Gestão da Qualidade: Qual a Importância para a Inovação

Um gestor de uma empresa certamente deve estar antenado sobre tudo o que se passa dentro da empresas. Serviços, consertos, encomendas, preparos e resultados devem ser analisados em cada uma de suas etapas para verificar se tudo está bem encaminhado. 

Este é o controle de qualidade. Quando se há a responsabilidade de checar a procedência de todos os andamentos de serviços prestados pela empresa. É no controle de qualidade que um gestor fará a análise precisa e solicitar uma melhora de fabricação. 

A ideia principal é exercer a melhoria do produto, sendo assim, ela deve andar de mãos dadas com o controle de qualidade. Sem ela, é impossível fazer um check-up detalhado e emitir notificações para superiores. 

Neste check-up todas as informações contidas são para beneficiar quem fabrica. Uma empresa deseja se tornar mais habilidosa e também mais ágil, evitando gastos sem necessidade e desperdícios que prejudicam tanto a empresa em si quanto ao meio ambiente. Dados de contagem, erros de fabricação também são constatados para melhorar o andamento de um serviço.

O gestor era muito prático e qualificado, e tudo o que visava era conquistar o público, seu alvo principal. Por isso, ter opiniões e sugestões dadas pelo mesmo era de extrema importância, pois trata-se da garantia da permanência da empresa no mercado.

 Ter maior prevenção de problemas futuros também era outro fator que beneficiava o gestor em seu controle de qualidade, já que, a partir do conhecimento de sua produção, ele poderia dar as ordens da melhor maneira de desempenhar as atividades.

Tudo isso era levado em conta pelo gestor da empresa na hora de gerenciar processos da empresa. Decidiu que pelo controle de qualidade ele conseguia administrar melhor e ter muito mais autonomia em seus processos.

O que é a Gestão da Qualidade?

Bem centralizada, a gestão da qualidade está restrita somente a verificação de produtos e estoque. Ela irá atuar no funcionamento do início ao fim, com análise detalhada de cada etapa. A fiscalização garante que ao chegar nas mãos do consumidor, ele saiba que é de boa procedência e qualidade.

A gestão da qualidade está fortemente vinculada com o controle de qualidade. Seu fundamento está contido na gestão e toda a sua criação pode ser explicada com dados históricos:

O estudo do controle estatístico de qualidade foi iniciado por Walter Andrew Sherwat, que desenvolveu ciclo PDCA (Plan, Do, Check, Action – do português, Planejar, Fazer, Checar e Agir), que garante a qualidade do serviço. Shewat serviu como o primeiro editor da Mathematical Statistics Series por cerca de mais ou menos 20 anos.

Outras conquistas também foram obtidas pelo matemático. Foi colaborador de instituições relacionadas à estatística e/ou à matemática e sua contribuição na qualidade foi a criação da introdução da estatística aos processos de garantia de qualidade. Anteriormente a função de Walter Andrew Sherwat era a de verificar o produto já finalizado, garantindo que estava sem nenhum defeito de fabricação.

A gestão da qualidade tem foco no cliente e seu contentamento. A partir de um controle de qualidade bem feito, os produtos são enviados a conferência e logo em seguida chegam a mão do mais interessado. O consumidor possui extrema importância neste processo pois é ele que dará sua opinião do que deve ou não deve ser feito. 

Gerir com qualidade é uma etapa que pode parecer complexa mas possibilita a visão geral de todo o sistema. Dá maior controle de execução aos planejamentos. Cria maior certeza em decisões. Mantém uma planilha organizacional. Gera maior confiança entre colaboradores.

Todas essas etapas dão forma a gestão da qualidade e fazem dela garantia de sucesso organizacional. Sem elas o andamento apresentaria constantes falhas e certamente o nível de acerto cairia da sua média percentual. 

Entenda mais sobre a ferramenta lendo esse artigo.

A Importância da Inovação Aliada à Gestão da Qualidade

A inovação juntamente a gestão da qualidade, resulta em aspectos mistos. Isso se dá pela falta de entendimento do que é possível ou não que ocorra e falta de alinhamento na organização. Quando não se há controle de processos, é natural que alguma coisa ou outra desande. 

Por meio de estudos foi constatado que a liderança operacional é de suma importância para o aumento de ganho de qualidade em uma inovação. Se um processo ainda não foi colocado em prática, a análise gerencial irá fiscalizar como pode melhorar a qualidade desse processo de criação.

Ainda em cima de estudos, conferiu-se que há necessidade de mais conhecimento acerca dos níveis da gestão da qualidade. Dentro dele está a inovação, que é diferenciada mas também é correlacionada com a gestão da qualidade. 

Apesar de apresentar algumas falhas, a Inovação aliada à gestão da qualidade traz diversos pontos positivos quando aplicadas de maneira correta. É possível criar tendência e ser referência apresentando um produto de qualidade, entregue no prazo correto e que seja a cara do público alvo.

São fatores que devem ser trabalhados e estudados com cautela para que não saia fora do planejamento mas que fornecem um mundo de opções para quem deseja diferenciar da concorrência e assumir uma identidade própria.

A Gestão na Prática

Essa é uma abordagem social e retrata o empenho e comprometimento de uma equipe dentro da empresa. A análise comportamental é feita a partir de pesquisas com temas diversos e verificar os que melhor respondem aos projetos da empresa. O bom convívio, a cooperação e o envolvimento deles nas questões de boas práticas e condutas.

Os colaboradores devem estar cientes de todas as metas, problemas e sucessos da empresa e devem aumentar seu nível participativo, colaborando, sugerindo e dando vida ao que somente ficava no papel. Funcionários devem se unir, formando equipes capazes de trabalhar de forma eficaz e prática.

Outra abordagem é a gestão técnica de qualidade, que irá fiscalizar máquinas e produtos industriais. Verificará se estão funcionando de maneira correta, se há necessidade de troca de ferramenta ou conserto, se algum produto está sendo utilizado de maneira incorreta e se todo o processo não gera desperdícios e esteja de acordo com as causas ambientais. 

Ferramentas de Qualidade 

Como dito antes, Walter Andrew Sherwart criou a técnica PDCA, que, traduzindo para o português significa Planejar, Fazer, Verificar e Agir. 

Planejar quer dizer arquitetar objetivos e propósitos. Fazer, medirá o real desenvolvimento do projeto. Verificar, onde o gestor cuidará dos sistemas de objetivo e desempenho, comparando suas diferenças e chegando a um denominador comum. Agir, colocar em prática e retocar os mínimos detalhes. 

Essas ferramentas são essenciais na hora de conquistar o consumidor. A gestão não trata apenas do produto mas também a qualidade com que ela é oferecida ao público. Se há alguma possibilidade de ouvir quem está interessado em opinar, o gestor desse sistema da qualidade deve dar voz a quem faz a empresa dar sua continuidade.

É importante ressaltar que o uso de um Software para sistemas de gerenciamento de ideias são extremamentes facilitatórios e a AEVO Innovate está aí para programar empreendimentos à empresas que precisam desta inovação como ferramenta de trabalho. Ela se torna um empreendimento simplificado e possui acompanhamento detalhado em ROI. Tudo é feito da maneira mais prática possível. 

Inovação Empresarial - Faca com que a gestao do seu projeto atinja o apice - Aevo Innovate

Posts Relacionados
Entendendo Open Innovation A inovação aberta ou open innovation é uma ferramenta que surge da
Ser empreendedor está a frente de possuir uma grande corporação e ter muitos bens, empreender
Metodologia como Inovação Fazer o uso de metodologias de projeto reflete a inovação na cultura

Deixe uma resposta