Conheça cinco centros de inovação no Brasil

centro-de-inovação

Para incentivar a inovação, é comum que diferentes agentes se reúnam em um ambiente comum, onde eles podem trocar ideias e experiências para encontrar soluções únicas, que não seriam possíveis em um trabalho individual. Um desses ambientes são os centros de inovação.

Neste artigo, você vai conhecer alguns dos principais centros de inovação estabelecidos no Brasil.


O que são centros de inovação?

Antes de abordar os casos concretos, vamos esclarecer o conceito por trás de um centro de inovação.

Não se trata apenas de um espaço físico, mas de um ambiente que reúne as condições ideais para motivar, informar e conduzir seus participantes a compartilhar, conduzir e cocriar.

Em outras palavras, não basta colocar empresas e startups juntas em um mesmo local para que elas realmente comecem a trabalhar colaborativamente para a criação de soluções inovadoras.

É preciso oferecer a elas os incentivos e instrumentos para isso, começando por uma cultura de inovação em comum. Esse é o propósito do centro de inovação.

É interessante notar que os centros de inovação estão fortemente relacionados com outro conceito que já abordamos em conteúdos anteriores: o ecossistema de inovação.

Podemos dizer que o ecossistema de inovação é o conjunto de agentes que se reúnem para formar um ambiente de fomento à inovação e as relações entre esses agentes. Esse ambiente pode assumir várias formas, dentre as quais, a de um centro de inovação.

Assim, o centro de inovação é um dos tipos de ecossistema de inovação.


Principais centros de inovação no Brasil


Nestlé

nestle-ecossistema-de-inovação

O primeiro exemplo de centro de inovação que queremos destacar é o caso do Centro de Inovação e Tecnologia (CIT) da Nestlé, inaugurado em outubro de 2020 e localizado dentro do Parque Tecnológico São José dos Campos, em São Paulo.

A empresa concretizou esse projeto em parceria com a AEVO Innovate. Uma das iniciativas do CIT é a chamada de startups para desafios de inovação.

Nestes desafios, as startups parceiras trabalham em um processo de open innovation, criando soluções conjuntamente.


GS1 Brasil

gs1-ecossistema-de-inovação

A GS1 Brasil também criou seu próprio Centro de Inovação e Tecnologia (CIT), inaugurado em 2014 e localizado em Pinheiros, na capital de São Paulo. A inspiração para esse centro foi o Knowledge Center da GS1 Alemanha.

O foco do CIT da GS1 Brasil é ser um espaço para o desenvolvimento de soluções com base em tendências tecnológicas para a otimização de processos, por meio da automação, na cadeia de abastecimento. Devido ao sucesso da iniciativa, o CIT também é considerado uma vitrine do que existe de mais inovador nessa área.


Google Startups

google-ecossistema-de-inovação

O Google Startups é o projeto de Centro de Inovação da gigante da internet, Google. Ele conta com vários Campus ao redor do mundo, estando presente em 125 países.

O grande diferencial desse projeto é permitir que startups se reúnam para solucionar problemas complexos, oferecendo acesso aos recursos do Google. Além das startups, aceleradoras também participam do projeto, colaborando na estratégia para escalar negócios.


Inovabra

inovabra-ecossistema-de-inovação

O Bradesco criou o centro de inovação Inovabra, que tem o objetivo de promover inovação dentro e fora da organização, por meio do trabalho colaborativo com outras empresas, startups, investidores e mentores.

Um aspecto interessante desse projeto é a diversidade nos participantes. No Inovabra, estão presentes startups com foco nos segmentos de turismo, agricultura, mobilidade urbana, recursos humanos, soluções para varejo, entre outras.


Tecnopuc

tecnopuc-ecossistema-de-inovação

O Tecnopuc é o centro de inovação da PUCRS, um bom exemplo de iniciativa que parte das universidades, em vez de partir de uma empresa.

Com atuação em duas localidades no Rio Grande do Sul, Porto Alegre e Viamão, ele conta atualmente com mais de 180 participantes, entre instituições acadêmicas, privadas e do Estado.

Esse centro não tem apenas o objetivo de promover a inovação, mas também de atrair e desenvolver talentos. Essa é uma característica condizente com o propósito da universidade.

Além disso, beneficia todos os envolvidos, pois as outras organizações participantes passam a ter acesso a essa fonte de profissionais altamente qualificados e podem integrá-los às suas equipes.


Conclusão

Na criação de um centro de inovação, a grande vantagem é a confluência de agentes com características heterogêneas. No entanto, para que esses agentes possam trabalhar juntos de maneira eficiente, é preciso haver uma infraestrutura que viabilize a colaboração.

Esse é um dos papeis da AEVO Innovate, plataforma que otimiza a comunicação e a gestão de todo o processo de inovação, desde a geração de ideias.

Além disso, devido a seu papel ativo no cenário nacional da inovação, mantendo relações com as principais empresas e startups do país, o AEVO Innovate também pode ajudar as organizações que desejam formar um centro de inovação. Ele atua formando a ponte entre as empresas e as startups, permitindo criar as parcerias certas para cada tipo de demanda.

Neste artigo, você conheceu cinco exemplos dos principais centros de inovação do país. Além disso, também entendeu como o AEVO Innovate pode ajudar as empresas que desejam formar um centro e viabilizar a colaboração entre seus participantes.

Quer saber mais sobre centro de inovação, ecossistema de inovação e outros conceitos fundamentais? Acompanhe os conteúdos do blog da AEVO!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *