Como dar feedback positivo a equipe: 6 dicas práticas

A lógica por trás de como dar feedback positivo vai muito além de fazer um elogio, e essa ferramenta pode ser usada para garantir que os profissionais atinjam todos os seus KPIs.

Saber como dar um feedback positivo ou negativo a equipe é fundamental para qualquer líder, assim os colaboradores terão clareza da performance alcançada e dos resultados esperados, em um modelo de desenvolvimento contínuo.

O feedback envolve a troca de informações sobre o desempenho profissional das pessoas que fazem parte de uma instituição. No diálogo para dar um retorno, não basta apresentar os pontos em pauta, é preciso saber abordar o assunto e passá-lo corretamente para o funcionário.

A lógica por trás de como dar feedback positivo vai muito além de fazer um elogio, e essa ferramenta pode ser usada para garantir que os profissionais atinjam todos os seus KPIs.

O que é feedback positivo?

O feedback positivo envolve um reconhecimento e apreciação da boa performance do colaborador, quando ele alcança os objetivos da empresa.

Mas vamos entender a origem do termo de forma mais detalhada.

Feedback, uma palavra de origem inglesa, que traduzida para o nosso idioma tem como significado “retroalimentação”, se referindo a um retorno sobre algo que já foi entregue, como uma ação, um desempenho, ou produto.

No ambiente empresarial, essa expressão condiz ao desempenho de um profissional em suas funções.

Nesse tipo de retorno, o gestor conversa com o funcionário sobre os bons resultados, seja num projeto entregue com excelência ou nos comportamentos apresentados, oferecendo um reforço para dar continuidade às atitudes corretas.

Dessa forma, o profissional percebe que a organização valoriza os seus esforços e os reconhece. Essa atitude aumenta a satisfação do funcionário em relação à empresa, diminui a rotatividade e melhora o clima organizacional.

Além de reconhecer os acertos, por meio do feedback positivo os supervisores também podem mostrar quais ações o profissional deve adotar para se destacar ainda mais.

Ao dar um feedback positivo é importante saber como iniciar e conduzir a conversa, e em algumas situações é preciso equilibrar esses apontamentos com os feedbacks negativos, que são as críticas construtivas para aprimorar as condutas do profissional.

É preciso dar atenção ao momento para evitar alguns erros, como, por exemplo:

  • Dar o retorno na hora e lugar inadequado;
  • Elogiar de forma exagerada;
  • Fazer comparações com outros profissionais;
  • Demorar para realizar o feedback;
  • Não levar em conta o sentimento do funcionário;
  • Ignora o acompanhamento de rotina.

O perfil do funcionário deve ser analisado antes de entregar um feedback positivo. Existem pessoas que possuem personalidade extrovertida, e outras são introvertidas, por exemplo, e apresentar retorno mesmo que positivo pode constranger o colaborador se a situação deixá-lo exposto de alguma forma.

Apesar de termos algumas dicas para facilitar essa tarefa, não há fórmula perfeita sobre como dar feedback positivo, e sempre será preciso analisar a relação entre o gestor e o colaborador.

Outro ponto a ser considerado é evitar comparações com outros integrantes da equipe, isso pode causar competições negativas.

O melhor é comparar a performance do colaborador com os seus resultados anteriores, apontando a evolução que ele vem apresentando ao longo do tempo.

Também é preciso observar se o retorno de reconhecimento foi passado de forma exagerada e displicente.

Um feedback positivo exagerado pode fazer com que o colaborador se sinta confiante demais, e assim relaxe em suas funções, ou até apresente um comportamento inapropriado com seus colegas de trabalho. Essa conduta atrapalha o clima organizacional, causando uma série de problemas.

Como dar feedback positivo?

Para evitar erros e resultados indesejados é importante saber como dar feedback positivo de forma correta, possibilitando uma clareza sobre o que o profissional deve fazer em seguida.

1. Se planeje para reunião

Dar um feedback positivo não é apenas elogiar, e é preciso se preparar para não haver ruídos na comunicação. O gestor deve organizar o ambiente que ocorrerá o diálogo, como também já ter em mãos o material com as evidências do desempenho, as ações a serem comentadas e os planos a seguir.

O colaborador também precisa estar preparado. Ele pode analisar seus pontos fortes e fracos no decorrer do seu trabalho, traçando assim um caminho de autoconhecimento. Com essas medidas, a conversa será muito mais fluida e confortável.

2. Introduza o profissional sobre o tema a ser discutido

Primeiramente é preciso que o responsável por conduzir o feedback observe a conduta dos funcionários para ter o material que será analisado.

A reunião de feedback pode gerar nervosismo e ansiedade no colaborador, por isso é importante antes de tudo contextualizar o profissional sobre o que vai ser abordado na conversa.

3. Destaque as competências e dê o reconhecimento

O reconhecimento de um trabalho bem executado é uma poderosa forma de motivação; por isso informe ao liderado em quais pontos ele demonstrou bom desempenho, parabenizando sua performance e apontando uma direção para ele manter esse nível profissional.

4. Trace metas e planos de melhorias constantes

Sempre há o que melhorar em nossos talentos, não é mesmo? A reunião de feedback positivo também é um momento para discutir melhorias, traçando os caminhos que ajudarão a potencializar o desempenho do funcionário.

Aborde quais ações podem ser tomadas pelo colaborador e em quais áreas ele deve trabalhar para ter um desempenho cada vez mais satisfatório.

5. Dê exemplos

O feedback positivo não só pretende aumentar a motivação do funcionário, mas também deseja aprimorar seus talentos e incentivar o nível eficiente de trabalho.

Desse modo, elogios muito genéricos tem pouca eficiência: é necessário que o profissional entenda onde o trabalho foi bem executado, para manter o ritmo. Utilizar alguns exemplos concretos é uma boa forma de ajudar o colaborador a compreender melhor os próprios acertos.

6. Tenha uma cultura de feedback

Na cultura de feedback, os diálogos de retorno são realizados com maior frequência e fazem parte do sistema da empresa.

Dessa maneira, o desempenho do funcionário está sempre sendo atualizado e prática de realizar esses diálogos se torna natural a todos os participantes da organização, facilitando a comunicação.

Conclusão

Saber como dar feedback positivo, e incluir essa prática no cotidiano da empresa, pode mudar toda a dinâmica da organização. Os ganhos são enormes para o negócio e para o colaborador, que tem a oportunidade de crescer profissionalmente, elevando sua satisfação e engajamento.

Para acelerar esse processo, você pode usar uma plataforma de gestão como o AEVO Innovate e criar um sistema virtual de feedbacks para todos os participantes da equipe, além de estimular a participação dos próprios colaboradores nas avaliações, facilitando a implementação de uma cultura aberta aos feedbacks.

Solicite uma demonstração gratuita e confira o que mais a AEVO pode fazer pela gestão do seu negócio!

Deixar uma resposta

Assine nossa newsletter

Fique sempre atualizado com nossos conteúdos sobre o universo da Inovação.


    Eu li e concordo com a Política de Privacidade.