APLICAÇÕES DE INTELIGÊNCIA ARTIFICIAL EM INDÚSTRIAS DE PROCESSO CONTÍNUO

No cenário atual de aplicação da indústria 4.0, existem alguns princípios importantes como integração de sistemas, manufatura inteligente e robotização. Além destes, uma das grandes estratégias utilizadas pelas indústrias é a Inteligência Artificial (ou simplesmente IA).

A IA é uma tecnologia nova em constante evolução que possibilita o aprendizado de máquinas para executar tarefas como se fossem seres humanos. Em poucas palavras, as máquinas inteligentes passam a copiar padrões humanos de raciocínio.

Esse aprendizado acontece a partir de muitos dados combinados rapidamente, que são processados e se tornam padrões que são interpretados e adquiridos pelas máquinas.

Como você percebe a realidade das pessoas, e consequentemente das indústrias, tem mudado muito por causa deste desenvolvimento da IA.

Nesse sentido, você verá neste artigo a importância desse desenvolvimento tecnológico para indústrias de processo contínuo, bem como exemplos que demonstram o quão necessária ela é. Além disso, vamos discutir os benefícios e desafios que a inteligência artificial proporciona para todos os envolvidos.

IMPORTÂNCIA DA INTELIGÊNCIA ARTIFICIAL EM INDÚSTRIAS DE PROCESSO CONTÍNUO

De modo geral, indústrias de processo contínuo têm como base processos produtivos eficientes com objetivos claros: maior qualidade nos produtos finais, em um menor espaço de tempo.

Considerando este conceito, agregar inteligência artificial neste tipo de indústria faz muito sentido e se torna essencial no sistema produtivo das indústrias atualmente, que consiste em inovar sempre para melhoria de processos e busca por maior produtividade.

Historicamente, as indústrias possuem diversos processos repetitivos e frequentes. Consequentemente, estas são as primeiras atividades que são substituídas ao introduzir a inteligência artificial nas indústrias. Pensando em processos contínuos, essa tecnologia se torna essencial, pois elimina erros decorrentes de desatenção ou fadiga humana, e introduz um novo patamar de produtividade.

Porém, introduzir cada vez mais inteligência artificial em ambientes industriais não vai levar ao resultado temido por todos: a substituição de pessoas por máquinas.

Pelo contrário, a IA pode ser muito melhor aproveitada se utilizada de forma híbrida com a criatividade humana, pois a eficiência como um todo cresce, as habilidades essencialmente humanas podem ser melhor aproveitadas, e o sistema como um todo se desenvolve.

Você imagina seu dia a dia pessoal e profissional sem, aplicativos de celular, estimativas de tempo em deslocamento e redes sociais?

Estes são apenas alguns exemplos de como a IA está em nossas vidas, diariamente promovendo mais comodidade e eficiência em diversos aspectos como locomoção, comunicação e compartilhamento de informações.

POR QUE UTILIZAR INTELIGÊNCIA ARTIFICIAL EM INDÚSTRIAS?

Como já citado, as indústrias possuem alta demanda pelas habilidades oferecidas pela IA, inclusive para garantia de maior qualidade no produto final.

De maneira simples, utilizar inteligência artificial em uma indústria leva a melhores resultados operacionais (custos, otimização de tempo, manutenções preventivas) e menos falhas não programadas durante o processo produtivo.

5 aplicações da inteligência artificial nas indústrias:

  1. Análise de dados: implementação de sensores no processo produtivo para determinação de padrões e posterior otimização das atividades rotineiras;
  2. Manufatura: sistema que auxilia a prever demandas logísticas e de produção;
  3. Gestão de pessoas: a IA pode auxiliar a definir padrões de candidatos para determinadas vagas, além de outras rotinas de trabalho manuais;
  4. Manutenção preditiva: determinação de padrões que auxiliam no planejamento e definição de tendências de todo o processo produtivo;
  5. Qualificação de funcionários: implementar a inteligência artificial nas indústrias passa a exigir mão de obra mais qualificada, portanto há necessidade de treinamento e capacitação constante.

INDÚSTRIAS QUE USAM A INTELIGÊNCIA ARTIFICIAL

Já existem bons exemplos de empresas que utilizam a inteligência artificial para seus processos produtivos, sendo possível identificar boas práticas para que a adaptação à esta nova realidade aconteça de forma benéfica.

Empresa da área de energia (cana-de-açúcar e etanol), a Raízen possui uma parceria com a Space Time Analytics para prevenir, com até 1 ano de antecedência, a capacidade produtiva das safras de cana-de-açúcar, por exemplo. Com isso, há aumento de produtividade e redução no risco operacional do negócio, pois a tecnologia empregada permite melhorar os processos com base em dados consistentes e constantes.

Na indústria de petróleo e gás a inteligência artificial vem auxiliando com informações e dados a partir de sensores e satélites, principalmente nos casos em que poços já possuem dados históricos. A partir destes dados, existe a possibilidade de fazer previsões sobre a produção de petróleo que acontecerá.

A inteligência artificial pode ser usada também na agricultura, pois com a utilização de dispositivos inteligentes os agricultores podem utilizar os recursos naturais com mais eficiência. Além disso, com dados é possível entender o melhor momento para várias etapas: fertilização e colheita, por exemplo.

Também, indicadores como temperatura, umidade, precipitação, velocidade do vento e pressão atmosférica são facilmente controladas e utilizadas estrategicamente para as produções agrícolas.

A Suzano Papel e Celulose é outro exemplo de indústria que está trabalhando para se adaptar à indústria 4.0 e utilizar a IA. Porém, o processo é longo e a indústria já está preparada para isso, o que é essencial. O planejamento inicial prevê uma realidade adaptada às tecnologias até 2021.

BENEFÍCIOS DA INTELIGÊNCIA ARTIFICIAL EM UMA PLANTA INDUSTRIAL DE PROCESSO CONTÍNUO

A inteligência artificial traz grandes benefícios para indústrias, especialmente as de processo contínuo que já possuem uma cultura de aproveitamento máximo dos recursos e busca constante por qualidade.

Entre as vantagens de utilizar essa tecnologia, elencamos os seguintes:

  1. Agendamentos e manutenção preditiva: ao realizar manutenções corretivas, existe muita perda de tempo em deslocamentos, compra de peças e realização do serviço. Com a IA, é possível prevenir falhas e não perder todo esse tempo que antes era praticamente inevitável pela incapacidade de prever os problemas;
  2. Automação e aprendizado a partir de dados: tornando possível diminuir volume de tarefas, sendo necessária a interferência humana para configuração dos sistemas;
  3. Produtos inteligentes: a inteligência artificial é adicionada aos produtos já existentes, para que os mesmos tenham mais qualidade e confiança perante os consumidores finais;
  4. Precisão e profundidade dos dados: quanto mais os algoritmos de inteligência artificial trabalham, mais assertivos se tornam;
  5. Disponibilidade: as máquinas estão disponível 24×7, o que facilita em processos contínuos que precisam de monitoramento e atenção constantes.

Com todos estes benefícios, as indústrias conquistam melhoria de desempenho, otimização de tempo e controle de custos.

A REALIDADE DA IA EM INDÚSTRIAS BRASILEIRAS

Mas não é só de benefícios e bons exemplos que vive a inteligência artificial. Como já falamos, a IA depende (e muito) de dados. E para que os dados sejam disponibilizados para os sistemas, é preciso muita organização e a implementação de outros pilares da indústria 4.0.

Neste ponto entra a integração de sistemas, que é imprescindível para que a inteligência artificial seja utilizada da melhor forma possível. No dia a dia, qualquer dado impreciso ou incorreto pode afetar o aprendizado da IA, portanto todo cuidado é importante nessa etapa.

Indústrias brasileiras têm certa dificuldade nesta aplicação, pois é preciso tornar o processo mais digitalizado, para então transformar tudo em dados que sejam úteis para utilização dos sistemas.

Outro limitante da inteligência artificial que temos hoje é que ela não se parece com os robôs dos filmes, que fazem tudo ao mesmo tempo, muito menos com os humanos. A IA que existe desenvolvida atualmente desempenha muito bem funções específicas. Porém, não têm capacidade para 2 ou mais atividades.

Como melhorar o tratamento dos dados?

Além da integração de sistemas já citada, é preciso que a cultura de toda a indústria se transforme, para que os dados sejam tratados como ativos valiosos, pois são eles que vão garantir o aprendizado das máquinas, bem como o bom andamento de todo o processo produtivo.

É essencial que todos os funcionários da indústria (desde os níveis mais baixos da hierarquia, até os mais altos) sejam capacitados para este tratamento dos dados, com reuniões frequentes, rodadas de feedback e troca de ideias, capacitações e treinamentos externos sempre que necessário.

A transformação de uma indústria comum para indústria 4.0 com implementação de inteligência artificial é um passo grande, mas que se tomado com cuidado e mantido no dia a dia, se torna algo muito benéfico no curto e médio prazo.

CONCLUSÃO

Como vimos, a utilização da inteligência artificial como parte da indústria 4.0 é quase que inevitável, sendo o objetivo da IA permitir que máquinas e sistemas estejam integrados e em constante aprendizado.

Por isso, não é possível pensar na inteligência artificial como algo para o futuro. O futuro já chegou, e é preciso começar hoje a se preparar para as mudanças que acontecerão.

Organização e planejamento são imprescindíveis, pois cada etapa deve acontecer de forma estruturada para que os melhores resultados sejam colhidos depois. Se você já aplica a IA na sua indústria e tem experiências para compartilhar, te convidamos a deixar o seu comentário aqui!

Posts Relacionados
O Big Data se torna essencial em um cenário de evolução constante nas indústrias. Entenda
A realidade aumentada é comum para alguns, e uma grande tendência para outros. Entenda as
A interação dos pilares da indústria 4.0 é essencial para o bom andar dos projetos.

Deixe uma resposta