, informações e gráficos em uma localização específica. Para que a realidade aumentada aconteça de forma correta é preciso que exista uma interação entre o mundo real, e as novas informações projetadas na localização em questão. Um grande exemplo de realidade aumentada é o jogo “Pokémon Go” lançado em 2016, que baseado na localização do jogador, cria um mundo virtual na tela do celular. Assim é possível que as pessoas mesmo “presas” no mundo físico, tenham uma interação com um mundo virtual através de um dispositivo móvel.

Como utilizar a realidade aumentada

A realidade aumentada pode ser utilizada para diversas áreas e objetivos. Desde jogos e ambientes de entretenimento, até projeções na área da medicina e maquinário industrial.

Esta tecnologia pode, por exemplo, auxiliar em auditorias de chão de fábrica, tornar manutenção de equipamentos mais ágeis e simplificar o processo de fabricação de carros.

São comuns os casos em que uma realidade aumentada foi desenvolvida com um objetivo, mas acabou sendo utilizada para outro. Foi o que aconteceu com o Kinect da Microsoft. Ele foi lançado primeiramente como parte do console de videogame Xbox. Porém, a tecnologia utilizada (sensores de infravermelho para escanear o ambiente) acabou sendo muito bem vista por cientistas e pesquisadores que utilizam o Kinect como ferramenta de trabalho nos dias de hoje.

Aplicação da realidade aumentada em indústrias

Em um cenário industrial, é possível imaginar aplicações de realidade aumentada quando pensamos em processos produtivos com diversos tipos de maquinário e variáveis que se conectam.

Nesse sentido, é importante que exista Integração dos Sistemas envolvidos na linha de produção, para garantir maximização de resultados.

Os mecânicos, eletricistas e operadores do chão de fábrica, bem como seus gestores responsáveis por garantia de processos eficientes, se beneficiariam e muito em ter acesso a uma projeção em 360º de um motor, não é mesmo? Assim seria possível avaliar problemas e realizar auditorias preventivas.

Utilizando aplicativos e acessórios de realidade aumentada para visualização de dados disponíveis pela Internet das Coisas (IoT) os colaboradores podem utilizar câmeras em pontos específicos de uma máquina para revelar dados em tempo real sobre fatores como umidade, temperatura e outros.

Além destes exemplos, trazemos abaixo algumas aplicações reais de RA em indústrias, que contam com a tecnologia como parte dos seus processos.

Exemplos do uso de realidade aumentada:

A Tetra Pak é uma empresa líder na produção de equipamentos para embalagens de alimentos e bebidas, e tem utilizado os óculos de realidade mista – virtual e aumentada – da Microsoft (o Hololens) na sua linha de produção para realizar consultas ou eventuais intervenções nos processos de forma remota, porém como se estivessem no local.

Com a tecnologia, é possível visualizar uma máquina que está com problemas e auxiliar o funcionário responsável pelo seu funcionamento a realizar o conserto. Os resultados são positivos e é possível perceber redução de tempo de parada de maquinário, bem como aumento de produtividade.

Outro exemplo é da Ford, que utiliza os mesmos óculos Hololens da Microsoft para realizar desenvolvimento de carros em fábricas distantes. Com os óculos, moldes que antes precisavam ser confeccionados em argila, e tamanho real, hoje não são mais necessários pois é possível observar as peças “ao vivo”.

Ainda dentro da indústria automobilística, a Toyota também utiliza a tecnologia do Hololens para otimizar processos que antes seriam realizados em 8 horas por 2 funcionários, e que hoje pode ser feita por apenas 1 pessoa, em 4 horas de trabalho.

4 benefícios claros da utilização de Realidade Aumentada nas indústrias:

Em resumo, é possível perceber claramente alguns benefícios da utilização da RA em indústrias. São eles:

  1. Auditoria em rotas de inspeção
  2. Manutenção Preventiva
  3. Otimização da linha de produção
  4. Aumento de produtividade

Tendências de realidade aumentada e realidade virtual no meio industrial

1. Desenvolvimento de protocolos e estruturas universais

Como a tecnologia se modernizará cada vez mais, as indústrias precisarão criar protocolos universais para garantir que a realidade aumentada estará de acordo com normas de segurança e ética das empresas.

2. Área de serviços pós venda

A partir da implementação de realidade aumentada e realidade virtual, será possível um relacionamento com clientes completamente diferente do que existe hoje.

Algumas indústrias já incluem informações “extra” de seus processos produtivos, e busca por qualidade de produção em QR Codes nas embalagens, por exemplo.

Porém, uma grande tendência é que, com a popularização de óculos de RV e RA, os clientes possam interagir cada vez mais com o produto final que adquiriram.

3. O desenvolvimento de realidade aumentada impulsionará a realidade virtual

Há quem diga que a tecnologia de RV se prende a jogos e ambientes fechados pois não pode ser utilizada de outra forma.

Pois bem. Quando uma das tecnologias realmente entrar nos ambientes industriais e chegar ao consumidor final, assim como aconteceu com celulares, a outra possui a tendência de crescer exponencialmente.

Assim, a experiência que as pessoas terão com as tecnologias será ilimitada.

Conclusão

Você já está ansioso para viver essa tecnologia toda no dia a dia das indústrias e consumidores de produtos?

De fato a realidade aumentada tem muito a crescer, e aplicações industriais podem ser o grande avanço desse desenvolvimento. Já é possível imaginar o quanto um processo produtivo pode se beneficiar desse tipo de tecnologia.

Você já trabalha com realidade aumentada ou está no radar da sua equipe?

Compartilhe a sua experiência nos comentários!

Posts Relacionados
O Big Data se torna essencial em um cenário de evolução constante nas indústrias. Entenda
A interação dos pilares da indústria 4.0 é essencial para o bom andar dos projetos.
A Inteligência Artificial é essencial para a indústria por isso, discutimos suas aplicações, benefícios e

Deixe uma resposta