Resiliência no trabalho: como desenvolver e ser um profissional melhor?

resiliência-no-trabalho

Você já ouviu ou leu sobre a importância de ser resiliente no ambiente de trabalho? Saiba que essa é uma das habilidades mais comentadas e exigidas pelos empregadores atualmente em diversos segmentos do mercado.

Para aprender mais sobre resiliência no trabalho, como desenvolver e ser um profissional melhor, continue lendo este artigo e esteja bem-informado sobre o assunto.


O que é resiliência no trabalho?

Resiliência é a capacidade de se adaptar às mudanças, superar desafios e conseguir lidar com situações adversas. Na vida pessoal, é uma característica fundamental, pois é normal que haja obstáculos que devem ser ultrapassados.

O mesmo ocorre no trabalho, ainda mais nos últimos anos, em que diferentes crises têm exigido que as empresas se adaptassem a uma série de mudanças. Elas também interferem na rotina dos colaboradores, que precisam ser capazes de se reinventar frente a tantas mudanças no mundo corporativo.

Por isso, a resiliência no trabalho é, cada vez mais, vista como um atributo que não pode faltar em um profissional. Até porque, os gestores não querem apenas que suas empresas sobrevivam, mas que cresçam e se tornem inovadoras para conquistar um maior público consumidor, e os colaboradores devem acompanhar esse ritmo.


Qual é a importância da resiliência no trabalho?

Além de ser uma habilidade que os empregadores buscam para formar a sua equipe, trata-se de uma capacidade importante para qualquer profissional, tanto no ambiente corporativo, como na vida pessoal.

Ao ser resiliente, o profissional se estressa menos, até quando se depara com dificuldades constantes. De modo similar, consegue desempenhar suas atividades com mais eficiência.

Isso garante a sua permanência na empresa, bem como oportunidades de crescimento. Já para o empresário, ter uma equipe resiliente é essencial para manter o seu negócio firme no mercado e garantir resultados contínuos. Isso ocorre, pois, profissionais que não possuem inteligência emocional, estão mais suscetíveis a estresse e baixa produtividade no ambiente de trabalho.

Em meio a tantas crises no país, as empresas estão buscando se reinventar para se manterem sólidas. Portanto, equipes com essa capacidade têm o potencial de encontrar soluções criativas e vantajosas para o negócio, se destacando dos demais.


5 Dicas para se tornar um profissional resiliente


1 – Veja as mudanças como oportunidades

A primeira dica para desenvolver a resiliência no trabalho é não se abalar com as adversidades pelas quais a empresa onde você atua passa. E da mesma forma, com os acontecimentos do dia a dia que podem afetar o seu desempenho.

Tenha em mente que as mudanças significam oportunidades de crescimento e você deve enxergá-las sempre com positividade. Com essa atitude, você cria a habilidade de saber o que fazer, mesmo em momentos difíceis.


2 – Confie na sua competência

Há profissionais têm dificuldade em se tornarem resilientes por não acreditarem no seu próprio potencial. Mas se você estudou e/ou possui experiência no mercado, significa que está preparado para enfrentar inúmeras situações, mesmo que pela primeira vez.

Portanto, confie na sua competência e que você vai conseguir fazer o que é mais adequado. Nem sempre o resultado é o esperado, porém, ”feito é melhor que perfeito”.


3 – Desenvolva a inteligência emocional

Mais uma dica para desenvolver a resiliência no trabalho é ter controle sobre as suas emoções. Ou seja, agir de maneira apropriada e condizente com o ambiente de trabalho mesmo em situações tensas.

Essa habilidade se chama inteligência emocional, pois diante de problemas é preciso ser racional e não deixar que a emoção fale mais alto. Se isso acontecer, você agir de maneira que não combinam com sua posição profissional.

Comportamentos dessa natureza podem causar uma série de situações ainda mais difíceis de lidar, inclusive, como a perda do seu emprego.


4 – Encontre motivação no trabalho

Ter um emprego que não gosta ou atuar em um local onde não se sente bem aumentam em muito as dificuldades de desenvolver a resiliência no trabalho. Por isso, o mais adequado é conseguir um cargo que goste, em uma empresa que o respeite.

Essa é a melhor forma de garantir a motivação no trabalho, além de ser uma das dicas para ser um profissional resiliente. Isso acontece porque ao ter prazer na sua atividade, os desafios diários são menos dispendiosos e você se estressa menos.

Com um ambiente de trabalho mais tranquilo, é muito mais simples controlar as emoções, confiar em si mesmo e enxergar oportunidades em todas as mudanças.

Já para os empresários, uma boa dica para tornar o ambiente de trabalho agradável para seus colaboradores é aplicar o employer branding. Para saber mais sobre essa estratégia, leia nosso artigo: Employer Branding – Qual é sua importância e 5 dicas para aplicar.


5 – Tenha uma vida fora da empresa

Para muitas pessoas, trabalhar é umas das atividades mais importantes da sua vida e isso é muito positivo. Afinal, o emprego não deve ser visto como um fardo, mas sim, como algo que traga satisfação profissional e pessoal.

Por outro lado, quem foca a sua vida exclusivamente no trabalho, não pensa e nem faz outras atividades, tem mais chances de não conseguir ser resiliente. Isso porque, frente a qualquer mudança, pode parecer que o seu mundo está ruindo e não há o que fazer.

É essencial que os profissionais dediquem parte do seu tempo para realizar atividades prazerosas, mesmo que gostem muito do emprego que possuem. Esse é o verdadeiro equilíbrio necessário entre a vida pessoal e a profissional.


Conclusão

Como você pode ver, a resiliência no trabalho é uma habilidade não só de extrema importância para as empresas como também para os profissionais. Quando se tem a habilidade de adaptação, a vida se torna mais leve e simples.

E mais, em tempos de transformação digital, os profissionais devem ser resilientes para saberem lidar com esse novo cenário. Isso porque é comum que eles tenham que aprender a usar novas ferramentas.

É preciso ainda ter inteligência emocional para enfrentar as possíveis mudanças radicais no ambiente de trabalho. Mesmo que seja necessário se adaptar às tecnologias, elas também oferecem um imenso número de vantagens.

É o que pode ser dito do AEVO Innovate, um software de Gestão da Inovação, que pode proporcionar mudanças positivas no ambiente de trabalho, através da melhora na gestão dos projetos, indicadores, tarefas, inovação aberta e muita mais.

Conheça mais sobre o AEVO Innovate e fale com um de nossos especialistas para dar início a sua jornada de inovação.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *