Entenda o que é fluxo de inovação e a sua importância

O fluxo de inovação é uma ferramenta ideal para qualquer negócio que busca evoluir de forma constante, aproveitando o potencial das sugestões trazidas por seus colaboradores e fazendo com que elas conduzam mudanças benéficas para a organização. Saiba mais neste artigo.

Quanto mais os processos produtivos se tornam conectados, maior é a importância dos fluxos para as empresas e a economia como um todo. Esse movimento coordenado de elementos como pessoas, mercadorias, informações e capital é o que garante entregas mais rápidas e custos menores tanto para quem produz quanto para quem consome.

O fluxo de inovação se insere nesse contexto, como uma iniciativa adotada por organizações que desejam ter maior controle e previsibilidade sobre seus projetos.

Composto por uma série de agentes e elementos, e possuindo o fluxo de informações num lugar central, o fluxo de inovação é a maneira pela qual empresas podem transformar a criatividade e o espírito empreendedor em melhorias e resultados concretos.

Saiba mais sobre esse tema neste artigo, continue a leitura.

O que é um fluxo de inovação?

O fluxo de inovação organiza os recursos e etapas necessários para um negócio inovar, estimulando a geração de ideias que, posteriormente, vão se tornar projetos e resultar em mudanças para empresa, seja em seus produtos e serviços, seja na operação interna – ganhando eficiência ou reduzindo uma despesa, por exemplo.

Nesse cenário, podemos afirmar que a ideia de que as inovações acontecem por sorte ou genialidade já ficou para trás.

Hoje, organizações de todos os tamanhos entenderam o quanto é necessário realizar a gestão desse processo, e é justamente para isso que serve o fluxo de inovação.

O fluxo de inovação tem uma ligação muito forte com as Tecnologias de Informação e Comunicação (TIC), que revolucionaram o modo como uma organização pode obter e estruturar dados, encontrar riscos ou vantagens, e projetar a forma de ação ideal.

Mesmo numa empresa de pequeno porte, diversas ideias e oportunidades para melhorar os resultados são perdidas todos os dias por não haver um sistema capaz de gerenciá-las; lacuna que é preenchida pelo fluxo de inovação.

O fluxo é baseado em duas dimensões – os elementos que garantem a sua existência e os aspectos capazes de influenciá-lo.

Tais elementos incluem as pessoas responsáveis pela iniciativa, os canais por onde informações e recursos circulam, e as tecnologias envolvidas no processo.

Já os aspectos são fatores como barreiras para a circulação dessas informações e recursos, as variáveis que definem a escolha de uma ideia, as necessidades que a inovação deve satisfazer e os métodos pelos quais as soluções serão testadas.

É importante destacar que todo fluxo de inovação pode ter esses mesmos elementos e aspectos como seus pilares, mas o que será construído a partir daí será variável de acordo com o perfil do negócio e da equipe, o grau de inovação do projeto e os recursos disponíveis para implementá-lo.

Importância do fluxo de inovação

De forma primária, o fluxo de inovação é responsável por aumentar a quantidade e a qualidade das inovações realizadas numa empresa, já que permite estimular, captar, selecionar e implementar as melhores ideias.

A partir daí, entram em jogo os benefícios próprios da inovação, tais como:

  • Maior engajamento dos colaboradores, ao ver que suas ideias se tornam ações práticas;
  • Ganho de produtividade e eficiência nos processos internos;
  • Criação e melhoria de produtos e serviços, expandindo-se de forma vertical e horizontal nos mercados onde a empresa atua;
  • Diferenciação competitiva, conforme a empresa se destaca através de movimentos próprios que a concorrência não poderá antecipar ou seguir facilmente.

3 fatores essenciais ao fluxo de inovação

1 – Fluxo de informações

Para inovar, é preciso ter conhecimento – sobre um desejo do consumidor, um problema interno, uma nova tecnologia ou um processo mais eficiente, por exemplo.

Um bom fluxo de informações permite que a empresa tenha acesso a esse conhecimento e seja capaz de agir com base nele.

O fluxo de informações deve considerar a busca, armazenamento, seleção e análise dos dados, além das decisões tomadas a partir deles; num trabalho que pode ir de uma caixa de sugestões até estruturas complexas de big data e inteligência artificial.

Um dos maiores desafios para os negócios é garantir que as informações trocadas pelos colaboradores em situações informais – conversas de corredor ou refeições, por exemplo – sejam incorporadas ao fluxo e se tornem conhecidas pelo restante da equipe.

Uma plataforma de gestão da inovação como o AEVO Innovate pode resolver essa questão, pois estimula o compartilhamento de ideias em tempo real – numa dessas conversas, o colaborador pode registrar as ideias rapidamente usando seu próprio smartphone, por exemplo.

2 – Definição dos agentes de validação

A qualidade das informações, ideias e projetos é crucial para o sucesso da inovação, e para isso a empresa deve se preocupar com os critérios usados na validação de cada etapa.

As métricas podem variar de acordo com o objetivo de cada inovação, mas é ideal que sempre existam filtros para separar os projetos de impacto daqueles que não trazem os resultados esperados.

Isso reduz o número de erros cometidos pelo negócio, e ainda permite alocar os recursos nas melhores propostas.

Ter uma equipe de inovação, ou pelo menos um indivíduo dedicado a essa tarefa, pode agilizar o trabalho e garantir que mais projetos estejam circulando por diferentes partes do fluxo de informação.

É importante que esse grupo (ou profissional) utilize critérios objetivos, evitando que opiniões ou afinidades estejam envolvidas na seleção das propostas.

3 – Mensuração de resultados

Acompanhar os processos em andamento e garantir que eles estejam de acordo com o planejado, ou fazer os ajustes necessários, é o passo que garante os resultados em um fluxo de inovação.

É importante considerar também as possíveis mudanças que irão surgir, conforme o projeto avançar. Realizar a inovação é uma tarefa complexa, e muitas vezes a satisfação de uma necessidade faz com que uma nova demanda apareça.

Além de garantir a qualidade das iniciativas em andamento, mensurar os resultados também possibilita um ganho de eficiência e assertividade nos próximos ciclos de inovação, visto que profissionais e gestores poderão contar com as informações obtidas na prática.

Dessa forma a inovação se torna um combustível para ela mesma, e os seus benefícios se multiplicam conforme cada projeto realizado facilita a elaboração e implementação dos movimentos seguintes.

Conclusão

O fluxo de inovação é uma ferramenta ideal para qualquer negócio que busca evoluir de forma constante, aproveitando o potencial das sugestões trazidas por seus colaboradores e fazendo com que elas conduzam mudanças benéficas para a organização.

Para cuidar de cada etapa, garantindo que boas ideias não se percam no caminho, uma plataforma de gestão da inovação como o AEVO Innovate é fundamental. Por meio dela é possível atrair, selecionar e impulsionar projetos de alto impacto, criando o ambiente perfeito para a sua empresa ter sucesso com um fluxo de inovação.

Solicite uma demonstração gratuita e descubra como a AEVO pode fazer a diferença no seu negócio!

Deixar uma resposta

Assine nossa newsletter

Fique sempre atualizado com nossos conteúdos sobre o universo da Inovação.


    Eu li e concordo com a Política de Privacidade.