Labs e Hubs de inovação: qual a diferença?

labs e hubs de inovação

Quando você começa a realmente aprender sobre inovação, a fim de levar melhores práticas e ferramentas para sua empresa, é comum ficar perdido nas muitas definições que ela engloba, como labs e hubs de inovação.

Caso você não conheça a diferença entre esses dois conceitos, fique tranquilo, pois essa não é uma informação tão disseminada assim. Por isso, para arrancar as dúvidas pela raiz, vamos dedicar esse artigo a te explicar isso de maneira objetiva. Entenda melhor esses dois conceitos!


O que é um Laboratório de inovação?

Um laboratório, ou lab, de inovação é um espaço de colaboração e criação, projetado para oferecer as condições mais favoráveis para a inovação dentro de uma empresa. Nos labs de inovação, podem ser desenvolvidos novos produtos e serviços ou reformulados processos.


Características

Existem algumas características fundamentais para que um lab de inovação possa cumprir seu propósito.

Em primeiro lugar, o espaço deve ser adequado, em termos de tamanho e localização. É importante que ele seja capaz de receber todas as pessoas que vão fazer parte das atividades de inovação. Se a empresa tem uma cultura em que a inovação permeia todas as atividades, esse pode ser um número bem grande de pessoas.

Em segundo lugar, o ambiente deve trazer estímulos à criatividade. As cores, a mobília, a decoração e, claro, as condições de iluminação e ventilação precisam ser agradáveis, para que as pessoas se sintam à vontade e possam mergulhar no processo de criação.

Em terceiro lugar, deve haver características que favoreçam a colaboratividade, como quadros de anotações e paredes abertas.

No entanto, mais importante do que o ambiente físico em si é a construção de uma cultura inovadora. É essa cultura que vai inspirar e orientar todos os participantes do lab.

Além disso, um verdadeiro laboratório de inovação precisa ter um foco em suas atividades de pesquisa e desenvolvimento. Por isso, é necessário questionar quais problemas a empresa espera resolver em seus negócios, o que indicará quais tipos de soluções (em produtos, serviços ou processos) devem ser priorizadas.


Vantagens

Existem diversas vantagens que justificam a criação de um lab de inovação dentro da empresa. A primeira delas é a possibilidade de desenvolver soluções com o envolvimento direto de vários setores da empresa.

Outro aspecto positivo é a possibilidade de criar soluções completamente personalizadas, respondendo diretamente às necessidades e às características específicas da empresa.

Além disso, também há um aumento de valor para a marca. Ao criar um lab, a empresa passa a ser vista como mais inovadora, o que garante um diferencial no mercado, frente a clientes, fornecedores, investidores e parceiros em geral.


O que é um Hub de inovação?

O hub de inovação é um espaço – físico ou, em alguns casos, virtual – onde startups podem se instalar para desenvolver suas atividades e ganhar visibilidade diante de parceiros em potencial, como empresas, universidades e o governo.

Esse conceito pode ser mais bem entendido com a ajuda da metáfora do shopping center. As startups são os lojistas, que fazem ali suas vitrines. Enquanto isso, as empresas e outros parceiros são os clientes que visitam em busca de soluções.


Por que investir em Labs e Hubs de Inovação?

Os labs e hubs de inovação são ambientes facilitadores, isto é, propícios para a criação de oportunidades. Por isso, o investimento para a criação desses ambientes é um caminho para que as empresas possam alcançar melhores resultados em inovação e, consequentemente, obter vantagens competitivas no mercado.

Ambos podem trazer excelente retorno; no entanto, é preciso estar atento à diferença entre eles. No próximo item, explicamos por que labs e hubs não são a mesma coisa.


Qual a diferença entre Labs e Hubs de Inovação?

Com um lab de inovação, a empresa cria um espaço interno de inovação, no qual sua própria equipe pode trabalhar. Enquanto isso, o hub de inovação incentiva a formação de parcerias entre empresas e startups. Ou seja, em resumo, um deles tem um foco mais interno, enquanto o outro tem foco externo.

Isso não significa que seja necessário escolher entre um e outro. Uma empresa pode ter um lab de inovação para sua equipe e, ao mesmo tempo, participar de hubs onde estabelece contato com startups.

É fundamental que as empresas tenham um ambiente onde seus colaboradores são incentivados a inovar – e, para isso, o lab é um elemento poderoso. No entanto, também existe muito a se ganhar de parcerias com startups em projetos de inovação aberta, que podem surgir dentro dos hubs.


Conclusão

Conhecer as diferenças entre conceitos da inovação, como labs e hubs de inovação, é mais importante do que parece. Somente com esse conhecimento é possível entender o funcionamento e a importância de cada elemento, e tomar decisões assertivas sobre os investimentos que serão realizados dentro da empresa.

Quer saber mais sobre hubs de inovação e outros conceitos relacionados? Acompanhe o blog da AEVO!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *