Startup: o que é, princípios, conceito e exemplos

o-que-e-startup

Cada vez mais utilizado ao redor do mundo, startup é um termo que desperta várias interpretações: empresa recém criada, negócio com grande potencial e empreendimento na área de tecnologia são algumas delas. Mas afinal, o que é startup?

Usada para descrever a criação de uma empresa, a palavra ganhou novo significado após a bolha da internet, quando organizações enxutas, ágeis e inovadoras se tornaram fundamentais para evitar uma nova crise, dando início à era das startups.


O que é startup?

Todas as definições sobre o que é startup apontam dois elementos em comum: inovação e incerteza. Uma startup busca fazer as coisas de forma diferenciada, e por conta disso, as suas atividades envolvem um grau de risco elevado.

Num conceito mais preciso, podemos definir o que é uma startup como um grupo de pessoas engajadas na construção de um produto inovador, com um modelo de negócios que possa ser repetido e escalado.

Os aplicativos para smartphones exemplificam bem esse conceito: oferecem produtos que inovam setores tradicionais, como transportes, entretenimento e entregas, funcionando da mesma forma para algumas centenas de clientes ou para bilhões deles.


Características de uma startup

Muitas pessoas acreditam que toda empresa recém criada é uma startup, ou que o conceito se aplica a todas as iniciativas de empreendedorismo digital. Algumas características específicas nos ajudam a entender melhor o que é startup, e aproveitar as oportunidades que esse modelo de negócios oferece.


Incerteza

A primeira diferença entre uma empresa jovem com modelo tradicional e o que é uma startup, de fato, está na incerteza enfrentada pelo segundo grupo.

Uma iniciativa como a Uber, por exemplo, chegou ao mercado acreditando que as pessoas se sentiriam seguras ao entrar em carros normais, sem a identificação dos táxis. Esse comportamento é comum, hoje em dia, mas poderia ter sido rejeitado pelo mercado, levando a empresa ao fracasso.


Inovação e Flexibilidade

Lançar um produto diferenciado é apenas o começo da inovação em uma startup. A partir daí, ela descobrirá novos problemas, e terá de enfrentá-los criando as próprias soluções, já que não existe manual de instruções para lidar com eles.

As respostas a que se chega, no entanto, podem se tornar inválidas em algumas semanas, e a startup deve ser flexível para se adaptar às novas realidades.

Leia mais: Ebook – Os maiores desafios das Grandes Empresas no relacionamento com Startups, e como resolvê-los.


Repetibilidade

Para crescer com firmeza, a startup precisa encontrar um modelo de negócios que possa ser facilmente repetido e padronizado. Se o empreendimento tiver que negociar cada venda, perderá tempo demais nesse processo.

As opções de maior destaque costumam ser planos de assinatura, comissões por venda/serviço ou, no caso das redes sociais e plataformas de conteúdo, a venda de espaço publicitário e inteligência sobre o comportamento dos usuários.


Escalabilidade

A escalabilidade é o motivo pelo qual, embora o uso de tecnologias digitais não defina o que é uma startup, elas estão intimamente ligadas aos grandes destaques no setor. Idealmente, a startup deve aumentar rapidamente suas receitas sem que os custos acompanhem esse ritmo.

Uma editora, por exemplo, tem gastos com papel, tinta, funcionários e transporte para cada unidade impressa, enquanto a Amazon pode vender o mesmo ebook milhões de vezes com um gasto adicional muito pequeno.


Qual é a relação entre startup e inovação?

Como você acabou de ver, não se pode explicar o que é startup sem falar em inovação, mas a relação entre os dois conceitos é muito mais profunda do que a maioria das pessoas imagina.

Qualquer notícia abordando uma startup de sucesso vai falar sobre uma grande ideia, levada adiante por um grupo de pessoas com determinação. Esse é apenas o começo da história: empreendedores e colaboradores precisam criar um ecossistema de inovação para que a startup seja próspera.

Um espírito inovador precisa estar alinhado à execução perfeita, através da gestão de ideias realizada com ferramentas e metodologias adequadas. Um exemplo disso é o AEVO Innovate, plataforma que permite administrar todas as etapas de um projeto, da ideia à avaliação.

O AEVO Innovate conta com uma central de startups, onde organizações de maior estrutura encontram empresas inovadoras capazes de resolver questões específicas e podem gerenciar essa relação com eficiência, facilitando os negócios para ambos os lados.


5 startups de sucesso para inspirar seus próximos passos

Empresas inovadoras já tomaram conta de quase todos os mercados, e as histórias de sucesso que ajudam a explicar o que é startup vão muito além dos clássicos como Uber e Netflix.


DogHero

startup-doghero

Um marketplace de serviços para pets, o DogHero permite contratar hospedagem, creche, cuidadores, passeios e veterinários, garantindo um portfólio com profissionais qualificados e bem avaliados para o trabalho.

Após fusão com a Petlove, maior pet shop virtual no Brasil, as empresas anunciaram um ganho de R$ 100 milhões em sinergias, transformando a DogHero numa das startups mais rentáveis do país.


Descomplica

descomplica-startup

Considerada a 1ª grande empresa de educação digital do Brasil, a Descomplica se encaixa no grupo das EdTech, organizações que usam a tecnologia para oferecer serviços na área de ensino e treinamentos.

Ao combinar educação e cultura pop, a Descomplica se tornou um fenômeno entre os estudantes, sobretudo aqueles que se preparam para o Enem, vestibulares fechados e concursos públicos. Hoje ela é uma fonte de estudos quase obrigatória para quem vai enfrentar essas provas.


Boo-box

boobox-startup

Com um modelo de negócios que exibe publicidade para mais de 60 milhões de pessoas por mês, a boo-box já foi considerada uma das 50 empresas mais inovadoras do mundo, segundo a revista FastCompany, ao lado de nomes como Apple, Google e Facebook.

Seu funcionamento é simples, vendendo espaço em mídias parceiras: blogs, podcasts, aplicativos, streamings, etc. A empresa, hoje, é a maior concorrente do Google no segmento de publicidade virtual no Brasil.


Gympass

startup-gympass-logo

Com mais de 18 mil academias parceiras, o Gympass permite que seus usuários possam acessá-las através de um único pagamento mensal. Oferecer um pacote para empresas, como benefício corporativo para os colaboradores, foi a grande sacada dessa startup.

A empresa também disponibiliza soluções financeiras para as academias parceiras, expandindo seu modelo de negócios, e com um aporte de U$300 milhões em 2019, a Gympass entrou no seleto grupo das startups unicórnio.


PicPay

startup-picpay

Uma dentre as muitas FinTech nacionais bem sucedidas, o PicPay oferece uma carteira digital que permite fazer compras, recargas de celular e parcelamento de contas como água e eletricidade, tudo com alguns cliques no smartphone.

O crescimento da empresa é avassalador, atingindo os 20 milhões de usuários em maio de 2020 e chegando a 36 milhões no final do mesmo ano. Os planos do PicPay incluem a abertura de capital em 2021.

Leia mais sobre startups em nosso Guia Completo sobre Startups


Conclusão

Lançar uma startup é um misto entre inovação e gestão, para conduzir times e ideias à execução perfeita e o melhor uso possível dos recursos disponíveis.

A AEVO é uma startup Capixaba que busca promover a inovação nas empresas através do AEVO Innovate, o maior software de Gestão da Inovação da América Latina.

O Módulo de Startups é um exemplo das funções que você encontra na plataforma. Ele põe o seu empreendimento em contato com organizações de grande escala no Brasil e no mundo, facilitando a prestação de serviços e o crescimento da sua startup para que ela se torne um sucesso como os que acabamos de ver.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *