4 dicas práticas de inovação corporativa para 2021

inovação-corporativa

Se você está buscando iniciar um novo ciclo de melhorias na sua empresa, que tal começar a inovação corporativa?

Toda virada de ano leva as pessoas a produzirem naturalmente alguns sentimentos, pois elas são movidas a ciclos e o fechamento de um ciclo para o início de outro provoca o crescimento de sentimentos como renovação, inspiração, orgulho, alegria, etc.

Provoca também a reflexão sobre o que foi feito, o que não foi e o que precisa ser melhorado. As grandes conquistas do ano são relembradas e as conquistas para o próximo ano são planejadas.

E pensando que as empresas são movidas por pessoas, pode-se aproveitar esse momento para alinhar a todos em direção a uma nova perspectiva e engaja-los a pensar em alcançar e fazer coisas diferentes.

Aproveitando essa onda de fatos que acontecem no findar e no iniciar de um novo ciclo, separamos algumas dicas práticas de inovação corporativa para 2021. Elas irão permitir que você tenha muitos insights para sua empresa alcançar diferenciais competitivos.


Comece pela cultura de inovação

Você pode já aproveitar todo esse emaranhado de sentimentos que o ano novo provoca e começar a trabalhar uma cultura de inovação mais forte. Como disse Peter Drucker, autor e professor ilustre no meio da administração moderna, a cultura devora a estratégia no café da manhã. Então, não adianta ter a melhor estratégia se os líderes não são exemplo de atitude e não inflamam seus liderados para ter hábitos e ações corretas.

Ação prática: reúna seus líderes, converse com eles sobre cultura, ponham no papel o que todos querem que melhore na empresa e trace ações e objetivos para que durante o ano a cultura esteja em desenvolvimento contínuo. E não esqueça de deixar alguém responsável por fazer o acompanhamento durante o ano.


Repense seus processos

Seja você é gestor de uma área, empreendedor ou diretor, você e sua equipe tem um processo. Mas será que é o melhor processo? O tempo é bem aproveitado e a produtividade está nos níveis esperados?

É possível responder essas perguntas da seguinte maneira: desenhe seu processo no papel, reveja suas métricas de desempenho e questione. Reflita sobre o que pode ser melhorado e tente pensar no motivo que levaram suas métricas aos níveis passados.

É interessante integrar toda a equipe para essa etapa, uma vez que eles podem ter visões e perspectivas diferentes da sua, pois executam tarefas diferentes no mesmo processo.


Automatize e evite trabalhos manuais

Depois de pensar nos processos, reflita novamente sobre o que até então é feito manualmente e que poderia ser automatizado. O desafio aqui é diminuir o tempo perdido e aplicar o princípio de Pareto: 20% de esforço para gerar 80% de resultado. Se você ainda tem processos manuais, pode estar fazendo o contrário: colocando 80% de esforço para ter 20% de resultado.

Ação prática: quem entende mais sobre automatização é aquela pessoa mais ligada à tecnologia. Converse com os colaboradores da sua área de TI ou com pessoas que possuem mais familiaridade com inovação. Também vale uma conversa com pessoas envolvidas em ecossistemas de inovação, uma vez que empresas imersas na inovação aberta possuem maior networking e podem conhecer ferramentas diferentes e mais modernas, como o AEVO Innovate, Software de Gestão da Inovação.


Envolva a linha de frente já!

Essa dica é a virada de chave para os líderes. As pessoas da linha de frente, que estão executando atividades e estão envolvidas nas operações da sua empresa são as especialistas no seu produto e/ou serviço.

Está na hora de estreitar esse relacionamento com as operações e ouvir o que essas pessoas têm a dizer. Dessa forma, você poderá identificar gargalos, dificuldades e ter vários insights sobre o que pode ser melhorado na sua operação para investir na inovação corporativa com mais assertividade.

Com o seu processo bem definido, o próximo passo é entender o que é feito na linha de frente que gera impacto nos seus resultados e mapear tudo que pode ser melhorado, a partir daí começará um processo contínuo de inovação incremental.

Ação prática: tenha um bate-papo descontraído com pelo menos três pessoas da sua operação e tente identificar as dificuldades que eles têm no dia a dia de trabalho, e pergunte se possuem alguma ideia para solucionar os principais problemas que eles veem todos os dias. Uma excelente alternativa para dar escala a esse processo e envolver toda a empresa é lançar um programa de ideias.


Conclusão

Existem várias maneiras de começar a inovação corporativa, e todas elas envolvem a compreensão e reflexão. Seguindo essas dicas, você vai começar a perceber vários aspectos dentro da sua empresa que muitas vezes ninguém mais notou.

Pense que essas quatro dicas fazem parte de um ciclo que deve ser realizado várias vezes, seguindo a regra: questione, reflita e tome uma atitude. A inovação corporativa é uma melhoria contínua, sem nunca terminar.

O objetivo desse processo, é permitir que você e sua equipe sejam capazes de realizar inovações completas, onde não se fica apenas nos campos das ideias, mas também se executa.

Quer saber como dar o primeiro passo? Conheça a nossa plataforma de gestão de inovação. Fale com um especialista e agende uma demonstração.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *